Peru: passeio para Ilhas Uros, Taquile e Amantaní no Lago Titicaca | Em Algum Lugar do Mundo

AS BELEZAS DO LAGO TITICACA: ILHAS FLUTUANTES UROS, TAQUILE E AMANTANÍ

Tudo sobre o passeio para essas ilhas que são a principal atração do Lago Titicaca no Peru

  • Adriana
  • -
  • 22 de março de 2019
  • 2 Comentários

Quer viajar mais por menos?

Inscreva-se agora e receba no seu e-mail nosso e-book: são 40 dicas já para a sua próxima viagem!

Praticamente todos os viajantes que chegam à cidade de Puno no Peru têm o mesmo objetivo: conhecer as Ilhas Uros, as famosas ilhas flutuantes do Lago Titicaca. Nós fizemos esse passeio, que também pode incluir uma visita a outras duas ilhas: Ilha Taquile e Ilha Amantaní. Sem dúvidas as Ilhas Uros são a principal atração de Puno, mas acredite: a experiência só fica completa se incluirmos pelo menos mais uma dessas duas ilhas no roteiro.

Passamos 2 dias inteiros em Puno, e nosso segundo dia foi dedicado a visitar as ilhas. Para planejar sua viagem, não deixe de conferir nosso post com o que fazer em Puno, incluindo dicas e todas as atrações da cidade.

Nesse post aqui vamos mostrar como é o passeio para as Ilhas Uros, Ilha Taquile e Ilha Amantaní: confira aqui nossas dicas para aproveitar o melhor desses destinos lindos e cheios de história.

Ilhas Uros Flutuantes - Explicação
Moradora da ilha explica como são feitas as casas e reposição da base flutuante

Se você pretende visitar o Lago Titicaca, é bom se preparar para o ‘soroche’ – o mal de altitude. O  enorme lago fica a 3.800m de altitude, então o ideal é viajar protegido: faça um seguro viagem antes de embarcar. Sugerimos fazer uma busca pela Segurospromo, um site que compara preços e dá uma enorme variedade de opções de seguro. Aproveite para usar nosso código EMALGUMLUGAR5 e ganhar 5% de desconto!

Saiba mais sobre as ilhas Uros, Taquile e Amantaní

Ilhas Uros

As ilhas Uros, também chamadas de Ilhas Flutuantes, são a principal atração da região e um dos grandes destaques do Lago Titicaca. Na verdade são mais de 80 ilhotas flutuantes que recebem o nome de Ilhas Uros

Ilhas Uros Flutuantes - Uma das Ilhas
Vista de uma das mais de 80 ilhas flutuantes da região
Ilhas Uros Flutuantes - da ilha
Artesanatos expostos junto às cabanas de totora

Em uma visita a uma das Ilhas Uros você vai aprender como é a construção dessas ilhas flutuantes. Todo o processo de assentamento da ilha pode levar mais de um ano e a totora é um dos bens mais valiosos para esse povo: essa planta, que nasce ali mesmo nas águas do Titicaca, é a base para construção das ilhas Uros.

A ilha é toda coberta de totora, e uma nova camada da planta deve ser reposta a cada 15 dias, pois a parte de baixo vai apodrecendo pelo contato com a água. Ah, e a raiz da planta também serve como alimento!

Ilhas Uros Flutuantes
A raiz de totora servindo de alimento para uma criança que mora na ilha

Em nossa parada em uma dessas ilhotas, aprendemos não apenas sobre o processo de construção das ilhas, como também pudemos saber mais sobre a história dos nativos e de sua cultura local.

Ilha Taquile

Com 6km de extensão, a Ilha Taquile é o endereço de 6 comunidades, cada uma com cerca de 100 famílias. Na lista de Patrimônio da UNESCO, a Ilha Taquile é mais desenvolvida que a ilha Amantaní, embora sua extensão seja menor.

Por aqui a atividade principal é a fabricação têxtil, embora o turismo pareça movimentar bastante a ilha. Já na chegada à ilha Taquile podemos observar homens e mulheres na tecelagem, mas o nosso ponto de parada é na praça principal da ilha: é aqui que acontece todos os dias uma apresentação bem folclórica para os turistas, com moradores dançando em seus trajes típicos bem coloridos.

Turistão sim, mas gostamos.

Ilhas Uros Flutuantes - Tecelagem
Homens trabalhando no tear na produção têxtil

Ilha Amantaní

Para quem quer ter uma experiência mais autêntica possível, deve incluir a Ilha Amantaní no roteiro. É verdade que o lugar também recebe dezenas de barcos de turistas por dia, mas a Ilha Amantaní oferece uma oportunidade de troca cultural bem maior que as outras.

É aqui que as famílias locais recebem em suas casas os turistas que desejam pernoitar na ilha, oferecendo não só uma cama (bem simples) como um bate-papo que pode render uma bela imersão na história desse povo.

Vai pra Bolívia? Confira tudo sobre a Isla del Sol, a grande atração do lado boliviano do Lago Titicaca

Opções de passeio para ilhas flutuantes Uros, Taquile e Amantaní

Você pode fechar qualquer um dos tours com antecedência em seu hotel, mas no píer em Puno há várias agências vendendo esses passeios para as Ilhas Uros, Ilha Taquile e Ilha Amantaní. Nós compramos nosso tour no píer no dia mesmo, sem problemas.

Existem algumas opções de passeio saindo de Puno, são elas:

  • Ilhas Uros – Valor: 10 (barco) + 8 (entrada Ilhas Uros)
  • Ilha Taquile – Valor: 15 (barco)
  • Ilha Amantaní – Valor: 15 (barco)
  • Ilhas Uros + Taquile (1 dia) – Valor: 25 (barco) + 8 (entrada Ilhas Uros)
  • Ilhas Uros + Ilha Amantaní (1 dia) OU Ilhas Uros + Taquile + Amantaní (2 dias e 1 noite) – Valor: 35 (barco) + 45 (hospedagem e alimentação em Amantaní)

*valores em bolivianos

Ilhas Uros Flutuandes - Barquinho
Barquinho tradicional usado para decoração

Nossa sugestão de passeio para Ilhas flutuantes Uros e demais ilhas: qual escolher?

Não adianta: todos os passeios para as Ilhas Uros, Taquile e Amantaní são extremamente turísticos. Se você tiver tempo, o melhor talvez seja conhecer as 3 ilhas e passar a noite por lá, seja na Ilha Taquile ou na Ilha Amantaní. Assim você pode ter a oportunidade de interagir com os habitantes e conhecer um pouco mais da sua história.

Caso você não tenha tempo suficiente para passar uma noite, escolha um passeio que combine Ilhas Uros e uma segunda ilha. Não é possível visitar as 3 em um mesmo dia, pois elas não ficam perto uma da outra.

Quer mais dicas de viagem? Curta nossa página no Facebook!

em algum lugar do mundo no facebook

Nossa escolha: como é o passeio para Ilhas Uros + Ilha Taquile

Como não tínhamos uma noite sobrando para dormir na ilha, escolhemos fazer o passeio de um dia para ilhas flutuantes Uros + Ilha Taquile.

Para saber mais sobre como é a experiência de dormir em uma das ilhas, veja o post da Camila do blog Casal Wanderlust.

Abaixo eu conto como foi nosso dia de passeio pelas Ilhas flutuantes Uros e Ilha Taquile:

Saída do píer em Puno até Ilhas Uros

Chegamos no píer por volta das 7h e já havia um bom movimento de turistas a essa hora. Os passeios saem cedo, o que justifica o café do nosso hotel começar a ser servido às 5h30 da manhã.

O passeio pode ser comprado com antecedência, mas fechamos na hora sem problemas.

Ilhas Uros Flutuantes - Barcos no Pier
Barcos aguardam a chegada dos turistas para partir

Por volta das 7h45 saímos do píer. Na embarcação vão o piloto e o guia, que durante o caminho vai passando algumas informações sobre o passeio e o Lago Titicaca.

A partir de uns 45 minutos de viagem, já vimos a primeira ilha flutuante com seu barquinho de dragão. O guia nos informa que iremos seguir mais adiante, pois nossa parada será em uma ilha que não recebe tantos turistas. Ele disse que normalmente uma ilha recebe de 4 a 6 barcos de turistas por dia, e que a “nossa” ilha recebe de 2 a 3 barcos somente.

Desembarcamos na ilha e permanecemos ali por cerca de uma hora – tempo suficiente para tirarmos fotos, aprendermos sobre a história da ilha e darmos uma volta no barquinho. Esse passeio no barquinho típico leva uns 15 minutos e custa 10 pesos.

Nessa ilha que visitamos moravam 12 pessoas, entre adultos e crianças.

Ilhas Uros até Ilha Taquile

Das Ilhas Uros até a Ilha Taquile são aproximadamente 2 horas de viagem.

Pouco antes de chegar, o guia nos passa algumas informações sobre a ilha e nos informa que teremos aproximadamente 2h30 para conhecê-la.

Chegamos no píer e começamos uma subida até o alto da ilha, a caminhada levou cerca de meia hora. Sim, é uma subida um pouco cansativa pois estamos a quase 4.000m de altitude (lembra do soroche?), mas bem tranquila. A subida para a Isla del Sol na Bolívia é muito mais puxada que essa.

Ilhas Uros Flutuantes - Portal
Um dos portáis a caminho da praça principal

Ao final da trilha chegamos na praça principal de Taquile. Barraquinhas em volta da praça, restaurantes e uma dança típica dão um ar completamente turístico ao lugar. Mas nós gostamos mesmo assim.

O guia nos indicou um restaurante para o almoço, mas nós recusamos. Enquanto o grupo escolhia seu prato a gente já tava se perdendo pelas ruelas da Ilha Taquile.

Ficamos um bom tempo parados assistindo à dança que rolava no meio da praça. Alguns dançavam bem empolgados, outros em total desânimo. Ficamos entretidos com a música e as roupas coloridas, principalmente com as saias poleiras das mulheres.

Ilhas Uros Flutuantes - Dança
Grupo realiza apresentação de dança para os turistas

O tempo passou rápido e, quando nos demos conta, já estava na hora de ir embora.

O caminho de volta para o barco é diferente do da ida: nós chegamos em um píer e vamos embora por outro. No retorno encaramos uma escadaria longa e íngreme que, segundo o guia, contabilizam 570 degraus. Mas como pra baixo todo santo ajuda, não chegamos a perder o fôlego para chegar no píer.

Ilha Taquile até o píer em Puno

O caminho de volta leva pouco mais de 2 horas. Tínhamos dado sorte com o tempo e, embora a previsão do dia fosse chuva, curtimos todo o passeio sob um céu ensolarado / nublado. Mas a água veio bem no caminho de volta para Puno, quando já estávamos protegidos no barco.

O retorno é um pouco entediante e longo, então sugiro trazer um livro, um fone de ouvido ou um travesseirinho pra fazer o tempo passar mais rápido.

Nosso horário de chegada no píer de Puno foi às 17h,

Onde se hospedar em Puno

Para dormir uma noite na ilha, você deverá fechar com uma agência. Não há hotéis, e sim casas de família simples que recebem turistas. Normalmente o preço da estadia já inclui refeições.

Para se hospedar em Puno, nossa escolha foi o Taypikala Hotel Lago. Ele não fica no centro de Puno, mas achamos que valia muito a pena se hospedar um pouco mais distante para poder ficar nesse hotel.

Ilhas Uros Flutuantes Taypikala
Hotel Taypikala Lago

O Taypikala Lago tem um toque místico e é o lugar perfeito pra recarregar as energias: cristais, espaço de yoga e meditação, piscina aquecida e uma vista maravilhosa para o Lago Titicaca. E o café da manhã é o mais revigorante e completo possível. A diária é a partir de R$195, muito bem pagas por sinal.

Outras boas opções recomendadas são o Tierra Viva Puno Plaza e o Intiqa Hotel, que ficam pertinho da Jirón Lima, a rua mais turística por lá. E se procura algo econômico dê uma olhada nas suítes privativas do Hostal San Antonio Inn.

Para mais opções de hotéis em Puno, é só consultar aqui.

Preparado para visitar as Ilhas flutuantes Uros em Puno? Não se esqueça de também incluir a Ilha Taquile e a Ilha Amantaní no roteiro! E depois conta pra gente como foi seu passeio 🙂

Você também poderá gostar de:

Esse post pode conter link de afiliados. Isso significa que, ao fazer uma reserva a partir desses links, você ajuda a manter nosso blog e não paga nada a mais por isso. Nós agradecemos seu apoio!

Nós nos esforçamos para manter o blog atualizado, mas alguns detalhes podem sofrer alterações a qualquer momento. Sempre confirme datas, preços e informações.


Quer saber como viajar mais por menos?

Receba agora so seu e-mail nosso guia gratuito: são 40 dicas imperdíveis para colocar em prática já na sua próxima viagem!

Peru: explore

2 comentários em “AS BELEZAS DO LAGO TITICACA: ILHAS FLUTUANTES UROS, TAQUILE E AMANTANÍ”

  1. Carla Cruz disse:

    Oi, Adriana, tudo bom? Seguinte. Vou passar por Puno em meu roteiro clássico de Bolívia – Chile – Peru em janeiro/19. De lá, sigo pra Copacabana e La Paz. Meus planos era de chegar de Cusco no bus pela manhã cedinho em Puno, fazer o passeio simples pros Uros e seguir viagem pra Copacabana, onde iria pernoitar, fazer o passeio de meio dia pra Isla del Sol e seguir pra La Paz. Agora, lendo seu relato, fiquei na dúvida se não seria mais interessante conhecer Taquele do que a Isla del Sol, até porque essa última tá passando por uns conflitos entre as comunidades, e a parte norte está fechada pro turismo. Nesse caso, em vez de pernoitar em Copacabana, dormiria uma noite em Puno e no outro dia seguiria direto de lá pra La Paz. O que acha? Obrigada e parabéns pelo conteúdo! 🙂

    1. Caio Farias disse:

      Olá Carla, tudo bem? Bom, na nossa opinião é melhor dormir em Copacabana mesmo, achamos a cidade mais interessante que Puno e a Isla do Sol da mesma forma, mais legal que Taquille. Mesmo só estando a parte Sul aberta a visita é possível passar o dia inteiro caminhando pela ilha, apreciando o visual e conhecendo algumas poucas ruínas. Eu seguiria a sua idéia inicial! Muito obrigado pela mensagem!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-nos no Instagram

Ahh Costa Rica! Essa é uma formação natural que parece a cauda de uma baleia –  e o local de chama Parque Nacional Marino Ballena.
Tudo bem, já sabemos que o nome do parque veio desse formato. Mas quem explica a “coincidência” desse local ser o melhor ponto do país para  para o avistamento de baleias? 🤔#emalgumlugardomundo #costarica #visitcostarica #baleiajubarte

Pura Vida!Mal desembarcamos na Costa Rica e já começamos a ouvir a expressão por todos os cantos. Embora não tenha uma tradução exata, essa é uma forma de cumprimentar, de dizer olá, tchau – ou qualquer coisa que tenha uma intenção positiva – dá pra usar de diversas formas!A nossa conclusão é que “Pura Vida” é essa coisa boa que você sente ao chegar por aqui e que te faz ficar sorrindo o tempo todo. É como encostar o carro em uma praia deserta, assistir o por do sol e dormir por ali mesmo, ao som dos macacos, com o barulho das ondas. Bem do jeitinho que a gente fez nesse dia!#emalgumlugardomundo #costarica #puravida #visitcostarica #destinosimperdiveis

O Parque Nacional Corcovado é um dos lugares menos explorados da Costa Rica – e até agora um de nossos destinos preferidos no país!A natureza aqui ainda é selvagem e é possível avistar araras, tucanos, macacos, bichos preguiça, quatis, antas… a lista é extensa!
E como se não bastasse a diversidade animal, tem essa praia de areia escura bem intocada. A constante névoa na praia dá um ar de paraíso perdido nesse lugar.Essa viagem pra Costa Rica tá tendo um cenário mais lindo que o outro! Estamos amando!!! #emalgumlugardomundo #costarica #corcovadonationalpark #visitcostarica

Ainda encantados com o lado do Caribe da Costa Rica!
Sem dúvidas, Punta Uva foi uma das praias mais bonitas das bandas de lá – pelo menos foi a nossa preferida!Agora estamos no lado do Pacífico. Estamos mostrando tudo no stories e já já vamos postar as fotos daqui!

A felicidade de quem estacionou o quarto do hotel e vai dormir em frente a praia no Caribe costa riquenho! Valeu @nomad_america !#emalgumlugardomundo #costarica #puntauva #destinosimperdiveis #visitcostarica

X

JÁ BAIXOU NOSSO E-BOOK GRATUITO?

Inscreva-se agora e receba no seu e-mail nosso e-book: são 40 dicas de como viajar mais e melhor por menos!