Atualizado em 18 de abril de 2017.

Já pensou em viajar pela África? Imagina fazer essa viagem por terra, em uma road trip passando por vários países do continente? Achávamos a ideia meio loucura, até começarmos a pesquisar e ver que isso era totalmente possível.

Resolvemos embarcar nessa aventura e descobrimos que uma das formas mais seguras e com a melhor relação custo-benefício para viajar pelo continente africano era por um Overland Tour.

Overland tour é uma modalidade de turismo que, embora pouco conhecida pelos brasileiros, é bem popular na África. Funciona assim: a viagem acontece em um caminhão adaptado para a viagem (com assentos semelhantes a um ônibus), acompanhado de 2 guias, barracas de camping e um grupo de viajantes ansiosos para viver experiências inesquecíveis.

São várias agências e vários roteiros que o viajante pode escolher. Os trajetos mais longos podem durar até 80 dias, a escolha vai depende de você, do seu tempo e orçamento. E aí? Ficou curioso?

Nossa Rota pela Áfica: Cape Town a Victoria Falls

Nós optamos por uma rota de 21 dias, que começava na África do Sul, cruzava a Namíbia de sul a norte, passava pela selvagem Botsuana e terminava no Zimbábue.

Cape Town

Essa rota que escolhemos é uma das mais tradicionais no continente africano.

O ponto de partida é Cape Town (Cidade do Cabo), uma grande cidade litorânea que nos fez lembrar o Rio de Janeiro – tanto pela geologia, quanto pelo clima amigável. A mistura de montanhas e oceano somado à cultura descontraída e receptividade dos locais faz de Cape Town um lugar incrível. Nós recomendamos uns dias extras pra explorar a cidade. Veja o que fazer em Cape Town e prolongue sua estadia por lá, vale à pena!

overland-tour-2
Cape Town, África do Sul

Seguindo viagem rumo ao norte, chega-se à fronteira com a Namíbia, onde já é possível sentir uma grande mudança: o ar seco e quente toma conta da atmosfera, dando às boas vindas a uma área de deserto. A fronteira é demarcada por um rio, de onde é possível apreciar um pôr do sol inesquecível.

overland-tour-3
Fronteira África do Sul e Namíbia

VEJA TAMBÉM: TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE UM SAFARI NA ÁFRICA

Namíbia

A Namíbia é um lugar incrível e suas paisagens cênicas impressionam do começo ao fim. Por qualquer estrada que se passe, surgem aos nossos olhos imagens que beiram o surrealismo. O símbolo disso é Dead Vlei (Vale Morto), um leito de rio que secou após ser bloqueado pelas dunas do deserto, petrificando árvores e criando um dos lugares mais impressionantes do planeta.

overland-tour-6
Dead Vlei, Namíbia

Cruzar a Namíbia talvez represente aquilo que muitos buscam nesse tipo de viagem: uma região selvagem, com a segunda menor densidade demográfica do planeta. Um país com grandes cânions e repleto de desertos, e também com um litoral bem extenso.

overland-tour-9

Na Namíbia é possível encontrar pessoas acolhedoras e conhecer mais sobre tribos africanas, como os Himba, que ainda tentam manter suas tradições. A vida selvagem também é abundante, sendo possível encontrar grandes animais pela estrada. Mas para um encontro garantido com eles, o programa deve incluir um safari pelo Parque Nacional do Etosha. Quer saber mais? Então confira o que fazer na Namíbia e saiba mais sobre suas belezas naturais.

Botswana

Cruzar a fronteira para Botswana também era um parte esperada da viagem. No país, a caça é proibida e eles se orgulham de serem um dos últimos do continente onde os animais selvagens são realmente livres, ao contrário dos outros onde os bichos vivem nas cercas dos parques nacionais.

overland-tour-19
Leões no Chobe, em Botsuana

O passeio até o Delta do Okavango nos deixa ainda mais próximo da natureza. A locomoção pode ser um pouco complicada (veículos 4×4 são necessários), mas por outro lado é ali que podemos fazer safaris a pé, podendo chegar bem perto de elefantes, zebras e outros animais. E basta um passeio de canoa em um lago repleto de hipopótamos para uma dose de adrenalina – e para refletirmos sobre o quão frágil o ser humano pode ser.

overland-tour-11
Encontro com hipopótamos em Botsuana

Ainda em Botswana, visitamos o Chobe National Park, um dos maiores parques do continente. O parque nacional é apenas uma (enorme) área delimitada, sem cercas. É possível fazer safaris por rio ou por terra. E se você tiver sorte como nós, poderá ficar a menos de 10 metros de um grupo de leões. Para mais informações, não deixe de conferir as principais atrações de Botswana.

Zimbábue

O último destino desse roteiro é o Zimbábue. A visita ali é curta, mas um dia foi o suficiente para encerrar a viagem da maneira mais marcante possível. Ali está a maior queda d’água do mundo: Victoria Falls, ou Cataratas Victória, considerada uma das 7 maravilhas naturais do mundo.

Chamada pelos nativos de Mosi-o-Tunya (em português significa “Fumaça que Troveja”), Victoria Falls é um exagero de beleza. Toda a imensidão de água derramada, junto a flores, pássaros e natureza abundante ao redor, fazem o passeio fechar com chave de ouro.

overland-tour-16
Victoria Falls, Zimbábue
overland-tour-18
Victoria Falls vista de cima

Como é viajar de caminhão pela África

As imagens não mentem. Uma viagem dessas irá te garantir paisagens deslumbrantes e inesquecíveis. Mas isso não significa que a viagem será linda o tempo todo: é preciso estar preparado pra lidar com situações bem adversas.

Você pode gostar de acampar, mas esse sentimento pode ficar um pouco conturbado após 20 dias montando e desmontando barraca, principalmente debaixo de chuva. Viajar em um caminhão cruzando a África parece bem interessante, até você ficar enguiçado por horas na estrada.

Quer saber mais? Nós contamos aqui sobre todos os perrengues da nossa viagem de caminhão pela África.  É bom se preparar e ter em mente que imprevistos fazem parte desse tipo de viagem. Mas nós garantimos que tudo vale à pena: essa foi uma das viagens mais lindas que já fizemos!

Gostando do post? Então curta nossa página do Facebook e fique por dentro das nossas dicas de viagem!

banner-curtir-logo-sem-fundo

É perigoso viajar de caminhão pela África?

Depende do nível de amizade que você vai estabelecer com os leões que cruzarem seu caminho. Brincadeiras à parte, a viagem é de uma forma geral bem segura. Nós nos sentimos mais protegidos por estarmos em grupo e por termos um guia nos acompanhando o tempo todo.

De qualquer forma, não dá pra fazer essa viagem sem fechar um seguro. Felizmente não tivemos nenhuma emergência, mas um rapaz em nosso grupo ficou muito doente e precisou de cuidados médicos bem no meio da viagem. E ele teria ficado num prejuízo alto se não tivesse seguro. Resumindo, não vale economizar nesse ponto. Recomendo pesquisar os melhores preços e as melhores opções na Segurospromo, que funciona como um bom comparador de preços, e escolher o seguro que melhor se adequa ao seu estilo de viagem. E usando o nosso código EMALGUMLUGAR5 você ainda ganha 5% de desconto..

Quer saber mais sobre safari e outros destinos na África? Veja esses posts:

Texto original publicado por Viagem Livre.

Esse post pode conter link de afiliados. Isso significa que, ao fazer uma reserva a partir desses links, você ajuda a manter nosso blog e não paga nada a mais por isso. Nós agradecemos seu apoio!

Nós nos esforçamos para manter o blog atualizado, mas alguns detalhes podem sofrer alterações a qualquer momento. Sempre confirme datas, preços e informações.

Booking.com
COMPARTILHAR
Artigo anteriorA DOCE VIDA DURA DE DOIS BLOGUEIROS DE VIAGEM
Próximo artigoO QUE FAZER EM SINGAPURA: ROTEIRO DE 3 DIAS
33 anos. Carioca. Vascaíno. Ama mergulhar. Não come frutas, verduras nem legumes, mas tem prazo para virar vegetariano. Administrador, trabalhou no mercado financeiro e em telecom. Usou o sonho da viagem como pretexto para realizar outros sonhos: comprar um drone, produzir vídeos e tornar-se instrutor de mergulho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here