9 Verdades Sobre Um Safari pela África: Expectativa X Realidade | Em Algum Lugar do Mundo

9 VERDADES SOBRE O NOSSO SAFARI PELA ÁFRICA

O cenário espetacular tá garantido. E o perrengue também. Veja por que um safari na África pode guardar os melhores e piores momentos da sua vida!

  • Adriana
  • -
  • 3 de agosto de 2019
  • 34 Comentários

Quer viajar mais por menos?

Inscreva-se agora e receba no seu e-mail nosso e-book: são 40 dicas já para a sua próxima viagem!

Pra você que acha que fazer um safari pela África é como assistir à gravação de um documentário do Nat Geo, temos duas coisas pra dizer: a primeira é sim, a paisagem e a vida selvagem dão um show no continente. A segunda é que, se você não estiver disposto a pagar mais caro, as chances de passar perrengue são bem grandes. E é sobre isso que vamos falar aqui.

Dentre as diversas maneiras de se viajar pelo continente africano, nós escolhemos um “Overland Tour” na versão camping: uma longa viagem por terra, cruzando fronteiras em um caminhão adaptado, com um motorista e um guia para conduzir o grupo. Existem outras opções como guias particulares e resorts de luxo, mas se você tem um orçamento limitado, não quer abrir mão nem da aventura e nem de viajar seguro, sua melhor escolha é o Overland Tour.

Sendo assim, lá fomos nós pra 20 dias na estrada, partindo da África do Sul até o Zimbábue, passando ainda pela Namíbia e Botswana. Entramos no caminhão achando que estávamos super preparados pra aventura, com nossos sacos de dormir, repelentes e baterias extra. E depois que deixamos a estrada, podemos afirmar: o cenário espetacular tá garantido. E o perrengue também. Confere aqui por que uma viagem dessas pode guardar os melhores e piores momentos da sua vida!

Para informações específicas sobre alguns destinos, confira nossos guias práticos, com tudo que você precisa saber para planejar sua viagem para esses países:

O que esperar de um safari pela África

1. Você vai sentir saudade da sua cama. Todo-santo-dia-da-viagem

Pra começo de conversa, eu (Adriana) nunca tinha acampado na vida. Daí que a pessoa resolve conhecer a África e escolhe logo um passeio de 20 dias – acampando. E posso falar? Trocar de lugar todo dia, tendo que montar e desmontar barraca é no mínimo cansativo, até pros amantes de aventura que curtem acampar!

Isso sem considerar o colchão emborrachado e empoeirado, o saco de dormir sujo e suado, o travesseiro inflável desconfortável e por aí vai. Esse último problema foi resolvido logo no primeiro dia da viagem, quando paramos num mercado e meus olhos brilharam quando vi um travesseiro de verdade. Catei logo um e, mesmo ficando todo sujo e deformado em poucos dias, fizeram meus dias mais felizes.

verdades_sobre_um_safari_pela_África
Você não vai aguentar mais ver a barraca de camping na sua frente

2. O caminhão certamente vai quebrar.

Você vai ficar parado no meio do nada. Isso vai atrasar seu dia e você vai ter menos tempo pro banho, pra montar a barraca ou pra explorar o parque. Aceite esse fato e conte que isso é uma atração da viagem, com data “a confirmar”. Por nossa sorte, nosso caminhão enguiçou num vilarejo que tinha posto de gasolina, e nesse dia só perdemos umas horas na piscina do próximo camping que ficamos.

verdades_sobre_um_safari_pela_África
O problema não é o caminhão enguiçar, mas sim em que lugar isso irá acontecer

Ah, em tempo: o caminhão é menos confortável do que você imagina. Quando vimos as fotos, achamos que sentiríamos falta apenas de ar condicionado – sem imaginar que o banco ia castigar nossa coluna. Mas tudo bem, depois de passar longos dias (mais de 10 horas por dia às vezes), até ficar sentado no sofá de casa seria cansativo.

3. Prepare-se pra elevar sua escala de ódio por mosquitos a outro nível

Não importa quantos safaris você fizer: o bicho mais visto será o mosquito. Eles estarão ali, dia e noite, rindo da sua cara e te chamando de bobo toda vez que você passar repelente. Eles simplesmente não respeitam! E não basta infernizar sua vida: em alguns lugares da África eles ainda tocam o terror com a ameaça de malária. Vamos a 3 exemplos:

  • Logo na segunda noite, o termômetro marcava 40 graus. Às duas, três, quatro da manhã. Pensa no saco de dormir e no colchão de borracha, soma com a barraca completamente fechada por causa dos mosquitos. Pode desistir?
  • Uma noite em Botswana, resolvemos acampar justo no lugar que tava rolando o Encontro Anual dos Mosquitos do Hemisfério Sul. Sério. Não dava pra ficar do lado de fora, eles entravam na sua boca, nos seus olhos, na sua alma. Tivemos que jantar dentro do caminhão, com todas as janelas fechadas e cobertos da cabeça aos pés. Foi nossa primeira experiência em fazer uma refeição numa sauna, e não curtimos.
  • O pobre do coitado do nosso amigo de viagem resolveu sair do banho sem camisa e sem passar repelente, que esqueceu na barraca de camping (logo ali do lado). Foram 27 picadas nas costas em 2 minutos, nós contamos.

4. Banheiro é artigo de luxo

Quem me conhece sabe que eu bebo muita água, vou ao banheiro a cada 20 minutos e não tenho problema com isso. Mas deixa eu contar essa história de banheiro na viagem por partes:

verdades_sobre_um_safari_pela_África
É preciso beber muita água em um safari e a vontade de fazer xixi é constante.

Primeiro: É preciso beber muita água durante a viagem. O clima seco e o calor são um convite pra desidratação. Daí que você passa o dia inteiro viajando, às vezes pelo deserto, ou por qualquer outro lugar que não tem banheiro. Solução? Vai na estrada mesmo. Cada um catava uma moita pra se esconder e é isso aí. Quando não tinha, meninas iam atrás do caminhão, meninos na frente.

Segundo: Sim, alguns lugares tinham banheiro. Poucos limpos. A maioria variava do sujo ao impraticável, fazendo você querer voltar pra moita.

Terceiro: Ir ao banheiro é praticamente uma atividade em grupo. Pros mais reservados, pode ser ainda mais complicado, já que essa atividade se torna um assunto coletivo.

Quarto: E quando a atividade pode ser individual, você até sente falta de uma companhia. Ir ao banheiro à noite sozinho é sempre uma emoção à parte, já que não se sabe o que pode cruzar seu caminho. Tivemos relatos de zebra, escorpiões (no plural mesmo) e animais de porte médio não identificados.

5. Poeira faz parte da sua rotina

Na África tem poeira. Muita poeira. E em um safari pela África você dorme, acorda, sai do banho, e ela tá ali, coladinha em você. Impregnada na sua roupa, na sua câmera, no seu cabelo. Não tem uma vez que você lave a mão e a água não saia preta. O vento soprando na sua cara com a janela do caminhão aberta é um dos principais responsáveis pela sua aparência acinzentada no final do dia.

Leia também: dicas e tudo que você precisa saber para fazer um safari na África

6. As aparências não enganam: você vai ficar ridículo.

Sua unha vai ficar preta. Seu cabelo vai fazer você se sentir o verdadeiro rei Leão (lembra do tópico acima, poeira + vento?). Meninas que não vivem sem maquiagem? Sinto muito por vocês. O máximo da vaidade é ostentar uma peça de roupa limpa, que não vai se manter assim por muito tempo. Você vai ter que repetir roupa suja, porque não vai dar tempo de lavar (ou não vai ter água).

7. Vai ter um sem noção no grupo

E você vai reconhecer o sujeito logo no primeiro dia. E vai ter que aturar ele até o final. Geralmente é esse que domina as tomadas, ou acha que o cooler no caminhão é só dele, colocando 20 latas de coca pra gelar enquanto os outros mal têm espaço pra uma garrafa de água. Pode ser aquela mulher fresca que devia ter ido pro resort de luxo e foi parar ali por um erro de percurso. Ou aquele que se acha mega engraçado e todo dia solta uma pérola. O lado bom é que depois do tour você não precisa mais olhar pra cara da pessoa. E que a grande maioria vai ser gente boa e alguns ainda vão se tornar seus amigos.

verdades_sobre_um_safari_pela_África
Identifique o sem noção do grupo

8. Cadê a luz?

A maioria dos campings não tinha energia na área das barracas e nem tomada em lugar nenhum. Isso significa que você vai precisar de uma lanterna pra ir da sua barraca até o banheiro à noite. E também vai precisar entrar na fila pra carregar a bateria da sua máquina nas poucas tomadas disponíveis no caminhão, que fornece a energia durante poucas horas do dia. Ah, e torcer também pra não ter aquele esperto que desconecta o seu aparelho pra carregar o dele. Felizmente não sofremos desse mal porque tínhamos uma régua de energia, que ainda compartilhamos com os outros.

verdades_sobre_um_safari_pela_África
Cruzando com zebras no camping, a caminho do banheiro à noite

9. A internet é limitada. Nossa paciência também.

Existiam apenas dois status: “no internet” ou então “african internet”, como chamam. Traduzindo: sem sinal ou praticamente sem sinal. Com isso, descobri que a bateria do meu celular ainda pode durar um dia. É uma experiência boa se desconectar do mundo e se conectar com o momento presente, com a natureza e com as pessoas ao seu redor. Substituímos o facebook por livros, jogos de cartas e longas conversas, o que deu uma estranha (e boa) sensação de liberdade… Até chegar aquele momento que você precisa desesperadamente ligar pro banco, confirmar o próximo voo ou mandar notícias pra família – que a essa altura já estão achando que um leão engoliu você e seu celular juntos.

verdades_sobre_um_safari_pela_África
Nós no safari: Isolados do mundo e sem internet por dias!

Mesmo com todos os perrengues, consideramos que esse safari pela África foi uma das melhores viagens das nossas vidas!

Cada sufoco que passamos foi recompensado pelas paisagens inacreditáveis de tão lindas! Sim, a natureza é um espetáculo único e incrível nesse continente, e um safari faz mesmo você se sentir dentro de um documentário.

Ah, não custa falar: em hipótese alguma, embarque nessa aventura de safari pela África sem seguro viagem. Escolha um com a melhor cobertura de acordo com suas necessidades e garanta uma viagem sem maiores problemas. Sugerimos conferir as opções e comparar preços pela Segurospromo.

Um dos caras que estava viajando com a gente quase virou do avesso de tanto que passou mal. Precisou de hospital durante a viagem e acabou tudo bem porque ele tinha seguro e não precisou esquentar a cabeça. E se você usar o nosso código EMALGUMLUGAR5 você ainda ganha 5% de desconto.

Seguros Promo

Cada vez que revemos as fotos e os vídeos dessa viagem ficamos sonhando com a próxima oportunidade que teremos de fazer um safari pela África! Dá uma olhada nesses vídeos que fizemos durante o safari, separados por país: África do Sul, Namíbia, Botswana e Zimbábue.

Pra saber mais sobre nossa viagem pela África e conferir as melhores dicas de viagem pelo continente, é só conferir os posts abaixo:

Depois desse post, ficou com vontade de fazer um safari pela África? Conta pra gente!

Esse post pode conter link de afiliados. Isso significa que, ao fazer uma reserva a partir desses links, você ajuda a manter nosso blog e não paga nada a mais por isso. Nós agradecemos seu apoio!

Nós nos esforçamos para manter o blog atualizado, mas alguns detalhes podem sofrer alterações a qualquer momento. Sempre confirme datas, preços e informações.


Quer saber como viajar mais por menos?

Receba agora so seu e-mail nosso guia gratuito: são 40 dicas imperdíveis para colocar em prática já na sua próxima viagem!

Zimbábue: explore

34 comentários em “9 VERDADES SOBRE O NOSSO SAFARI PELA ÁFRICA”

  1. Aline Gomes disse:

    Oi Adriana, vou pra Africa do Sul e Namibia em Março, gostaria de saber como faço pra reservar essa viagem de caminhao, e qual agencia voce poderia me indicar.

    Muito obrigada

    1. Caio Farias disse:

      Olá Aline! Aproveite! Essa viagem é incrível! A empresa que fez o nosso tour foi a Nomad Tours. A agência foi a African Budget Safaris. Boa viagem!

  2. Mônica Machado disse:

    Estou Mega perdida, Quero fazer Safari, mas, menos perrengues de vcs rsssss Tipo, não quero acampar, mas, tb não precisa de luxo… Devo confessar, sou péssima no inglês, dai o site que vc indica ta complicado entender roteiros… 🙁
    Estou indo sozinha agora em janeiro, ficarei 15 dias… Desembarco em Joburgo dia 21/01

    1. Caio Farias disse:

      Monica, entra e contato com a Nomad Tours, digita suas dúvidas no Google Tradutor e fala que é brasileira! Tem uma representante comercial brasileira lá que pode te ajudar! Já nos tours é difícil encontrar um guia que fale português mas dá pra se virar!! Vai com tudo!!

    2. Pat Alves disse:

      Há uma brasileira que trabalha na Nomad Tours, o nome dela é Fernanda Godoy. O e-mail é fernanda@nomadtours.co.za. É com ela que estou tirando as dúvidas. Espero que ajude!

  3. Adriano disse:

    Muito legal o relato de vocês!!!

    1. Caio Farias disse:

      Obrigado Adriano!

  4. Gessinho Lima disse:

    Cara tou fascinado com esse tour, pretendo ir em setembro. com certeza vou fazer um trecho de caminhão.

    1. Caio Farias disse:

      Gessinho, a viagem é incrível! Passamos 21 dias viajando de caminhão, acampando todas as noites na savana! Uma experiência memorável! Se tiver oportunidade mesmo, FAÇA!
      Abs,

  5. José Maria disse:

    Você viajou em qual período no ano? Pretendo fazer este tour em Maio agora e já não faz tanto calor. Obrigado pelo relato e pelas informações!!

    1. Caio Farias disse:

      Olá José Maria, fizemos essa viagem do fim de janeiro ao meio de fevereiro. Pegamos muito calor na fronteira entre África do Sul e Namíbia, o restante foi tranquilo!

  6. Danieli Tamanini disse:

    Olá Caio e Adriana

    Vamos agora em junho para Africa do Sul.
    Qual seguradora de viagem vocês utilizaram, no segurospromo realmente tem preços bons, mas não conhecemos as empresas e também não conseguimos informações se na Africa do Sul tem bastante cobertura. Vocês podem dar umas dicas?

    Quanto ao celular, para utilizar a internet, vocês compraram algum chip local ou habilitaram a operadora Brasileira, ou ainda ficaram com o Wi-fi? Sobre este tema ainda, para acionar o seguro viagem, é possível por internet ou tem que ser ligações?

    1. Adriana Mendonça disse:

      Oi Danieli, tudo bem? Quando viajamos para a África do Sul, estávamos com o seguro da World Nomads: http://bit.ly/2r4MMIl
      É um seguro muito bom, mas é mais usado para quem faz viagens de longo prazo.
      Porém, depois dessa viagem nós já fechamos diferentes seguros pela Seguros Promo e sempre funcionou muito bem. A gente sempre analisa as opções, vendo a relação cobertura x preço. Acaba que não fechamos sempre o mesmo seguro pois o valor acaba variando. Mas sempre correu tudo bem!
      Quanto a acionar o seguro, é preciso ver quais as regras do que você vai contratar porque isso varia. Em caso de emergência, alguns seguros indicam o local para atendimento (mediante sua ligação) e você não precisa pagar nada. Outros seguros fazem um reembolso da sua despesa, bastando você enviar a documentação exigida por email.
      Quanto ao celular, nós sempre usamos só o wi-fi. Você tem a opção de comprar um chip lá, ou de sair do Brasil já com um chip internacional, como o da easysim4U: http://www.easysim4u.com

      Espero ter ajudado!

  7. Mayara disse:

    Olá Casal,

    Muito massa o relato de vocês, obrigada pelos detalhes e dicas, já estamos bolando uma lista de itens para levar como lanterna, repelente, remédio para malária, roupa nos tons de cinza e bege, travesseiro entre outros rskk.

    Helps:

    1-)Que época do ano vocês foram? Estamos planejando fazer algo bem parecido em fevereiro de 2018, é uma época legal para ver os animais? Como está o Tempo?

    2-) Pelos perrengues que lemos de diversas pessoas pensamos em fazer Johanesburgo e Cape town por nossa conta e iniciar o tour em Swakopmund to Spitzkoppe que é um roteiro de 12 dias ao invés de 20, nesse caso perderíamos o Orange River, Fish Canayon e Sesriem to Sossus , na visão de vocês eles são imperdíveis?

    3-) Estavamos pensando em fazer com a Acácia tour, vocês ouviram falar da empresa, tem alguma referência ou comentário?

    4-) Como foi a alimentação? Bacana ou vamos colocar bolachas na lista rskkk

    Muito obrigada 🙂
    Abçs,

    1. Adriana Mendonça disse:

      Oi Mayara! Já vi que a lista tá completa hein? Vamos às respostas:
      – Fomos em fevereiro também, foi perfeito! Prepare-se pra muito calor e pra ver muuuuitos animais!
      – Na minha opinião, Orange River é bonito mas não é imperdível. O Canyon é absurdamente lindo (achei tão ou mais bonito que o Grand Canyon do Arizona) e Sossusvlei é pra ver a parte do deserto que, pra mim, foi um dos cenários mais impressionantes da vida!
      – Nós vimos sim essa empresa quando estávamos buscando fazer nosso passeio. Acabamos fechando com outra, mas lembro de ter lido sim relatos positivos sobre a Acacia Tours. Porém não conheci ninguém pessoalmente que tenha feito o tour com eles.
      – A alimentação no geral foi boa, mas chega uma hora que cansa. Os jantares eram mais elaborados e o almoço muitas vezes era um sanduíche ou uma salada que preparávamos no meio da estrada. Acho que a alimentação também pode mudar de acordo com o tour né? De qualquer forma, fazíamos algumas paradas pelo caminho em mercadinhos pra reabastecer e comprar nossas besteiras. Não parávamos todo dia, mas o guia dizia quando seria a próxima parada.
      Espero que tenha ajudado! Depois conta pra gente como foi sua experiência? Boa viagem e aproveite muito!!
      Um abraço!

  8. Pat Alves disse:

    Adriana,
    Tudo bem? Farei exatamente esta viagem de overland no mês de julho e eu me vi no seu lugar no início do artigo: nunca acampei e a primeira experiência será na África e no overland que também será pela Nomad Tours. O que você falou já me deixou meio baqueada. Depois das Vic Falls, volto para Jo’burg e sigo para Quênia e Tanzânia. Fico lá me perguntando se eu não devia gastar mais $$$ para não ficar no camping (mas aí terei que cortar o Quênia…). De qualquer forma, eu acho que estar no camping faz parte da viagem. Sigo acompanhando a viagem de vocês!

    1. Adriana Mendonça disse:

      Oi Pat! Tenho certeza que você vai amar essa viagem, quando voltar me conta como foi! Lembro que quando a viagem acabou disse que não faria algo assim tão cedo, mas agora que o cansaço já passou acho que faria tudo novamente, e agora! hahah
      É lindo demais e o visual compensa todo o cansaço! Aproveite muito, é realmente fantástico!!! Um abração!

  9. Pat Alves disse:

    Oi, Casal!
    Deixo como sugestão, um post sobre o que levar no Overland. Acho que ajudará bastante pois são poucos blogueiros brasileiros que fizeram este tour ainda mais o caso de vocês que foi o de 21 dias. Eu já tenho uma lista grande do que levar mas acho legal uma opinião de quem já o fez. Se já deram estas dicas, perdoem-me. Outra coisa, para as fotos, é recomendável levar a DSLR? Suja demais as lentes? Se for recomendável, a lente 300mm atende?

    Obrigada,
    Pat

  10. Vitor Marques disse:

    Olá Adriana,
    Primeiramente, gostaria de parabenizá-la pelo relato da viagem. Muito legal e muito bem produzido.
    Em segundo lugar, gostaria de te fazer uma pergunta.
    Eu e minha esposa estamos de viagem marcada para Africa do Sul em janeiro/17 . Nossa intenção era de fazer justamente esse roteiro (namibia, botswana e victoria falls).
    Contudo, esse relato dos mosquitos nos deixou bastante preocupados, pra não dizer desanimados. Depois dos problemas envolvendo zika e gestação, essa questão de mosquito tomou outro patamar além de apenas picadas.
    Então, gostaria de saber se essa grande quantidade de mosquitos é só na hora do acampamento, ou em todo lugar?
    Pensamos em fazermos o tour com acomodação, pra minorar isso.
    Voce pode nos elucidar mais essa questão? Talvez indicar as regiões onde quase não viram mosquito e as regiões com muitos. Isso seria de grande valia pra definição do nosso roteiro.
    Muito Obrigao.

    1. Caio Farias disse:

      Olá Vitor, tudo bem?
      Bom saber que está planejando viajar para esses países, é uma viagem realmente incrível. Bom qualquer região de mata e perto de rios você vai encontrar muitos mosquitos. Do meio da Namíbia pra cima existe risco de Malária, mas que com medicação esse risco é minimizado. O problema em si não é o camping, nossas barracas não tinham mosquitos, mas dependendo da região o lugar em si tinha bastante. Como falei não é em todo lugar mas com um bom repelente e cuidado você não terá nenhum problema. Tivemos pouquissímas picadas durante os 21 dias. Acredito que vocês não terão problemas. Se tiver mais alguma dúvida é só chamar! Boa viagem!

      1. Vitor Marques disse:

        Muito obrigado Caio!

  11. Vivenciou o item número 6 quase que diariamente…rs

    Adorei o post!

    1. Adriana Mendonça disse:

      Hahaha to sabendo! Ms vai dizer que não vale a pena??

  12. Ops, corrigindo o que o corretor quis corrigir: VIVENCIO!

    1. Adriana Mendonça disse:

      😉

  13. Analuiza disse:

    Isso é que eu chamo de aventura. Lendo, no conforto de meu sofá, eu desejei e muito fazer esta viagem, mas confesso: não ligo para poeira, acampar, mosquito, gente sem noção (bom, um pouquinho), falta de banho, mas banheiro (não ter um limpinho com certa privacidade) acaba comigo… Me faria desistir. 🙁

    1. Caio Farias disse:

      Analuiza a viagem foi incrível, mas realmente tem seus perrengues em alguns momentos… rs!

  14. Ricardo Oliveira disse:

    Quero muito conhecer a Piscina do Diabo! Pretendo ir no dia 18/11/18 pois é a data do meu aniversário! Gostaria de saber outras atrações interessantes na Zambia e Zimbabue, quantos dias seriam necessários para curtir tudo, em geral o que preciso para montar um roteiro!

    1. Caio Farias disse:

      Oi Ricardo, existem muitas safaris por lá. Não fomos a Devil`s Pool estávamos do outro lado e nao tivemos tempo suficiente para ir a Zambia. Acho que uns 5 dias seria um bom tempo, mas difícil dizer sem ter conhecido.

  15. Luana disse:

    Nossa! Sempre tive muita vontade dessa viagem, mas o seu post me assustou muito rs
    Na primeira parte não senti que você gostou da viagem e pareceu que os perrengues todos não valeram a pena
    Vou pensar se um dia farei uma dessa

    1. Caio Farias disse:

      Luana, valeu cada perrengue. Foi o início da nossa jornada na estrada, tudo assustou um pouco! Mas sem dúvida valeu muito a pena! A viagem não é aquilo que podemos chamar de confortável e isso precisa ser levado em consideração pra quem planeja ter esse tipo de experiência!

  16. Marina disse:

    Fiz um overland tour com a nomad e todos esses problemas que vcs apontaram, foram minimizados ou não ocorreram, simplesmente porque fui no inverno! Hahaha quase não tinha mosquitos, na vdd tava tão frio que queríamos mais é as janelas fechadas mesmo! Mas algumas coisas como as longas viagens sentada no caminhão, e o desconforto de dormir, às vezes em temperaturas negativas, na barraca realmente são uma experiência e tanto… Enfrentei hipopótamos e grilos que mais pareciam megazords nas idas ao banheiro noturnas… Tinha a sem noção do grupo, que quando todo mundo comprada 4 litros de água, ela tinha 12, e parava a cada 5 min pra ir no banheiro, mas hoje sinto falta até dela! Overland tour não é para os fracos, mas é uma experiência incrível, que sinto saudade todos os dias desde então! Dormir com aquele céu estrelado de fundo … O som das zebras se aproximando, e você crente que elas vão galopar por cima de você… Hahahahah único!

    1. Caio Farias disse:

      Que relato bom de ler Marina! Deu muita saudade da nossa temporada pela África e certamente voltaremos! Realmente o Overland Tour não é para aqueles que buscam uma viagem muito confortável e sim para aqueles que buscam uma experiência única na vida! Esperamos na nossa próxima ida a África fazer o trajeto por conta própria. Estamos fazendo a nossa primeira experiência em Overland sozinhos, estamos cruzando a Bolívia, Peru, Chile, Argentina e Uruguai. Esse é apenas o estágio para uma futura temporada pela África! Boas viagens pra você!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-nos no Instagram

Porque um dia de semana qualquer em Arraial do Cabo com o pessoal da @lagostrilhas sempre rende foto boa!#emalgumlugardomundo #arraialdocabo #destinosimperdiveis #topdestinos #turismobrasil

Essa foto tá pra sair do forno tem tempo, mas a correria do dia a dia tem nós mantido meio distantes daqui.
Daí hoje fizemos uma pausa pra refletir sobre a rotina que “rouba” nosso tempo.
É muito bom estarmos tão envolvidos com o blog e com os projetos que tocamos. E sim, viver do nosso blog de viagem dá muito mais trabalho do que muitos imaginam! Mas é muito bom e só temos a agradecer.Afinal, graças a ele conhecemos tantos lugares maravilhosos. Alguns do outro lado do mundo, outros pertinho do nosso – até então – lar oficial.Um dos últimos destinos que conhecemos foi a Cachoeira do Saco Bravo, em Paraty. Pra chegar nela, encaramos uma trilha de 9km saindo de Ponta Negra, uma vila Caiçara próxima a Trindade e Praia do Sono. Bem cansativa, mas não poderia ter melhor recompensa do que esse visual: uma piscina natural, formada por uma cachoeira na beira do mar!
Por mais viagens assim. E por mais momentos de reflexão e felicidade por nossas escolhas de destinos e de vida!
.
.
.
.
.
#emalgumlugardomundo #paraty #costaverde #destinosimperdiveis #destinosbrasileiros #mtur #qualviagem #embarquenaviagem #errejota #turismobrasil #proximaviagem #achadosdasemana #gostariadeiroficial

😃 Uma praia dessas é mais felicidade que um parque de diversões sem fila!!! É não é que é essa a sensação mesmo? Parando aqui pra pensar e agradecer pelo quanto a gente é sortudo na vida por ter momentos maravilhosos em lugares paradisíacos assim – e vazios na baixa temporada 🙏❤️ A belezura de Trindade nos diazinhos de sossego que passamos na @pousada_cabeca_do_indio e fomos diversas vezes à Praia do Cachadaço. 🏝
Conta pra gente: qual seu destino preferido pra curtir um momento relax?#emalgumlugardomundo #trindade #paraty #mtur #destinosbrasileiros #missaovt #revistaqualviagem #embarquenaviagem #praiasbrasileiras #achadosdasemana #errejota #proximaviagem #viajarfazbem

Ainda sobre Trindade: essa é a piscina natural do Cachadaço (ou Caixa D’Aço). Pude muitas vezes contemplar esse lugar lá de baixo, mas a vista de cima dela é incrível!
O legal daqui é que, mesmo com o mar  bem agitado, as pedras dão a proteção ideal para um mergulho bem tranquilo!#emalgumlugardomundo #paraty #trindade #destinosbrasileiros #mtur #qualviagem #destinosimperdiveis

Tem horas que tudo que a gente quer é brincar. Como é bom voltar a ser criança, mesmo que seja por alguns poucos minutos!#emalgumlugardomundo #paraty #trindade #embarquenaviagem #destinosbrasileiros #mtur #viagemeturismo

X

JÁ BAIXOU NOSSO E-BOOK GRATUITO?

Inscreva-se agora e receba no seu e-mail nosso e-book: são 40 dicas de como viajar mais e melhor por menos!