Cajón del Maipo e Embalse El Yeso: tour saindo de Santiago do Chile

CAJÓN DEL MAIPO E EMBALSE EL YESO: PASSEIO IMPERDÍVEL SAINDO DE SANTIAGO

Como é o tour para um dos destinos imperdíveis próximo à capital chilena

  • Caio
  • -
  • 16 de janeiro de 2020
  • Nenhum Comentário

Quer viajar mais por menos?

Inscreva-se agora e receba no seu e-mail nosso e-book: são 40 dicas já para a sua próxima viagem!

A uma curta distância de Santiago, a região de Cajón del Maipo e o Embalse El Yeso já viraram queridinhos de quem a visita a capital chilena, entrando de vez no roteiro de viagem. Com paisagens naturais estonteantes e tours diários saindo de Santiago, é um passeio imperdível para quem quer fugir um pouco dos roteiros mais tradicionais.

O Cajón del Maipo é uma região de vale que cerca o Rio Maipo, tradicionalmente conhecida por ser o destino dos locais para uma escapadinha de final de semana. Por lá, além de belezas naturais, é possível curtir atrações como tirolesa, rafting e trekkings.

Já o Embalse El Yeso, a grande atração do passeio, é um reservatório de água gigante em Cajón del Maipo, responsável por abastecer cerca de 70% da população de Santiago. O projeto majestoso levou dez anos para ser concluído, e foi inaugurado em 1964. Ao todo, a reserva tem capacidade para – pasmem – 250.000.000 m³ de água.

Cajon del Maipo e Embalse El Yeso-Represa
A represa

Como chegar no Cajón del Maipo e Embalse El Yeso

Para curtir essas atrações, é bem simples: a distância de Santiago a Cajón del Maipo é de apenas 100 km, que são percorridos em pouco mais de uma hora de estrada.

A maneira mais comum e prática de fazer o tour Cajón del Maipo + Embalse El Yeso é fechando com uma agência. O passeio costuma levar entre 8 e 12 horas, ou seja, reserve um dia inteiro. Como nós já havíamos feito outros tours com a SnowTours Chile e adoramos o serviço deles, fechamos esse também.

Com saídas diárias, eles realizam o passeio de outubro a maio por USD 63. O valor já inclui o translado de ida e volta do seu hotel, uma refeição (snacks com vinhos e bebidas), guia bilíngue (espanhol e português) e a entrada para as Termas de Colina. Ah, a SnowTours Chile só fecha grupos pequenos, de no máximo 8 pessoas.

É possível também fazer o trajeto por conta própria, alugando um carro, mas é bom se ligar: uma boa parte da estrada é de terra, o caminho é repleto de curvas e em certo momento não há recepção de telefone ou internet, o que complica para quem não conhece a região direito. Além disso, conforme o inverno vai se aproximando, a presença de neve na estrada é outro fator a ser considerado, já que é preciso ter cuidado redobrado.

Primeira vez no país? Confira nosso Guia Prático do Chile: aqui você encontra todas as informações que precisa para planejar sua viagem

Tour Cajón del Maipo: dicas e principais atrações

O tour costuma começar bem cedo, por volta das 6h30, já que há muito o que ser visto pela frente. Após um bom pedaço de estrada, a primeira parada do tour é a pequena cidade de San Jose del Maipo, onde normalmente há uma pausa para tomar um café da manhã e dar uma voltinha. A parada é curta, apenas para dar um pequeno descanso e comprar um ou outro souvenir.

A próxima parada, e a mais esperada de todas, é o Embase El Yeso, a incrível represa situada a 2.500 metros acima do nível do mar. Por conta das suas águas esverdeadas, que refletem as cordilheiras ao seu redor, esse é um dos pontos preferidos dos visitantes para garantir fotos incríveis. Além de apreciar o cenário ao seu redor, – e que cenário! – não há muito o que fazer. Normalmente, é feita apenas uma pausa de 30 minutos para fotos.

Cajon del Maipo e Embalse El Yeso - Vista
Não tem como não parar para comtemplar
Cajon del Maipo e Embalse El Yeso - Pés
Aquela sensação de liberdade

Depois, é hora de seguir estrada até as Termas Baños Colina, localizadas a 3.500 metros de altitude. As termas reúnem seis piscinas termais com temperaturas que giram entre 25 ºC e 55ºC. A infraestrutura do local é bem simples, mas há alguns banheiros caso você precise trocar de roupa – o ideal é já ir vestindo sua roupa de banho por baixo – e para tomar banho.

Cajon del Maipo e Embalse El Yeso-21
Aquele relax a 35ºC

Na hora de relaxar nas piscinas naturais, a dica é ir sempre da piscina menos quente para a mais quente, para poder adaptar seu corpo aos poucos à temperatura da água. Não espere ter resistência para entrar em todas: algumas pessoas param na terceira ou na quarta. Nós mesmos não conseguimos encarar a mais quente de todas.

Cajon del Maipo e Embalse El Yeso- Termas
Conjunto de piscinas de águas termais

Para fechar com estilo, quando retornamos das termas para o nosso veículo, nosso guia já nos esperava com um mini banquete pronto. Várias guloseimas e algumas taças de vinho para relaxar e curtir a paisagem linda da volta. Seguimos então de volta para Santiago, enfrentando um pouco de trânsito ja na cidade e chegando depois de quase 12 horas de passeio. Que dia!

Quando visitar o Cajón del Maipo

O verão é a melhor época para visitar a região, já que você vai poder aproveitar e relaxar nas Termas de Colinas. Já durante o inverno, apesar de não ser a melhor época, também é possível realizar o passeio. No entanto, a parada nas Termas acaba sendo retirada dos roteiros e há a possibilidade de a estrada fechar por conta de alguma nevasca.

De um modo geral, a maior parte das empresas de turismo realizam o tour durante os meses de outubro e maio. Outras empresas estendem o tour para os meses de junho e setembro também, mas tudo depende das condições do tempo.

Dicas extras

Apesar do tour durar apenas um dia, você vai precisar equipar sua mochila com alguns itens. Protetor solar é indispensável em qualquer época do ano, inclusive durante o inverno chileno. Da mesma maneira, uma jaqueta – de preferência à prova de vento – é essencial tanto no inverno, quanto no verão, quando as temperaturas podem cair bastante à noite.

Se seu tour não incluir nenhuma refeição, vale a pena levar também sanduíches e outros lanches para comer durante o passeio e economizar. Mas, se você preferir comprar refeições pelo caminho, leve dinheiro em espécie, pois muitos locais não aceitam nenhum tipo de cartão.

De qualquer maneira, sempre carregue uma garrafa de água e alguns lanches com você, pois a oferta de locais para comer é escassa.

Na sua mochila também não podem faltam alguns itens como roupa de banho (o ideal é já ir vestido) e toalha. É possível tomar um banho após as termas, mas nós não encaramos o chuveiro gelado.

Por fim, apesar de não ser um passeio que demande muito esforço físico ou caminhadas longas, o melhor calçado para visitar a região é um bom par de tênis – o relevo é um pouco acidentado e tem muitas pedras soltas – melhor não arriscar.

Já sabe onde se hospedar na sua viagem?

Por se tratar de um tour de dia inteiro a pouca distância de Santiago, não vale a pena se hospedar na região de Cajón del Maipo – mas, se você quiser há opções de chalés e pousadas por lá.

Como sua viagem provavelmente vai incluir mais alguns dias em Santiago, escolha uma acomodação em um bairro bem localizado e central, perto de opções transporte público, que é uma mão na roda para os turistas.

Nós já escrevemos um post completo com dicas de onde se hospedar em Santiago. Mas aqui, a gente te dá duas boas opções:

Centro de Santiago

Apesar do centro de Santiago ser paradão à noite, é aqui que ficam muitas atrações históricas da cidade, como a Plaza de Armas, o Palacio La Moneda e seus principais museus.

Hotel Casa Zañartu | do ladinho da Catedral de Santiago e do Museu Precolombino – atrações clássicas imperdíveis e a uma curta caminhada ou corrida de Uber de outros pontos como o Cerro San Cristobal e do bairro Lastarria. O quarto individual sai a partir de R$ 240, enquanto o quarto duplo fica por R$290, ambos com café da manhã incluso na reserva.

Cajon del Maipo e Embalse El Yeso - Zanartu
Relaxando depois do passeio

Bellavista

Já o bairro de Bellavista é a melhor escolha para quem prefere um pouco mais de agito e opções para curtir a noite de Santiago, tudo a poucos minutos do Centro e de atrações como o Cerro Santa Lucía e o Museu de Belas Artes. O coração do bairro, é o Patio Bellavista, que reúne diversos restaurantes em um espaço à céu aberto.

Rado Boutique Hostel | no mesmo quarteirão do Patio Bellavista, é uma boa opção para economizar e não abrir mão do conforto. Os quartos duplos ficam a partir de R$180 a diária, mas há também opções de quartos compartilhados que saem bem em conta. Além de oferecer um bom café da manhã, o hotel tem um terraço com uma bela vista, ótimo para tomar um vinho à noite, quando a temperatura na cidade esfria.

Não se esqueça de conferir o post com mais dicas de onde ficar em Santiago!

Não se esqueça do seguro viagem!

Agora que você já conferiu tudo sobre o passeio a Cajón del Maipo, lembre-se que um seguro viagem é indispensável para uma viagem tranquila e sem maiores estresses. Já precisamos de atendimento médico durante nossa viagem pela América do Sul e felizmente tínhamos o seguro para cobrir as despesas.

Por isso, recomendamos fazer uma pesquisa pela Segurospromo, que funciona como um bom comparador de preços, e escolher o seguro que melhor se adequa ao seu estilo de viagem. E usando o nosso código EMALGUMLUGAR5 você ainda ganha 5% de desconto.

Esse post pode conter link de afiliados. Isso significa que, ao fazer uma reserva a partir desses links, você ajuda a manter nosso blog e não paga nada a mais por isso. Nós agradecemos seu apoio!

Nós nos esforçamos para manter o blog atualizado, mas alguns detalhes podem sofrer alterações a qualquer momento. Sempre confirme datas, preços e informações.


Quer saber como viajar mais por menos?

Receba agora so seu e-mail nosso guia gratuito: são 40 dicas imperdíveis para colocar em prática já na sua próxima viagem!

Chile: explore

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-nos no Instagram

COSTA RICA NÃO É SÓ PRAIA! 
Se vc acha que o país (que por sinal é um dos lugares mais biodiversos do mundo) tem só belas praias a oferecer, dá uma espiada nessa beleza. 
Uma das cachoeiras mais bonitas que visitamos na Costa Rica foi a Catarata Rio Fortuna, com nada menos que 75 metros de queda d’água.

E para se banhar nessa maravilha, é preciso encarar uns 500 degraus de escadaria. Dica: desça na maior empolgação pra dar um mergulho nessa belezura e deixa pra sofrer na volta 😅 
Nós fomos não época de chuvas e mesmo assim a água estava linda! 
O que pode acontecer nessa época é que, devido ao grande volume de água, o mergulho na piscina principal seja proibido por questões de segurança. Mas dá pra se banhar logo adiante, no rio formado pela cachoeira. Então tá valendo o “esforço” de qualquer jeito!

E vc, tb curte uma cachoeira ou prefere mesmo uma praia?

#costarica #lafortuna #emalgumlugardomundo #nature #waterfall

🚙 🇨🇷Viajar pela Costa Rica de carro foi uma das melhores aventuras que vivemos! 
A gente ama a liberdade de dirigir pelo desconhecido, fazer as coisas do nosso jeito, no nosso tempo. 
Sabiamos que não iríamos muito longe alugando um carro comum, porque algumas estradas por lá são impraticáveis – então já fechamos num 4×4 da @nomad_america pra não ter erro. E gente, não é em qualquer lugar que a gente pode alugar um carro com barraca de camping e dormir em uma praia deserta, né? 🏕️🏖️ E foi assim que cruzamos rios e acampamos em lugares incríveis – tudo isso vivenciando uma conexão incrível com a natureza selvagem desse país que tanto nós surpreendeu 😍

🇨🇷 Dois ícones da Costa Rica: surf e por do sol ☀️ 🏄‍♀️ Como o país é estreito e comprido , quase todas as praias do lado do Pacífico têm espetáculo do pôr do sol garantido (isso quando as chuvas tropicais não atrapalham). Fora a água naquela temperatura gostosa e um tanto de ondas tranquilas, ótimo pra quem quer aprender a surfar. A gente até se animou fazendo umas aulinhas, mas precisava de mais uma temporada por lá pra se manter na prancha por mais tempo. Alguém aqui pensando em voltar? 😬😛

Saindo da rota: todo destino tem aqueles cantinhos escondidos, que não estão em nenhum guia de viagem ou que você nunca ouviu falar antes, por mais que tenha pesquisado tudo sobre o lugar. ⠀
“E se a gente virar aqui, onde que vai dar?”
⠀
Eu não sei vocês, mas pra gente uma das melhores partes da viagem é poder andar pelo desconhecido. É esticar a caminhada ou virar à esquerda no atalho, e chegar ali só pra ver o que que tem.
⠀
É verdade que você pode chegar numa rua sem saída (e obviamente não é em todo destino que dá pra fazer isso). Mas é numa dessas que você descobre um lugar especial, que já faz valer a viagem todinha – que até vale cortar atração do roteiro só pra aproveitar mais aquela descoberta. ⠀
O desconhecido definitivamente faz nossos olhos brilharem! E para você, qual o grande momento em uma viagem?⠀ ⠀
____________________________
⠀

🇨🇷 Na Costa Rica você passa o dia inteiro babando pelo azul, pra chegar no fim de tarde e ficar embasbacado com esse rosa. 😍😱 É um pôr do sol mais lindo que o outro por aqui! ☀️

X

JÁ BAIXOU NOSSO E-BOOK GRATUITO?

Inscreva-se agora e receba no seu e-mail nosso e-book: são 40 dicas de como viajar mais e melhor por menos!