Viagem para Bolívia - Guia Prático - EM ALGUM LUGAR DO MUNDO

BOLÍVIA

#emalgumlugardomundo

Um país extremamente exótico e com uma diversidade incrível: em uma única viagem para Bolívia você pode conhecer neve, ruínas de civilizações antigas, deserto de sal, belos lagos e várias comunidades indígenas. A riqueza cultural e natural da Bolívia é de deixar qualquer viajante de queixo caído.

Quer aproveitar a oportunidade de conhecer os cenários mais impressionantes da Bolívia? Veja aqui tudo o que você precisa saber antes de planejar sua viagem para Bolívia. E boa viagem!

Viagem para Bolívia - Cholita na Feira
Uma senhora boliviana com a roupa tradicional das Cholitas

Um breve resumo sobre a Bolívia

Geografia

A Bolívia está localizada no centro-oeste da América do Sul e, apesar de fazer fronteira com o Brasil, Chile, Peru, Paraguai e Argentina, o país não tem saída para o mar.

O país já teve mais de 400km de costa, mas perdeu o acesso que tinha ao mar, saindo derrotado pelo Chile na Guerra do Pacífico. Foi assinado um acordo de paz que marcou o novo território da Bolívia. Esse acordo dizia que a Bolívia teria trânsito comercial livre, mas isso não aconteceu na prática.

História

Antes de ser colonizada pela Espanha, a Bolívia fez parte do Império Inca. Acontece que o território boliviano possui mais de 12 mil anos e foi formado por diversas etnias, como Tiwanaku, Aymaras e Wari. Só que no século XIII, todas elas foram anexadas ao Império Inca e, posteriormente, colonizada pelos espanhóis.

Pela proximidade com o Peru, ainda na colonização espanhola, a Bolívia era administrada pelo Vice-Reino do Peru. No entanto, o país declarou sua independência em 1809, passando por intensas guerras até Simón Bolívar instituir a república em 1825.

Após esse período, a Bolívia passou por momentos turbulentos e viveu uma era de ditadura que agravou vários problemas políticos e econômicos.

Viagem para Bolívia - quadro de Simon Bolivar
Simon Bolivar assinando a independência boliviana

Economia

Atualmente, a Bolívia está tentando se desenvolver por meio da agricultura, pesca e mineração. O turismo na Bolívia vem crescendo consideravelmente nos últimos anos e tem ajudado o país a melhorar a sua economia.

A Bolívia conta com mais de 10 milhões de habitantes, que estão divididos entre ameríndios, europeus, africanos, asiáticos, entre outros. O país apresenta uma alta taxa de pobreza, que atinge mais de 60% da sua população.

Viagem para Bolívia - Nota de Boliviano
Nota de Boliviano. Essa nos passaram falsificada

Religião

Não há uma religião específica no país. Apesar do catolicismo ter sido imposto na colonização espanhola, o que você vai ver em uma viagem para Bolívia é uma grande mistura de etnias e religiões que enriquecem ainda mais a cultura do país.

Viagem para Bolívia - Feto de lhama
Foto de fetos de lhama secos utilizados em rituais a Patchamama

Muitos bolivianos prestam cultos ou fazem adoração a diversas divindades, sendo a Pachamama (Mãe Terra) uma das mais reverenciadas.

Confira nosso post com 15 curiosidades sobre a Bolívia para saber mais sobre o país

Informações úteis sobre a Bolívia

Dinheiro

A moeda oficial da Bolívia é o boliviano (Bs), que substituiu o peso boliviano a partir de 1986.

Eletricidade

A voltagem 220V é a que predomina na Bolívia, mas em algumas cidades como La Paz e Potosí a voltagem é 110V. Portanto, cuidado com seus aparelhos eletrônicos do Brasil, já que muitos deles possuem apenas voltagem 110V.

As tomadas da Bolívia possuem dois formatos que são do tipo A (parecidas com as tomadas que utilizadas nos EUA) e do tipo C (as mesmas usadas na União Europeia). O ideal é sempre carregar com você um adaptador universal.

Vistos

Brasileiros não precisam de visto para entrar na Bolívia, sendo que o tempo de permanência no país é de até 90 dias.

Na imigração você pode apresentar tanto o seu passaporte quanto a sua carteira de identidade. No caso da identidade, ela deve ter menos de 10 anos de emissão.

Segurança e Saúde

A Bolívia possui baixos índices de violência se comparado com o Brasil e outros países da América do Sul. Mas é preciso ter cuidado com os furtos em cidades como Cochabamba, La Paz e Santa Cruz, além de ficar atento a golpes, quando alguns espertos cobram valores abusivos.

Na entrada do país é exigida a carteira de vacinação ou profilaxia contra a febre amarela.

Se sua viagem para Bolívia inclui destinos mais altos (como Uyuni, Potosí e La Paz), você também deve estar atento aos sintomas do soroche, o temido mal de altitude que pode causar mal estar devido à baixa concentração de oxigênio. Saiba mais sobre o soroche.

Viagem para Bolívia - Chá de Coca
Chá de Coca

Embora não seja obrigatório, é extremamente indicado contratar um seguro em sua viagem para Bolívia. Recomendamos fazer uma pesquisa no site da Segurospromo. Aproveite para usar nosso código EMALGUMLUGAR5 e ganhar 5% de desconto.

Seguros Promo

Idioma(s)

O espanhol é uma das línguas mais comuns na Bolívia, mas o governo oficializou também cerca de 33 idiomas das nações e povos indígena, entre eles o quechua, guaraní, aimara e muitas outras. Esse é apenas mais um exemplo da diversidade cultural do país.

Festivais e eventos

Veja algumas das festas e eventos oficiais da Bolívia:

Carnaval de Oruro | o melhor carnaval do país é comemorado na capital folclórica da Bolívia, a cidade de Oruro. O evento conta com mais de 28 mil dançarinos que mostram os costumes andinos tradicionais em um percurso com mais de 4km até a chegada à Igreja Santuario de la Virgen del Socavon.

Fiesta del Gran Poder | A festa católica-andina é considerada uma das grandes manifestações culturais expressivas do país. O desfile da Diablada é um dos grandes destaques do evento, que mostra a batalha entre o bem e o mal. A comemoração acontece no mês de maio, sem data definida, na cidade de La Paz.

Ano Novo Aymara | Além da comemoração do ano novo ocidental, a Bolívia festeja, no solstício do inverno, o chamado Ano Novo Aymara. Para o povo indígena Aymara, esse é o momento de ressurgimento do sol e foi proclamado como feriado nacional em 2010.

Todos Santos | No dia 2 de novembro é comemorado o dia de finados no país, quando a população prepara a “mesa” para seus entes queridos que já faleceram. Segundo a crença local, as almas dos entes chegam um dia antes, no horário do meio dia, para passar o dia comendo e festejando com a família – e ficam até o dia seguinte quando regressam ao mundo dos mortos.

O que ver e fazer em uma viagem para Bolívia

La Paz | La paz é a capital administrativa da Bolívia e apresenta pontos turísticos imperdíveis. Não deixe de visitar o Mercado das Bruxas para conhecer um pouco mais sobre a cultura do povo indígena. Aproveite o passeio para assistir uma divertida luta livre das Cholitas. Para os aventureiros, o passeio de bicicleta pela famosa Estrada da Morte é imperdível. Se quiser ver a cidade do alto, suba no Mirador Kili Kili e aprecie a beleza e o caos da cidade. Confira nosso post com as atrações imperdíveis de La Paz.

Viagem para Bolívia - La Paz
La Paz fica localizada em um vale

Santa Cruz de La Sierra | apesar de ser a maior cidade da Bolívia, não é a mais turística. Para quem vem do Brasil por via terrestre, Santa Cruz é a grande porta de entrada do país. Em um passeio pelo centro histórico, visite a Basílica Menor de San Lorenzo e aprecie a arquitetura do lugar. Se quiser um contato maior com a natureza, faça um passeio pelo Parque Nacional Amboró. Daqui você pode dar um pulo na cidade de Samaipata, que fica a 120 km de distância e é um dos lugares mais charmosos da região.

Viagem para a Bolívia - Santa Cruz de La Sierra
Praça Central em Santa Cruz de La Sierra

Sucre | mais conhecida como “cidade branca”, você consegue entender o motivo do nome assim que chega ao centro da cidade. Por aqui você vai encontrar diversas atrações como a Plaza 25 de Mayo, a Catedral Metropolitana da cidade, o Mercado Central, a Casa de La Libertad com a história da independência da Bolívia, o Museu de Arte Indígena e muitas outras opções.

Viagem para Bolívia - Sucre
Visual do alto da cidade de Sucre

Potosí | uma das cidades mais altas da Bolívia, Potosí reserva belas atrações turísticas. Comece o seu passeio pelo centro histórico e conheça a Plaza 10 de Noviembre, a Catedral Metropolitana e o Convento de San Francisco. Uma visita a Casa de La Moneda é um programa imperdível para entender melhor a importância histórica dessa cidade.

Viagem para Bolívia - Potosí
Panorâmica do centro de Potosí

Copacabana | como a cidade é bem pequena, você consegue visitar as principais atrações em apenas um dia. Faça um passeio pela Avenida 6 de agosto e assista ao batismo de carros, conheça a bela Basílica de Copacabana, suba ao topo da colina Cerro El Calvario e aprecie o pôr do sol à beira do Lago Titicaca. De Copacabana você pode fazer um bate e volta para a Isla del Sol e aproveitar para conhecer um dos mais belos santuários do Império Inca e as comunidades tradicionais quéchua e aimará.

Viagem para Bolívia - Copacabana e o lago Titikaka
Copacabana às margens do lago Titikaka

San Jose de Chiquitos | a principal atração da cidade é o Complexo Missionário fundado pelos jesuítas espanhóis. Mas você também pode reservar um tempinho para conhecer o Parque Nacional Santa Cruz de la Vieja, o Valle de La Luna e ainda descansar nas piscinas naturais do Balneário Sutó.

Viagem para Bolívia - San José de Chiquitos
Igreja Missionária de San José de Chiquitos

Salar de Uyuni | com uma paisagem surreal, o mais alto deserto de sal do mundo é um dos principais destinos de uma viagem para Bolívia. O Salar é a atração mais visitada da região, mas você ainda precisa reservar um tempo para apreciar a beleza da Laguna Colorada, a Praça das Bandeiras, a Laguna Verde, a Laguna Branca, o campo Gêiseres Sol de La Mañana, o Deserto de Dali, o curioso Cemitério de Trens e ainda os surpreendentes hotéis de sal.

Viagem para Bolívia - Salar do Uyuni
Uma imensidão de sal

Acomodação na Bolívia

Recomendações de hospedagem na Bolívia

La Paz | Casa Fusion Boutique

Uyuni | Palacio de Sal, Tonito Hotel

Sucre | Hostal CasArte Takubamba, Mi Pueblo Samary Hotel Boutique

Potosí | Hostel Casa Blanca Potosí, Hotel Santa Mónica

Copacabana | Hotel La Cupula, Hostal Las Olas, Hostal Brisas del Titicaca

Santa Cruz de La Sierra | Aviador Hotel Boutique, Cosmopolitano Hotel Boutique

Samaipata | El Pueblito Resort

San José de Chiquitos | Hotel Misiones de Chiquitos

Visão geral

Nas grandes cidades da Bolívia como La Paz e Santa Cruz, há uma boa variedade de acomodações. A situação muda quando vamos para as cidades menores, onde a oferta pode diminuir bastante.

De uma forma geral, a hospedagem na Bolívia costuma ter preços bem mais acessíveis se comparados ao Brasil – a grande exceção é o Salar de Uyuni, onde os preços costumam subir.

Em La Paz, as melhores regiões para se hospedar são o centro da cidade e o bairro de Sopocachi, pois você fica mais próximo das principais atrações.

Se você deseja visitar as principais atrações de Santa Cruz de La Sierra a pé precisa se hospedar no centro histórico da cidade, mas se prefere algo mais moderno e movimentado, procure uma acomodação na região de Equipetrol.

Como a cidade de Copacabana é bem pequena, não é preciso se preocupar muito com a localização. Tanto em Copacabana quanto na Isla del Sol, as acomodações costumam ser simples, mas há opções confortáveis e mais arrumadinhas.

Transporte na Bolívia

Avião

Algumas companhias aéreas como a Boliviana de Aviacion e Latam operam voos diretos do Brasil para a Bolívia. Você pode encontrar voos saindo de São Paulo ou Rio de Janeiro com a possibilidade de descer na capital La Paz e em cidades como Santa Cruz e Cochabamba. Costumamos fazer pesquisa de preços e comprar passagens pelos sites Skyscanner e Momondo.

Trem

Se você ainda não conhece o trem da morte (chamado Expresso Oriental), saiba que é uma opção barata para viajar do Brasil até a Bolívia. Para embarcar no trem, você precisa ir até a cidade de Corumbá que fica no Mato Grosso do Sul e, de lá, seguir até o ponto de partida que fica na cidade de Puerto Quijarro, na divisa do país. A viagem demora em torno de 17 horas até a cidade de Santa Cruz de La Sierra, podendo ser bem cansativa e nem sempre confortável.

Ônibus

Quem prefere seguir de Puerto Quijarro até a cidade de Santa Cruz de La Sierra de ônibus, pagará mais barato, mas irá encarar uma viagem longa, cansativa e sem conforto.

Para se deslocar entre cidades dentro da Bolívia, o mais comum é pegar um ônibus. As companhias de ônibus mais recomendadas são Transcopacabana, Panasur, Todo Turismo e Trans Omar. Algumas estradas na Bolívia se encontram em péssimas condições e, além disso, é comum interrupções no tráfego nas estradas. Portanto, é bom ter em mente que seu horário de chegada poderá não ser o estimado.

Carro próprio

Nossa viagem para a Bolívia foi feita toda de carro – e nós adoramos. Se você deseja viajar de carro pela Bolívia precisa ter cuidado com a documentação exigida no país.

E ao contrário do que havíamos lido, achamos muito legal viajar de carro pelo país, mas é preciso estar preparado. Confira algumas dicas para encarar a aventura. Veja também nosso roteiro de carro pela Bolívia.

Aluguel de carro

Para aluguel de carros recomendamos a Rentcars, um site que funciona como comparador de preços e sempre indica o valor mais baixo. Se for dirigir pela Bolívia, é bom saber que em algumas rodovias as curvas são bastante perigosas, principalmente quando tem neblina ou nevoeiro, mas as avenidas estão muito bem asfaltadas e sinalizadas.

Outros

Em algumas cidades da Bolívia é possível circular a pé sem dificuldades. No entanto, para conhecer lugares mais distantes é possível pegar um táxi (que é bem barato), alugar um carro e até fechar alguns tours. O transporte público costuma ser precário.

Quando ir para Bolívia

Para definir a melhor época para sua viagem para Bolívia, é preciso considerar quais destinos estarão em seu roteiro.

O melhor período para conhecer a região dos Altos Andes, como o Salar de Uyuni e La Paz, é entre os meses de abril a outubro, quando a região está seca e fresca, com o céu limpo e ensolarado.

Na cordilheira central, em cidades como Cochabamba e Potosí, o clima é semelhante ao do Mediterrâneo, mas de abril a setembro a temperatura está mais agradável, atingindo no máximo 28 graus.

Mais da metade do território boliviano é quente e úmido, principalmente na cidade de Santa Cruz de La Sierra. Por isso, o ideal é conhecer a região entre os meses de maio a setembro, quando as temperaturas estão mais agradáveis e as chuvas não incomodam.

Já para aqueles que desejam visitar Copacabana, o melhor período é entre abril a outubro, quando os dias são mais longos e ensolarados, já que a cidade está a mais de 3.800 metros acima do nível do mar com ventos gelados soprando o ano todo.

O que levar na mala em uma viagem para Bolívia

Alguns itens são indispensáveis na hora de preparar a mala para sua viagem para Bolívia. Camisetas de mangas compridas, roupas térmicas, um bom casaco para segurar o frio e calças que esquentam não podem faltar na hora de aguentar o frio nas terras altas.

No entanto, nas cidades baixas faz muito calor e você precisará de roupas leves como camisetas e jeans para explorar a região. Para fazer longas caminhadas, o ideal é levar uma bota ou um tênis adequado para fazer trilhas.

Protetor solar é um item indispensável, assim como o repelente para se proteger dos mosquitos. Um kit de primeiros socorros é sempre recomendado.

O que comer na Bolívia

A culinária boliviana possui influência da gastronomia espanhola e dos povos indígenas, podendo variar conforme a região. Conheça os principais pratos típicos que você poderá provar em sua viagem para Bolívia:

Silpancho | um prato feito de carne de boi empanada, acompanhado de batatas e cebolas picadas e com ovo em cima. O prato é servido com arroz e uma salada de pimenta boliviana, além de outros ingredientes.

Salteñas | As deliciosas empanadas bolivianas são recheadas com carne de frango ou boi e até vegetais. Logo depois são levadas ao forno. O prato é muito comum no café da manhã, mas pode ser consumido a qualquer hora do dia.

Sopa de Quinoa | A quinoa é um grão típico da região andina e é muito comum servi-la em uma sopa, mas você também pode encontrar a quinoa em saladas, risotos e sucos bolivianos.

Plato Paceño | Comida típica de La Paz, o Plato Paceño é formado por milho verde, batata, queijo de ovelha e um molho picante chamado llajua.

Salchipapas | O salchipapas é um prato simples e barato feito da mistura de salsicha com batatas fritas.

Majao | Este prato é bastante conhecido em toda Bolívia, especialmente na região de Santa Cruz. A receita leva carne seca, sendo misturada com arroz e alguns temperos e verduras, além de ser servida com ovos fritos e banana frita.

Aproveite:

Lonely Planet Bolivia (Impresso – English Edition)
Lonely Planet Bolivia (Digital – English Edition)

Esse post pode conter link de afiliados. Isso significa que, ao fazer uma reserva a partir desses links, você ajuda a manter nosso blog e não paga nada a mais por isso. Nós agradecemos seu apoio!

Nós nos esforçamos para manter o blog atualizado, mas alguns detalhes podem sofrer alterações a qualquer momento. Sempre confirme datas, preços e informações.


Quer saber como viajar mais por menos?

Receba agora so seu e-mail nosso guia gratuito: são 40 dicas imperdíveis para colocar em prática já na sua próxima viagem!

BOLÍVIA: Explore

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-nos no Instagram

E tem forma melhor de terminar o dia?Um por do sol mais lindo que o outro na Costa Rica ❤️☀️ Se por aqui tem vida noturna, a gente desconhece. Estamos despencando da cama cedo todos os dias pra aproveitar cada raio de sol, cada grão de areia, cada gota de chuva (sim, continua chovendo todo dia! Mas passa rápido) e cada segundo pura vida que estamos tendo nesse país incrível!
E eu (Dri) que não curto acordar muito cedo, tenho levantado com sorrisão na cara todo dia. Delícia de lugar!!

Costa Rica é daqueles destinos que faz você se sentir uma grãozinho no universo – e essa sensação é gigante de boa!!!
⠀
As raízes dessas árvores parecem medir uns 2 metros, e parece que elas formam um labirinto no solo. É difícil descrever, mas é muito fácil se conectar com a natureza nesse lugar. Que paz! 🍃 🙏

Ahh Costa Rica! Essa é uma formação natural que parece a cauda de uma baleia –  e o local de chama Parque Nacional Marino Ballena.
Tudo bem, já sabemos que o nome do parque veio desse formato. Mas quem explica a “coincidência” desse local ser o melhor ponto do país para  para o avistamento de baleias? 🤔#emalgumlugardomundo #costarica #visitcostarica #baleiajubarte

Pura Vida!Mal desembarcamos na Costa Rica e já começamos a ouvir a expressão por todos os cantos. Embora não tenha uma tradução exata, essa é uma forma de cumprimentar, de dizer olá, tchau – ou qualquer coisa que tenha uma intenção positiva – dá pra usar de diversas formas!A nossa conclusão é que “Pura Vida” é essa coisa boa que você sente ao chegar por aqui e que te faz ficar sorrindo o tempo todo. É como encostar o carro em uma praia deserta, assistir o por do sol e dormir por ali mesmo, ao som dos macacos, com o barulho das ondas. Bem do jeitinho que a gente fez nesse dia!#emalgumlugardomundo #costarica #puravida #visitcostarica #destinosimperdiveis

O Parque Nacional Corcovado é um dos lugares menos explorados da Costa Rica – e até agora um de nossos destinos preferidos no país!A natureza aqui ainda é selvagem e é possível avistar araras, tucanos, macacos, bichos preguiça, quatis, antas… a lista é extensa!
E como se não bastasse a diversidade animal, tem essa praia de areia escura bem intocada. A constante névoa na praia dá um ar de paraíso perdido nesse lugar.Essa viagem pra Costa Rica tá tendo um cenário mais lindo que o outro! Estamos amando!!! #emalgumlugardomundo #costarica #corcovadonationalpark #visitcostarica

X

JÁ BAIXOU NOSSO E-BOOK GRATUITO?

Inscreva-se agora e receba no seu e-mail nosso e-book: são 40 dicas de como viajar mais e melhor por menos!