É no Golfo da Tailândia, do lado direito da península, que fica uma pequena ilha chamada Ko Tao. Apesar de ser bastante conhecida por ser o paraíso dos mergulhadores, posso te garantir que não é preciso se aventurar debaixo d’água pra se apaixonar por Ko Tao.

Alguns viajantes acabam optando por conhecer suas vizinhas, a festeira Ko Phangan, ou ainda a grande ilha Ko Samui. Estive em todas as três e Ko Tao ganhou o posto de favorita. 

Ko Tao Tailândia

Seu clima descontraído fez com que eu passasse muito mais tempo do que o planejado por lá, e quando me dei conta os 3 dias iniciais se transformaram em quase 2 semanas. Nem preciso dizer que poderia facilmente ter ficado mais tempo né! 

Quer dicas de Ko Tao? Então separe sua máscara e snorkel (ou realize o sonho do mergulho) e veja aqui tudo que você precisa saber pra aproveitar sua viagem para a ilha. 

O que fazer em Ko Tao

Não se engane com seu pequeno tamanho ou por sua distância do continente: Ko Tao é deslumbrante e tem muito para oferecer, principalmente para quem gosta turismo de natureza. Confere aqui o que você vai encontrar pela ilha:

1. Mergulhar em Ko Tao

Ko Tao não é apenas o paraíso dos mergulhadores, mas também dos aspirantes a mergulhadores: a ilha é o lugar ideal para estender sua estadia e aproveitar para fazer um curso de mergulho. Lá é “o lugar” pra você tirar a carteira de Open Water Diver: além de ser o melhor ponto de mergulho do país, a grande concorrência feita por mais de 50 escolas de mergulho faz com que seja também o lugar mais barato para se mergulhar na Tailândia.

Os cursos para tirar o certificado de mergulhador duram em média 3 dias e custam cerca de 9.000 bahts (aproximadamente R$900). Já as experiências de batismo giram em torno de 1.500 bahts (aproximadamente R$150).

Mas como mergulho é coisa séria, procure sempre um centro de mergulho recomendado, que não necessariamente será o mais barato. Os mais renomados são os pioneiros Ban’s Diving School, o Big Blue Diving, o Buddha View e o New Heaven, que variam entre o sistema PADI e o SSI.

Mas se não quiser levar a aventura tão a sério, dá pra se aventurar em um mergulho de batismo em um dia, que inclui uma aula rápida pela manhã e saída de barco à tarde – com a possibilidade de utilizar um ou dois cilindros.

Embaixo d’água, o paraíso esconde uma vida marinha incrível: lindos corais coloridos, anêmonas, arraias, tartarugas e muitos peixes coloridos de recife. Prepare-se para se emocionar e ver muitas cores!

2. Snorkeling

Gosta de mar mas não curte mergulho? Calma que dá pra aproveitar Ko Tao do mesmo jeito! Vale a pena tirar a máscara da mala (ou alugar uma por lá) para ver muuuitos peixinhos coloridos. Não deixe de sair de Ko Tao sem ter dado ao menos uma espiadinha nas maravilhas de seu mundo submerso!

Se o lugar é bonito por fora, pense que você está conhecendo apenas cinquenta por cento dele se não for lá conferir o que se esconde embaixo d’água. O aluguel de equipamentos varia de 100 a 200 bahts (10 a 20 reais, aproximadamente).

3. Conhecer as principais praias de Ko Tao

Não há dúvidas de que mergulhar é a principal atração da ilha. Mas sua beleza vai bem além do universo das escolas de mergulho,  com uma bela coleção de praias com águas cristalinas. Veja aqui as principais praias de Ko Tao: 

Desembarcamos no píer da Mae Haad Bay que, apesar de não ser uma praia tão bonita, é uma área que conta com opções bem em conta de hospedagem. Seu centro comercial é movimentado pelo entra e sai de turistas da ilha e conta até mesmo com uma 7/11.

A 20 minutos andando da Mae Haad Bay, fica a principal praia chamada Sairee Beach, que corresponde ao centrinho da ilha. A orla de 2km da Sairee é repleta de escolas de mergulho, contando também com cafés e bares com música ao vivo que criam a atmosfera perfeita para apreciar o visual do pôr do sol. 

Para acompanhar o espetáculo, minha pedida era sempre um pad thai e uma cerveja gelada- ou com gelo, o que é comum na Tailândia.

Ko Tao Tailândia
Sairee Beach
Ko Tao Tailândia
Almoço na praia

Durante a noite, rolam festas isoladas em alguns pontos dessa praia que, apesar de contarem com shows de pirofagia, são bem mais lights do que as de Ko Phi Phi ou Ko Phangan.

Para além da Sairee Beach, existem muitas praias mais afastadas. Por isso, uma boa dica de passeio é alugar uma moto ou recorrer a um taxi boat ou tour de barco para desbravar as demais praias da ilha. A distância pode ser um pouco grande para ir a pé, dependendo de onde você estiver hospedado. Não deixe de conhecer essas praias:

Freedom Beach e Taa Toh Beach, que na verdade são uma única praia divida por uma passarela. O lado da Freedom Beach é ideal para fazer snorkel por conta própria e  relaxar, já que tem muita sombra das árvores que nasceram na areia, além de um barzinho. Não deixe de ir até o mirante John – Suwan que proporciona uma bela vista panorâmica da ilha. O acesso para ambos os lados custa 50 bahts (cerca de 5 reais).

Chalok Baan Kao Bay, próxima da Freedom Beach, é a terceira maior praia da ilha. Seu relevo desce suavemente em sua baía de águas rasas, ideal para crianças e para adultos que querem apenas ficar de molho. Inclusive, a Chalok Bay é uma ótima área de hospedagem, sobretudo para quem procura uma região mais tranquila, com clima bem família, porém com estrutura.

Shark Bay é uma pequena praia de águas bem claras que dizem ser ponto de observação de tubarões. Seu acesso se dá por uma escadaria de madeira que atravessa os bangalôs de alguns resorts.

Não deixe de conhecer também as praias Haad Sai Nuan, Sai Daeng Beach e Ao Tanot Bay, que ficam do lado oeste da ilha. Se estiver com tempo curto, talvez seja mais interessante recorrer a um passeio de barco para explorar essa região – os tours custam em torno de 600 bahts (cerca de 60 reais).

Ko Tao Tailândia4. Ir até a ilha Ko Nang Yuan

Reserve ao menos um dia para conhecer Ko Nang Yuan, a ilha anexa a Ko Tao, que é um dos principais cartões postais da Tailândia. Sob hipótese alguma deixe de ir até lá, combinado? Ko Nang Yuan é simplesmente lindo.

É tão lindo que tem gente que vem de Ko Samui e de Ko Phangan só pra passar o dia em sua pequena faixa de areia – e que faixa de areia! Pra quem está em Ko Tao o acesso é bem mais fácil: 10 minutinhos de taxi boat partindo de Sairee Beach. Aproveite para combinar o horário da volta com o mesmo barqueiro – ida e volta saem em torno de 300 bahts (cerca de 30 reais), mas como sempre, dá para barganhar.

Ko Tao TailândiaA dica é chegar cedo e ir logo até o mirante, pegando ele vazio para poder ficar bastante tempo admirando a paisagem. O visual de lá de cima é arrebatador: uma faixa de areia branquinha que conecta as ilhas formando uma caminho divisor das águas. Eu perdi a noção do tempo lá em cima, só contemplando a paisagem. 

No centro da faixa de areia é possível passar o dia relaxando em um guarda sol e cadeiras alugadas. Eu passei o dia todo lá e dava uma relaxada ali na cadeira entre um mergulho e outro (aluguel do pacote completo por 150 bahts, cerca de 15 reais). Vale a pena levar máscara e snorkel. Por lá tem um restaurante que quebra um galho para comprar bebidas por preços bem mais salgados.

5. Visitar um dos Viewpoints de Ko Tao

Apesar do Viewpoint mais famoso ser o de Ko Nang Yuan, Ko Tao em si possui outros quatro mirantes:

Entre a Freedom Beach e a Taa Toh Beach fica o mirante batizado com o nome de seus descobridores: John – Suwan. Lá você vai ter uma bela vista da ilha, recompensando a subida que é curta, mas bem íngreme. No começo da trilha é preciso pagar uma pequena taxa de 50 bahts (aproximadamente 5 reais) para manutenção do trajeto.

Os outros mirantes são o da Chalok Bay, o West Coast Montain e o da Mango Bay, viewpoints para ver o que te aguarda lá de cima. Como eu não fui nesses, depois me conta o que achou de lá!

Outras atividades

Aproveite para passear tranquilamente pela rua principal e passar horas apreciando o mar. Em Sairee Beach, não deixe de conferir o pôr do sol do alto da King Rama V Rock, uma pedra com a inscrição real, comprovando a passagem do antigo monarca pela ilha no ano de 1899, onde colocaram um pequeno monumento. Se a lenda é verdade ou não, não sabemos, mas a vista é ótima.

E se ainda não está convencido, saiba que é possível também ter aulas de escalada, yoga, fazer um curso de culinária tailandesa, alugar um caiaque ou até mesmo sair para pescar. Minha escolha foi relaxar em umas aulinhas de yoga no Shambhala Yoga Centre, um lugar delicioso a alguns poucos passos da praia. 

Ko Tao TailândiaKo Tao Tailândia

Você vai ter muito o que fazer em Ko Tao, tenho certeza que você também vai ter vontade de ficar por lá mais tempo do que o planejado. Aproveite muito, porque a vibe lá é maravilhosa!

Quer mais dicas de viagem? Curta nossa página no Facebook!

em algum lugar do mundo no facebook

Onde ficar em Ko Tao

Mae Haad Bay, onde fica o píer, é um pequeno centro comercial com opções bem em conta entre hostels e pequenas pousadas, movimentado pelo entra e sai de turistas da ilha.

A 20 minutos andando de Mae Haad Bay, fica o centrinho da ilha, Sairee Beach. Sairee é a região mais procurada e onde ocorre o agito, cheia de restaurantes, cafés e boas opções de hospedagem como o simples Blue Wind (diárias até 100 reais) ou o Ban’s Diving Resort (diárias até 300), centro de mergulho mais antigo da ilha.

Entretanto, preferimos ficar na área de Chalok Bay, no Ko Tao Seaview Resort (diárias até 200) e ficamos bem satisfeitos. O hotel tem bangalôs com vista para o mar, bem gostoso. Foi uma ótima relação custo x benefício.

ko tao seaview resortko tao seaview resort

ko tao seaview resort
Koh Tao Seaview Resort. Foto: Divulgação

Fora estas três principais regiões, Ko Tao possui em toda a extensão da ilha muitas opções de pequenos resorts com cabanas pé na areia. Pode ser uma boa pedida ficar por lá, se alugar uma moto não for um problema.

Como chegar e se locomover em Ko Tao

A única maneira de chegar em Ko Tao é de barco. O ferry parte de Surat Thani – portanto, se você está vindo do outro lado da península, provavelmente terá que alternar trechos de mar, terra e mais mar, trocando de barco em algum ponto. A principal empresa que oferece este serviço é a Lomprayah Catamaran. É possível também pegar um ferry das vizinhas Ko Samui e Ko Phangan, sendo que Ko Samui é o aeroporto mais próximo de Ko Tao.

Se você está vindo de Bangkok, as melhores opções são pegar um avião até Surat Thani, ou um ônibus ou trem noturno até Chumphon – já que as companhias de barco fornecem transfer gratuito entre a estação de trem e o cais. Mas estamos sempre sujeitos a atrasos, correndo o risco de perder o trecho de ferry. Chegar em Ko Tao pode ser uma viagem cansativa dependendo do transporte, mas vai por mim que valerá a pena.

Uma vez em Ko Tao, nós consideramos o aluguel da moto a melhor opção para conhecer toda a extensão da ilha. Se você tem problemas quanto a isto, opte por se hospedar nas proximidades de Sairee, para ficar mais centralizado, se não terá que gastar mais com taxi. E não deixe de alugar um longtail boat pra fazer passeios pela ilha!

longtail boats em Ko Tao
longtail boats em Ko Tao

Melhor época para conhecer Ko Tao

Na região do Golfo o regime das chuvas funciona um pouco diferente. A estação seca, com maior chance de dias azuis, é de dezembro a junho, mas a melhor época para mergulhar é entre os meses de julho a setembro.

Se puder evite os meses de outubro e novembro, auge da estação chuvosa, para poder aproveitar melhor a ilha.  Se não, venha com a certeza de que por aqui é sempre quente ou muito quente. Mas fique sabendo que a alta temporada não obedece a lógica das chuvas: dezembro – janeiro e junho – julho são os meses de maior movimento.

Se quiser mais detalhes, confira o post “Melhor época para visitar a Tailândia: quando ir”, em que explicamos as estações de cada região do país.

Quanto tempo ficar em Ko Tao

Diríamos que no mínimo 3 noites. Mas como disse anteriormente, gostei tanto de lá que acabei ficando mais tempo. Se você quer curtir uns dias bem relaxantes na praia e curtir todas as opções de atividades de Ko Tao, recomendo definitivamente que fique mais tempo. 

Você também vai se apaixonar por Ko Tao!

Um dos lugares mais incríveis e baratos para se mergulhar na Tailândia, com clima relaxado e ótimas opções de bangalôs e restaurantes. Não é à toa que é a queridinha de todos que passam por lá e deixou muitas saudades em nós.

Quer mais dicas para planejar a sua viagem perfeita para Tailândia? Não deixe de ver todos os nossos posts sobre esse país que tanto amamos:

Esse post pode conter link de afiliados. Isso significa que, ao fazer uma reserva a partir desses links, você ajuda a manter nosso blog e não paga nada a mais por isso. Nós agradecemos seu apoio!

Nós nos esforçamos para manter o blog atualizado, mas alguns detalhes podem sofrer alterações a qualquer momento. Sempre confirme datas, preços e informações.

Booking.com

14 COMENTÁRIOS

  1. Driiii,
    Amei esse post!
    Vc acredita que ainda não conhecemos Koh Tao? Acho que é o lugar do sudeste asiático que estamos mais ansiosos para conhecer!
    Dicas valiosas, como sempre!
    Morro de vontade de mergulhar, mas tenho medo…rs.
    Amei!
    Beijos!
    Obs.: na expectativa de encontrar vcs em breve.

    • Oi Fábio, é só a gente ler ou rever fotos da Tailândia que bate a vontade de voltar na hora né? Ko Tao é muito linda mesmo, adorei muito essa ilha! Um abraço!

  2. post meeega completão, amei!! não pude conhecer essa região pois não tive tempo durante a viagem, preciso me programar para visitar a Tailandia novamente, acho fantastica! e nada melhor do aque almocar com essa vista ne! <3

  3. Você acredita que estivemos em Koh Tao em abril e praticamente só pegamos chuva?! Mesmo assim curtimos a vibe da ilha e é lógico, aproveitamos para fazer o batismo.
    O post está supercompleto! Parabéns pelas dicas e fotos.. estão sensacionais!

    Um abraço!

    • Oi Flávio! O tempo na Tailândia é meio doido né? Tem até um post aqui no blog sobre a melhor época para visitar a Tailândia, levando em consideração as estações. Geralmente a época chuvosa é bem definida, mas esse ano foi bem bagunçado. Que bom que mesmo com o tempo ruim conseguiu aproveitar Ko Tao! Um abração!

  4. Oi Adriana! Tive que salvar este post para consultas futuras, he he he… Não tenho pretensão de visitar a Tailândia por agora, mas essa ilha parece ser realmente muito necessária no roteiro. Então, melhor salvar para consultar depois…
    Parabéns pelo post!
    Abraços,
    Carolina

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here