PASSEIO DE TREM PARA KANCHANABURI

Kanchanaburi é uma boa opção para quem visita Bangkok e quer ir além dos templos e mercados de rua. Confira como foi nosso passeio até lá.

  • Caio
  • -
  • 7 de novembro de 2016
  • Um Comentário

Quer viajar mais por menos?

Inscreva-se agora e baixe nosso e-book: são 40 dicas já para a sua próxima viagem!

Atualizado em 10 de abril de 2017.

Quando você fica muito tempo no mesmo lugar e percebe que já passou umas 20 vezes pelos mesmos pontos turísticos, é porque tá na hora de expandir seu roteiro. Foi o que aconteceu com a gente quando moramos em Bangkok.

Depois que zeramos nossa lista das principais atrações de Bangkok, bateu a vontade de conhecer lugares diferentes e ir além do circuito turístico básico. E foi aí que resolvemos fazer o passeio de trem para Kanchanaburi.

A primeira coisa que nos convenceu a ir até Kanchanaburi foi a foto que vimos: uma cachoeira linda, que pode ser visitada ao final do passeio. Quando descobrimos que era possível fazer esse tour em um bate-volta de um dia, não pensamos duas vezes: era tudo que a gente precisava para escolher Kanchanaburi como nosso próximo destino.

Nós embarcamos e agora contamos aqui como foi o nosso passeio de trem para Kanchanaburi. Aproveite nossas dicas e se programe também para conhecer o local quando estiver por Bangkok.

Por que visitar Kanchanaburi

Quando começamos a pesquisar sobre esse tour, descobrimos que havia muito mais coisa pra ver e fazer além da cachoeira. A grande atração do passeio é, na verdade, passar pela famosa Ponte do Rio Kwae.

Lembra quando você assistia às “Olimpíadas do Faustão” e tinha a chamada prova da “Ponte do Rio Que Cai”? Pois é, agora você já sabe de onde veio o nome da brincadeira. Mas deixa eu te contar mais sobre a história da ponte, que não é nada divertida.

A história da ponte do Rio Kwae

kachanaburi-10

Durante a segunda guerra mundial, os japoneses usaram prisioneiros de guerra para construir uma ferrovia que iniciava na Tailândia e ia até o Myanmar (antiga Birmânia). A estrada era usada para que os japoneses enviassem suprimentos aos seus exércitos, sem correr o risco de enviar em navios.

O problema é que milhares de pessoas morreram na construção da ponte: os prisioneiros de guerra eram submetidos ao trabalho forçado em condições desumanas. Por isso, a estrada é conhecida hoje pelo nome nada simpático de “Ferrovia da Morte” (Death Railway).

Essa história gerou um livro e depois dois filmes. Mas o livro tem um detalhe que acabou gerando um problema: o autor nunca esteve no local. Sabia-se que a ferrovia em questão corria paralelamente ao rio Kwae, logo presumiu-se que a Ponte cruzava esse mesmo rio.

kachanaburi-12

Só que o autor estava errado. A a ponte cruzava outro rio, o Mae Khlung. Quando o primeiro filme sobre essa construção foi lançado na década de 50, milhares de turistas foram atrás da ponte que cruzava o rio Kwae. Mas ela não existia, só havia a ponte que cruzava o rio Mae Khlung. Então o governo Tailandês deu novo nome ao rio e, desde 1960, o rio passou a se chamar Kwae Yai ou o Grande Kwae.

Confira qual a melhor época para ir para a Tailândia

O que ver em Kanchanaburi

Além da histórica ponte do Rio Kwae, o passeio de trem para Kanchanaburi passa por Nakhon Pathom, uma província onde está localizado o templo Phra Pathom Chedi. Essa é a construção budista mais alta do mundo.

O passeio também inclui uma parada em um cemitério, que na verdade é um memorial às vítimas de guerra. E, no fim, o parque com a tão esperada cachoeira.

em algum lugar do mundo no facebook

Informações úteis sobre o passeio de trem para Kanchanaburi

Você pode fazer o tour em um dia bate-e-volta de Bangkok, ideal para quem tem pouco tempo na região e quer fugir do agito da capital. Mas existem opções com saídas diárias, o que te permite ficar 2 ou mais dias para aproveitar o lugar com mais calma.

O tour de bate-e-volta está disponível apenas nos finais de semana. Os trens que partem durante a semana têm horários diferentes. Existem opções de assentos na 2ª e 3ª classes. Qual é a diferença? Na 3ª classe, o banco não reclina, não tem ar-condicionado e custa 120 baht. Na 2ª classe, os bancos são acolchoados, reclináveis e o vagão conta com ar-condicionado, custando 240 baht.

Ah, e uma informação importante: os vagões têm banheiro.

Horários do trem

kachanaburi-2

Fim de semana e feriado:

Bangkok ► Trem para Kanchanaburi, Rio Kwae &  Nam Tok Sai Yok
Parte de Bangkok (Estação Hualamphong)06:30
Chega a Nakhon Pathom (Visita ao Mercado Local e ao Templo Phra Pathom Chedi, parada de 40min)07:40
Chega a Kanchanaburi09:26
Chega a Ponta do Rio Kwai (Parada de 25min)09:35
Deixa a Ponte do Rio Kwai e segue para o notrte10:00
Chega a Nam Tok Sai Yok Noi estação final. Aqui fica a linda cachoeira11:30
Nam Tok Sai Yok & Rio Kwae & Kanchanaburi    ►  Trem para Bangkok
Parte da estação Nam Tok rumo a Bangkok14:25
Para em Kanchanaburi ( Visita ao Cemitério de Guerra, parada de 60min)15:53
Parte de Kanchanaburi16:53
Chega a Bangkok (Estação Hualamphong)19:25

Durante a semana (segunda a sexta):

Bangkok ► Trem para Kanchanaburi & Rio Kwae
Estação Bangkok Thonburi (Noi) Saída07:4513:55
Nakhon Pathom Saída09:0215:03
Nong Pladuk04:2509:2215:22
Kanchanaburi Chegada05:4210:2516:17
Kanchanaburi Partida05:5710:3516:19
Ponte do Rio Kwae06:1510:4416:33
Ponte Thamkrasae07:3811:5317:51
Wang Po07:4912:0618:01
Nam Tok Chegada08:2012:3018:30
Rio Kwae & Kanchanaburi ► Trem para Bangkok
Nam Tok Partida05:2012:5015:15
Wang Po05:4613:2315:58
Ponte Thamkrasae05:5713:3616:10
Ponte do Rio Kwae07:1214:3817:31
Kanchanaburi Chegada07:1714:4217:37
Kanchanaburi Partida07:1914:4417:41
Nong Pladuk08:3116:0118:50
Nakhon Pathom Chegada (Trens Sentido Sul)09:1916:35
Estação Bangkok Thonburi (Noi) chegada10:1017:35

Note que são duas estações de trem diferentes em Bangkok. O trem parte da estação Hualamphong aos fins de semana e da estação Thonburi (Noi) durante a semana. Para mais informações acesse o site.

Veja também: o que fazer em Bangkok

Como foi nosso passeio de trem para Kanchanaburi

Saímos de casa em um sábado por volta de 5h30 da manhã, para pegar o trem que partia da estação Hualamphong em Bangkok às 06:30. Optamos pela 2ª classe no trem, devido ao tempo de viagem e ao ar condicionado – fazia muito calor em Bangkok. A primeira recomendação é levar um agasalho: a gente quase congelou dentro do trem. Sorte que levamos umas toalhas (pro banho na cachoeira) que serviram pra nos esquentar.

kachanaburi-3

Primeira parada: estupa de Nakhom Pathom

Depois de uma hora de viagem, fizemos a primeira
parada em Nakhom Pathom. Passamos por um mercado local muito movimentado já nas primeiras horas da manhã. Lá é possível comprar frutas, um lanchinho na loja de conveniência e, se der sorte, encontrar monges no ritual de Alms Giving (quando diariamente budistas dão oferendas de comida aos monges, garantindo a eles a refeição do dia).

kachanaburi
Phra Pathom Chedi

Logo após passar pelo mercado, chegamos na grande estupa do templo Phra Pathom Chedi. A obra é imponente não apenas pelos seus 127m, mas também pela sua importância histórica: foi construída no local onde o budismo foi introduzido na Tailândia, há cerca de 2 mil anos atrás.

Passando pela Ponte do Rio Kwae

Após visitar a estupa, seguimos viagem até a famosa Ponte. No caminho, o trem faz uma rápida parada na estação principal de Kanchanaburi, mas não temos tempo pra descer ali. Seguimos e chegamos na ponte, que é bastante visitada tanto por tailandeses como por turistas.

Pessoas vão visitar a ponte não só de trem, mas também de ônibus ou carro. Além disso vimos também grandes grupos de motociclistas, que fazem esse passeio nos finais de semana.

Kachanaburi
Ponte do Rio Kwae

O trem parecia estar atrasado na chegada à ponte. Com isso, nossa parada por lá durou aproximadamente 15 minutos. Nós achamos que foi rápido demais. Embora não tenha muito o que se fazer por ali, gostaríamos de ter tido um pouco mais de tempo pra cruzar a ponte à pé com calma. Mas o tempo foi suficiente pra Dri tirar umas fotos e eu fazer umas imagens aéreas com o drone.

Chegada à cachoeira (Nam Tok Sai Yok Noi)

Esse era o ponto final do trecho de ida. Quando chegamos aqui, o trem já acumulava pelo menos uns 30 minutos de atraso.

kachanaburi-23

O lugar é uma floresta tropical e visitá-lo nos deu uma sensação boa de contato com a natureza – algo que não sentimos muito quando moramos em Bangkok. Percebemos que muitos tailandeses vão até lá para fazer um passeio em família, curtir um piquenique às margens do rio escutando o som da cachoeira.

E sim, a cachoeira! Ao chegar no parque, um dos seguranças logo nos indicou a direção. E lá fomos nós todo empolgados.

Porém contudo todavia… andamos por ali e não achamos a tal cachoeira. Foi quando perguntei ao segurança novamente cadê a cachoeira, e recebi a seguinte resposta: “Sorry, no water.”

kachanaburi-20

O que???? Imagina nossa cara de decepção ao saber que não tinha água na cachoeira 🙁

Mas não tinha jeito, e o que nos restou foi se contentar com o ar puro do local, comprar algo para almoçar ali mesmo e aguardar o retorno rumo a Kanchanaburi.

Dito isso, mais um conselho: verifique as condições do tempo antes de visitar um novo lugar. Nós não encontramos nenhuma informação de que a cachoeira estava seca, mas certamente não procuramos direito. (E se você pretende ir pra esse canto do mundo, não deixe de verificar a melhor época pra viajar para Tailândia).

O Retorno

kachanaburi-1

Depois da frustração com a cachoeira (ou melhor, com a falta dela), a gente ainda esperava mais ver mais uma atração em Kanchanaburi, que era a visita ao cemitério/ memorial da Segunda Guerra. Mas adivinha? Essa parada também não ocorreu. Como o trem estava atrasado, eles resolveram “pular” essa etapa. No retorno a Bangkok, o trem realizou apenas algumas paradas rápidas para compra de comida, desembarque e embarque de passageiros. Nossa saga terminou em Bangkok, com o trem chegando por volta de 20h30.

Conclusão

Depois de ler tudo isso, você certamente deve estar pensando que esse programa é furada, certo?

Errado. Nós realmente não demos sorte com tantos contratempos, mas isso foi uma exceção: eu garanto que ouvi vários relatos muito positivos sobre esse passeio de trem para Kanchanaburi!

E o passeio é realmente especial. Passamos por belas paisagens e pudemos ver de perto uma parte da história mais recente do país, fugindo assim um pouco dos tradicionais templos de Bangkok. Adoramos também observar como diversas famílias tailandesas curtem o final de semana. E nos garantiram que a cachoeira (com água rs) é mesmo muito bonita!

Onde ficar em Kanchanaburi

Nossa recomendação é reservar um hotel e passar pelo menos uma noite em Kanchanaburi. Existem bons hotéis por lá, como o Kanchanaburi City Hotel, com café da manhã, piscina e bem pertinho da estação de trem.

Para mais opções, confira aqui essa lista de acomodações em Kanchanaburi. E se você quiser conhecer o local, mas só tiver apenas um dia disponível, vá assim mesmo! Vale a pena conhecer a beleza e sentir o peso histórico desse lugar.

Quer mais dicas de viagem? Curta nossa página no Facebook!

em algum lugar do mundo no facebook

Onde ficar em Bangkok

Se você não quer dormir em Kanchanaburi mas quer fazer um bate-volta de Bangkok, sugiro que você veja nosso guia completo de Bangkok, onde detalhamos as melhores regiões de bangkok. Mas para um resumo rápido, aqui vão duas dicas:

A região de Old Town é onde fica a famosa Khao San Road, destino dos mochileiros e de quem quer ficar próximo das principais atrações turísticas. Tem acomodação para todos os gostos ali, e eu sugiro o Thanabhumi ou o Paragon One Residence.

Outra opção que até prefiro é ficar por Siam/ Silom. É uma região central, com muito comércio e BTS pra te levar pra todos os lados de Bangkok. O Cubic Bangkok é uma boa opção de hotel na área.

Vai viajar pela Tailândia? Confira então esses posts:

Esse post pode conter link de afiliados. Isso significa que, ao fazer uma reserva a partir desses links, você ajuda a manter nosso blog e não paga nada a mais por isso. Nós agradecemos seu apoio!

Nós nos esforçamos para manter o blog atualizado, mas alguns detalhes podem sofrer alterações a qualquer momento. Sempre confirme datas, preços e informações.


Quer saber como viajar mais por menos?

Baixe agora nosso guia gratuito: são 40 dicas imperdíveis para colocar em prática já na sua próxima viagem!

Tailândia: explore

Um comentário em “PASSEIO DE TREM PARA KANCHANABURI”

  1. Gente!
    Que maravilha!!!
    Adorei o post!
    Mais um que entra para a lista ❤️
    Ansiosos pela Ásia, sabia!?

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-nos no Instagram

X

JÁ BAIXOU NOSSO E-BOOK GRATUITO?

Inscreva-se agora e receba no seu e-mail nosso e-book: são 40 dicas de como viajar mais e melhor por menos!