Mergulho com tubarão branco na África do Sul | Em Algum Lugar do Mundo

MERGULHO COM TUBARÃO BRANCO NA ÁFRICA DO SUL

Veja como foi nosso mergulho com tubarão branco na África do Sul. Saiba tudo sobre essa aventura e entenda por que não faríamos novamente.

  • Adriana
  • -
  • 10 de setembro de 2019
  • 27 Comentários

Quer viajar mais por menos?

Inscreva-se agora e receba no seu e-mail nosso e-book: são 40 dicas já para a sua próxima viagem!

Pouquíssimos lugares possibilitam você fazer um mergulho com tubarão branco e chegar bem perto de um dos maiores predadores do mundo. Na África do Sul isso é possível, e muitos viajantes vão ao país em busca de um encontro com esse bicho tão temido e admirado.

Um dos melhores lugares pra ver essa criatura na natureza – e não em um aquário – é em Gansbaai, que fica a uns 170km de Cape Town. Se você vai visitar Cape Town e quer incluir essa aventura no roteiro, basta fechar um tour de mergulho com tubarões que inclua traslado ida-volta de Cape Town.

Nós fizemos o mergulho e, apesar de ter sido incrível, hoje em dia não faríamos novamente. Se você quer saber mais sobre como é um mergulho com tubarão branco, além de entender porque nós nos arrependemos um pouco, confere esse post.

Primeira vez no país? Confira nosso Guia Prático da África do Sul: aqui você encontra todas as informações que precisa para planejar sua viagem.

Mergulho com tubarão branco na África do Sul: dicas e informações

Quando ir

A melhor época para o mergulho com tubarões em Gansbaai é no inverno, principalmente entre março e setembro, embora seja possível encontrá-los durante todo o ano.

Nós não tivemos muita escolha, já que estávamos lá em pleno verão. Mas o dia era típico de inverno: choveu pela manhã, nublado, vento gelado e água gelada, MUITO gelada. Pra ser mais exato, 12 graus.

Como chegar

Pra quem está em Cape Town, basta agendar um tour que ofereça o serviço de traslado de/para Cape Town.

Nós preferimos alugar um carro e fazer um passeio pela Garden Route, incluindo uma parada em Gansbaai pra fazer o mergulho. Nesse caso, reservamos o mergulho em Gansbaai mesmo, sem traslado.

Se você pretende fazer essa viagem de carro, sugerimos conferir o valor de aluguel na Rentcars, um site que compara preços de aluguel e sempre nos mostra os melhores valores. Nós fechamos por lá e deu tudo certo!

Onde se hospedar

Como dissemos, a cidade mais próxima é Gansbaai. Se vc não quiser acordar de madrugada, é lá que você deve se hospedar. Nós ficamos no Oom Piet Accommodation e recomendamos. Tudo novinho e limpinho. Não servem café da manhã, mas o quarto tinha uma mini cozinha toda equipada. Nós paramos no mercado e nos abastecemos!

Para outras opções, veja essa lista de hotéis em Gansbaai.

Para quem quer ficar em Cape Town e fazer o passeio bate e volta, sugiro dar uma lida no post que explicamos melhor onde ficar em Cape Town. Lá você encontra uma descrição dos melhores bairros de Cape Town, com tudo bem explicadinho.

Mas duas de nossas recomendações em Cape Town são o confortável Mojo Hotel e o mais econômico Homebase.

Como é o mergulho com tubarão branco: nossa experiência

Preparativos

A brincadeira começa bem cedo. Se você estiver em Cape Town, terá que estar pronto às 3:45, horário em que a maioria dos tours partem em direção a Gansbaai. A viagem até lá leva um pouco mais de 2 horas e, ao chegar, um café da manhã te espera na recepção da operadora de mergulho.

mergulho com tubarão branco - Embaixo dágua
Tubarão passando bem perto da grade

No nosso caso, já estávamos hospedados em Gansbaai, pois fizemos essa parada durante nossa viagem pela Garden Route. Nosso despertador tocou às 5h30 e lá fomos nós bem sonolentos pra tomar esse café no ponto de encontro.

A essa altura, você já deve ter tomado aquele remedinho pra enjoo, só pra garantir que não tá indo pro meio do mar alimentar o tubarão com seu café. Nós resolvemos tomar o remédio, porque vai que… não podíamos desperdiçar a oportunidade nem o dinheiro, já que não teríamos segunda chance!

Ainda na recepção recebemos algumas instruções sobre como seria o mergulho e seguimos pro barco.

Mergulho com tubarão branco - Barco
Entrando no barco para mergulhar com os tubarões

A viagem de barco é bem curta – não demorou mais de meia hora pra chegarmos no meio do nada no ponto de mergulho.

A equipe a bordo começa então a se mexer: a gaiola em que iremos mergulhar é posicionada e amarrada ao barco, assim como a “isca” pros tubarões é preparada. Eles são atraídos por uma mistura de restos e óleo de peixe que é jogada no mar, além de uma cabeça de peixe amarrada na ponta de uma corda, que é recolhida toda vez que o tubarão se aproxima. O objetivo não é alimentá-los, mas sim atraí-los.

Foi nesse momento que começamos a nos questionar sobre o quão inofensivo era de fato essa atividade. Sabemos que isso não se compara a atividades que envolvem bichos presos em zoológicos ou aquários, ou ainda, ao sacrifício de alguns animais pela indústria do turismo como os passeios de elefante na Tailândia.

Mas ficamos pensando que atrair um predador desses para uma isca deve interferir no seu ciclo natural. O tubarão acaba sendo atraído pelo cheiro de sangue e não encontra comida. E isso se repete todos os dias, em diversos horários, com diversos barcos. Simplesmente não é natural.

Entrando na água e encarando o mergulho com tubarões

O primeiro grupo se prepara pra entrar na gaiola, que cabem até 6 pessoas de uma vez. Uma vez dentro da gaiola, é expressamente proibido colocar qualquer parte do seu corpo pra fora, assim como câmeras subaquáticas ou qualquer objeto. Com o frio que estava, a gente decidiu ser o último grupo a entrar, pois assim o sofrimento com o frio e corpo molhado seria mais breve.

Mergulho com Tubarão Branco
Grupos de 6 pessoas se revezam dentro da jaula

Cada grupo ficava entre 20 a 30 minutos dentro da gaiola. O corpo todo fica submerso e só a cabeça fica pra fora. Não é preciso nenhum equipamento de mergulho. Na verdade nem saber nadar você precisa.

Quem está dentro da gaiola não consegue enxergar o tubarão se aproximando, é quando então o amiguinho que está segurando a corda (com a cabeça do peixe pendurada) grita delicadamente de cima do barco DOOOOOWNNN!!! DOOOWNNNN!!! Nisso você prende a respiração, abaixa e pá! Dá de cara com o bicho bem perto da gaiola.

Se você não consegue prender a respiração por mais de 10 segundos, não tem muito problema pois é esse o tempo que o tubarão leva pra desaparecer da sua vista.

Pra quem não tem coragem de entrar na água, ou pra quem acha que é chato ficar esperando sua vez de entrar na gaiola, um aviso: a visão de cima do barco pode ser ainda melhor. Tudo bem que não tem a adrenalina de estar dentro d’água e cara a cara com o tubarão, mas a visão que tínhamos de cima do barco foi bem melhor, sinceramente falando. Nós o enxergávamos por mais tempo e com mais clareza, principalmente porque nesse dia a visibilidade da água estava bem ruim.

Mergulho com tubarão branco - jaula
Conseguimos ver os tubarões se aproximando da jaula

Isso mesmo, nosso dia de mergulho com tubarão branco foi com chuva, vento, frio, água gelada e escura. Embora a gente tenha entrado no último grupo, eles dão oportunidade a quem quer entrar mais de uma vez. Eu (Adriana) já estava com pés e mãos dormentes de frio e saí antes dos 30 minutos, mas o Caio ficou mais de uma hora dentro d’água.

Ao voltar pro barco, a friaca é amenizada com toalha, casaco e lanchinho, tudo oferecido pela operadora. Já em terra firme, assistimos ao vídeo do dia (daqueles que estão à venda após o passeio), seguido de mais um lanchinho e estrada pros que vão retornar à Cape Town. Nós permanecemos em Gansbaai e seguimos viagem pela Garden Route no dia seguinte.

Mergulho com tubarão branco: por que não faríamos novamente

A verdade é que nós gostamos do mergulho. Mas logo depois, ficamos com o questionamento na cabeça se de fato essa aventura vale a pena, considerando o impacto negativo que a mudança de comportamento dos tubarões pode causar ao ambiente.

Na nossa opinião, não dá pra comparar isso com subir em um elefante ou nadar com golfinhos num parque aquático, que são atividades muito cruéis.

Mas abrimos a cabeça o suficiente pra nos arrependermos de ter participado do mergulho. Infelizmente foi algo que só nos demos conta depois de ter feito, mas nunca é tarde pra revermos nossos comportamentos e enxergar como nossa diversão pode custar caro.

De qualquer forma, deixamos aqui nosso relato e convidamos você ao questionamento antes de se aventurar dentro de uma gaiola 🙂

Sãos e salvos – mas não se esqueça do seguro viagem!

Não importa o destino e nem a atividade, nós sempre optamos por viajar com um seguro viagem. E para mergulhar com tubarão branco não poderia ser diferente.

Felizmente não precisamos usar, mas já tivemos que acionar o seguro em outras viagens e foi a maior tranquilidade pra gente e pro nosso bolso.

Por isso, recomendamos fazer uma pesquisa pela Segurospromo, que funciona como um bom comparador de preços, e escolher o seguro que melhor se adequa ao seu estilo de viagem. E usando o nosso código EMALGUMLUGAR5 você ainda ganha 5% de desconto.

Seguros Promo

E aqui está o vídeo que fizemos mostrando nosso mergulho com tubarão branco na África do Sul:

E você, faria um mergulho com tubarão branco?

Esse post pode conter link de afiliados. Isso significa que, ao fazer uma reserva a partir desses links, você ajuda a manter nosso blog e não paga nada a mais por isso. Nós agradecemos seu apoio!

Nós nos esforçamos para manter o blog atualizado, mas alguns detalhes podem sofrer alterações a qualquer momento. Sempre confirme datas, preços e informações.


Quer saber como viajar mais por menos?

Receba agora so seu e-mail nosso guia gratuito: são 40 dicas imperdíveis para colocar em prática já na sua próxima viagem!

África do Sul: explore

27 comentários em “MERGULHO COM TUBARÃO BRANCO NA ÁFRICA DO SUL”

  1. Gabrielle disse:

    Adorei o post e o blog! Estou planejando uma viagem para Cape Town em dezembro e gostaria de saber mais informações sobre essa promoção de uma operadora com a Mastercard… Obrigada!

    1. Caio Farias disse:

      Olá Gabrielle que bom que gostou do post! A promoção da Mastercard achamos no site na parte Buy1 Get1, na categoria África do Sul! Não sei dizer se a ainda está válida. Dá uma checada lá no site!

  2. Vitor disse:

    Muito bom! Estou planejando ir…….

    Não tem material de mergulho então, somente snorkel?

    Obrigado

    1. Caio Farias disse:

      Olá Vitor, que bom que gostou! A informação que temos que é que as operações com equipamento de mergulho foram proibidas na África do Sul, apenas o snorkel é permitido.
      Abs,

  3. laryssa mendes rodrigues dos santos disse:

    Olá, boa tarde!

    Estou indo para africa nos próximos dias e gostaria mto de fazer o mergulho com tubarões. Poderia me dar maiores informações sobre esta promoção? Compraram pelo site ou direto la?

    1. Caio Farias disse:

      Olá Laryssa. Fizemos a reserva por email informando que usaríamos a oferta da MC, mas achamos no site da Mastercard África do Sul na promoção Buy1 Get1. Não sei dizer se a promoção ainda está válida, mas vale checar. Como estaríamos em Gansbaai não precisamos de shuttle, se você estiver em Cape Town vai precisar de transporte que se não me engano sai 4h da manhã.

  4. Débora disse:

    Olá, muito bom o seu relato!!!

    Gostaria de saber se optarmos por não mergulhar o passeio sai mais barato. Antes mesmo de ler o post estava pensando que deve ser ainda mais legal vê-los de cima do barco.

    1. Caio Farias disse:

      Olá, Débora. Lembro que o passeio sem mergulho era sim mais barato, mas não lembro o valor e nem a diferença de preço. Espero que goste do passeio! Boa viagem!

  5. jessica disse:

    Olá, adorei o post.

    Gostaria de saber quanto tempo teve a duração total da atividade, eu e alguns amigos vamos fazer a garden route e pensamos em fazer a mesma coisa, no caminho, antes de chegar a cidade do cabo, porém pra isso gostaria de saber quanto tempo durou atividade, pra ver se conseguimos encaixar outra atividade ou se seria um dia inteiro só para isso.

    Muito obrigada!

    1. Caio Farias disse:

      Jessica, a atividade começa às 6 da manhã e acaba às 13h se não me engano. Mas é melhor dar uma consultada com a empresa que você resolver fazer o passeio. Algumas empresas oferecem o tour de manhã e a tarde.

  6. Marcela Carolina Faria Duarte disse:

    Nossa, melhor post que li sobre o passeio com o tubarão. Obrigada por nos alertar sobre esse passeio, realmente, não sei se vale a pena esse “divertimento” em detrimento do bem estar animal.

    1. Adriana Mendonça disse:

      Exatamente Marcela. Nós buscamos ser bem sinceros e dar nossa opinião sobre esse passeio. Nós fizemos e realmente muita gente não veria nada demais, mas nós não faríamos novamente depois que enxergamos melhor a situação. Um abraço!

  7. Isabella disse:

    Olá,gostei muito do post de vocês, vou pra África do Sul em Janeiro para fazer trabalho voluntário e queria saber se seria possível na opinião de vocês fazer algumas das cidades do garden route somente no fim de semana ?, queria muito conhecer Jeffreys bay mas terei apenas 3 dias livres durante a semana para viajar devido ao trabalho, vocês acham que vale a pena ?

    1. Caio Farias disse:

      Isabella, dependendo de onde você estiver dá pra considerar. Mas para vc ter uma idéia de Cape Town a Jeffreys Bay são 681km, quase 8h de viagem. Mas você pode conhecer Hermanus, lugar especial se estiver na época das baleias jubarte, Gansbaai, mergulho com tubarão branco e Cape Agulhas, o ponto de encontro entre os oceanos Atlântico e Índico.

  8. Marcus disse:

    Olá, poderia passar qual foi o parceiro do mastercard surpreenda que tinha tal promoção?
    Procurei no site mas não encontrei nadinha.
    Estou indo pra lá daqui 2 meses, queria encontrar promoções assim na Africa do Sul.

    Obrigado!

    1. Caio Farias disse:

      Oi Marcus a empresa que tinha a promoção na época era a White Shark Projects. Não podemos garantir que a parceria ainda exista. Esperamos que encontre. Abs.

  9. Beatriz disse:

    Olá 🙂

    Achei muito legal vocês trazerem no post essa questão da problemática ambiental que essa atividade pode gerar, do mal estar pro animal etc. É muito dificil ver esse tipo de discussão nas dicas de viagem. Parabéns por esse e pelos outros posts também, to adorando ler.

    Abs

    1. Caio Farias disse:

      Obrigado Beatriz, sempre tentamos trazer essa temática quando cabe nos nossos artigos. Somos totalmente contra a exploração animal e quando fizemos essa atividade por entender que os animais estavam livres não nos preocupamos com outros fatores importantíssimos. A gente se arrepende, isso acontece depois que se busca mais informação.

  10. Gabriela disse:

    Olá! Onde vocês conseguiram achar esta parceria entre Mastercard e a operadora?
    É algum site da Mastercard?
    Obrigada

    1. Caio Farias disse:

      No site da Mastercard na época que estávamos lá!

  11. João Carlos disse:

    Boa tarde

    Não encontrei nenhuma promoção da Mastercard (2 x1). Poderia, por gentileza passar o link.

    Pretendo fazer a Garden Route a partir de 14.Mai.2018

    Grato

    E parabéns pelo blog.

    1. Caio Farias disse:

      Olá João Carlos, tudo bem? Difícil informar se a promoção ainda é válida o ideal é buscar por oportunidades como essa na internet!
      A Garden Route é incrível, tenho certeza que você vau curtir muito!

      Muito obrigado pela mensagem!
      Abs

  12. Anderson disse:

    Olá colega, muito bom seu post. Estou prevendo ir em agosto, mas com receio da água estar congelante. Se no verão vc disse que estava 12 graus, será que no inverno ela se mantém ou esfria mais ainda?
    Eu sou mergulhador certificado e gostaria de descer e ficar na gaiola com cilindro. Sabe como é o procedimento? Se eles te deixam mais tempo lá, se é muito mais caro etc???
    Parabéns pelo post.

  13. Alvaro disse:

    Caio, tô afim de ir lá justamente pra fazer esse passeio, sou apaixonado por Tubarões, e ao ver o seu vídeo fiquei mais apaixonado ainda por esses animais sensacionais. Agora uma pergunta pessoal, por acaso você trabalhou na Losango ? Cara eu acho que trabalhei com você ou com um irmão gêmeo seu, só não tenho essa certeza pois você não tinha barba na época, sensacional o seu site, já sou seu fã !! Abraços ao casal e continuem nos presenteando com as dicas fenomenais.

    1. Caio Farias disse:

      Fala Álvaro, tudo bem? O mergulho é uma experiência bem interessante, mas depois de ter feito refleti muito sobre e hoje tenho uma visão um pouco diferente. Cara trabalhei na Losango sim! No marketing. Você era de que área? Valeu pelos elogios e pela mensagem! Abs

  14. Marília Prigioli disse:

    Gostei bastante do post, principalmente da reflexão sobre o impacto ambiental desse tipo de atividade! Parabéns por isso! Vou passar minha lua de mel na África do Sul e está descartada qualquer atividade que faça os animais “trabalharem” a serviço dos turistas. Abraço, parabéns pelos posts!

    1. Caio Farias disse:

      Obrigado pela mensagem Marília, realmente no início da nossa viagem já tínhamos uma grande preocupação com a exploração animal no turismo, mas por estarem os tubarões livres, em seu ambiente, não vimos no primeiro momento o tal impacto. Depois que fizemos entendemos e a partir desse momento pesquisamos muito sobre qualquer atividade envolvendo animais mesmo que “soltos”no seu habitat natural.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-nos no Instagram

X

JÁ BAIXOU NOSSO E-BOOK GRATUITO?

Inscreva-se agora e receba no seu e-mail nosso e-book: são 40 dicas de como viajar mais e melhor por menos!