Viagem para o Jalapão: dicas imperdíveis para a primeira vez | Em Algum Lugar do Mundo

VIAGEM PARA O JALAPÃO: GUIA COMPLETO COM DICAS IMPERDÍVEIS

Tudo que você precisa saber para planejar seu encontro com a natureza do cerrado brasileiro.

  • Kamilly Doria
  • -
  • 3 de agosto de 2020
  • Nenhum Comentário

Quer viajar mais por menos?

Inscreva-se agora e receba no seu e-mail nosso e-book: são 40 dicas já para a sua próxima viagem!

Buscando dicas de viagem para o Jalapão? Pois aqui está um guia completíssimo com tudo que você precisa saber para curtir ao máximo esse paraíso na terra! 

E olha, a fama do destino não se dá à toa não, viu? São cenários e paisagens de tirar o fôlego MESMO. Prepare-se para conhecer serras, dunas de areias douradas e a incrível vegetação selvagem do cerrado brasileiro. 

Viagem para o Jalapão - Rio Soninho
Vista área do Rio Soninho no Jalapão

Isso sem falar das águas cristalinas em variados tons de azul e verde, que podem ser apreciadas nos rios, cachoeiras e nos famosos fervedouros – que inclusive já foram cenário de novela. 

Quer saber como aproveitar tudo isso da melhor forma? Vem conferir todas as informações e dicas para sua viagem para o Jalapão ser inesquecível: 

Vai viajar para o Tocantins? Confira os nossos posts: 

Viagem para o Jalapão: tudo que você precisa saber 

Reunimos nesse post todas as dicas e informações para você se aventurar pelo Jalapão, um dos lugares mais preservados do país. Você vai conferir: 

  1. Onde fica o Jalapão 
  2. Jalapão: com agência ou por conta própria?
  3. Como chegar no Jalapão
  4. O que fazer no Jalapão: principais atrações
  5. Roteiro Jalapão: sugestão para 5 dias 
  6. Onde ficar
  7. Onde comer
  8. Quanto custa ir para o Jalapão
  9. Melhor época para ir ao Jalapão
  10. Mais dicas de viagem para o Jalapão

Onde fica o Jalapão

O Jalapão está localizado ao extremo leste do estado do Tocantins, fazendo fronteira com a Bahia, Piauí e Maranhão. A região possui cerca de 34 mil km² – é terra que não acaba mais! 

Apesar de estar despertando a cada dia mais a curiosidade dos turistas, o Jalapão ainda é pouco explorado. Somente no Parque Estadual do Jalapão, há cerca de 159 mil hectares ricos em fauna e flora.  

Viagem para o Jalapão - Parque Estadual do Jalapão
Parque Estadual do Jalapão

Os principais pontos turísticos do Jalapão ficam nos municípios de Ponte Alta do Tocantins, Novo Acordo, Mateiros e São Félix do Tocantins.  

Mas é em Mateiros e em São Félix que estão localizados o maior número de atrações e pontos turísticos, principalmente para quem deseja se refrescar nos rios, cachoeiras e fervedouros de águas azuis e verdes. 

Jalapão: com agência ou por conta própria? 

Se você nos acompanha aqui no blog, sabe que somos fãs de explorar os destinos por conta própria. Nada melhor que descobrir os cantinhos no nosso tempo, do nosso jeito, fazendo  nossa própria programação. 

Só que para encarar o Jalapão por conta própria, é preciso estar preparado sobre quatro rodas. Pode acreditar: a expressão “o Jalapão é bruto” faz todo o sentido quando se trata de suas estradas.  

Elas são de areia e terra, cheias de buracos, pedras e subidas íngremes. Além disso, o terreno é arenoso, e em época de seca ele fica mais fofo, podendo atolar o veículo. 

Esse é o principal motivo de muita gente fechar um pacote para o Jalapão com agência. Se essa for sua escolha, saiba que você vai gastar um pouquinho a mais, mas por um bom motivo: transporte, hospedagem, alimentação e entradas dos principais atrativos já estarão inclusos no pacote. 

Mas se você prefere fazer sua viagem para o Jalapão por conta própria, é fundamental saber que: 

  1. Você precisa alugar um veículo 4×4 para encarar as estradas do Jalapão. Há relatos que, mesmo com carros mais altos e com experiências em estradas de chão, eles ficam atolados.  
  2. Além do veículo certo, é preciso ter atenção redobrada, principalmente para quem não tem experiência em estradas desse tipo.  
  3. O trajeto de Ponte Alta até Mateiros ou de Novo Acordo até São Félix do Tocantins é totalmente deserto, ou seja, não há nenhuma cidade, posto de gasolina ou comércio pelo caminho. Portanto, é extremamente importante levar comida, água e um galão de combustível de reserva. 
  4. Devido ao nível de dificuldade das estradas e também pela falta de comércio, viajar até o Jalapão durante a noite não é recomendável. Além disso, não há uma boa sinalização de placas nas estradas. 

Como chegar no Jalapão

O aeroporto mais próximo ao Jalapão fica em Palmas, capital do Tocantins. A distância entre Palmas e o Jalapão é de cerca de 300 km. 

Se você vai viajar para o Jalapão usando uma agência de viagens, saiba que a maioria das agências inclui o traslado Palmas – Jalapão no pacote, então muito provavelmente você não precisará se preocupar com esse deslocamento.

Se está viajando por conta própria, você terá duas opções de caminho para chegar ao Jalapão partindo de Palmas: a primeira opção é para a cidade de Mateiros, e a outra para a cidade de São Félix do Tocantins

Como chegar no Jalapão se o seu destino for Mateiros 

Partindo de Palmas, você deve seguir por aproximadamente 215 km de estrada asfaltada, começando pela TO-050 até Porto Nacional e depois pela TO-030 e TO-130 até Ponte Alta do Tocantins, que é a principal entrada para o Parque Estadual do Jalapão.  

A partir disso, serão mais 160 km em estradas de areia e terra pela TO-255 até a cidade de Mateiros. Durante esse trajeto, há um desvio para a Cachoeira da Velha, um ponto turístico imperdível do Jalapão. 

Como chegar no Jalapão se o seu destino for São Félix do Tocantins 

Saindo da capital, você deve pegar primeiramente a TO-050 e depois a TO-020 para o norte do Tocantins em direção ao município de Novo Acordo, a 120 km de Palmas.  

Após esse percurso, você deve seguir pela TO-030, onde as estradas também são de areia e terra. Você irá passar pelos pontos turísticos Serra do Gorgulho e Morro Catedral, chegando por fim até a cidade de São Félix do Tocantins.  

O que fazer no Jalapão: principais atrações 

A lista de atrativos no Jalapão é enorme, passando por rios, cachoeiras, fervedouros, formações rochosas incríveis e muito mais. É tanta paisagem deslumbrante que dá pra se perder fácil na imensidão do Jalapão.  

É praticamente impossível conhecer tudo em uma única viagem, principalmente se você tiver pouco tempo. Eu diria que todos os lugares são imperdíveis, mas a verdade é que você deverá priorizar alguns lugares “repetidos” como fervedouros e cachoeiras, por exemplo.  

Aqui você confere os principais pontos turísticos do Jalapão. Na sequência, deixei uma sugestão de roteiro de 5 dias, combinando algumas das principais atrações. Confira: 

Dunas do Jalapão 

Quando eu digo que o Jalapão é um verdadeiro encontro com a natureza, eu não estou exagerando.  

Em meio ao cerrado brasileiro, é possível conhecer as Dunas do Jalapão de coloração dourada, chegando até os 40 metros de altura que, segundo estudiosos, continuam aumentando. 

Viagem para o Jalapão - Dunas do Jalapão
O início do pôr do sol nas Dunas do Jalapão.

As dunas proporcionam um cenário espetacular da Serra do Espírito Santo, da vegetação do cerrado e das águas que percorrem a região, além de serem cercadas por imensos chapadões. É, sem dúvidas, um dos lugares mais bonitos do Jalapão. 

Localizadas no Parque Estadual do Jalapão, o melhor horário para visitar as dunas é durante o fim da tarde, quando a temperatura é mais agradável para contemplar o pôr do sol – um espetáculo inesquecível da região. 

Mirante da Serra do Espírito Santo 

O lugar perfeito para admirar as paisagens do Jalapão: a Serra do Espírito Santo é um longo e reto platô de arenito, seguido por um formato de pirâmide em uma das suas pontas.  

A Serra do Espírito Santo é um dos principais pontos turísticos da região e está localizada ao lado das Dunas do Jalapão. Devido à erosão das rochas de arenito que compõem a serra, a ação do vento faz com que a areia seja depositada em um mesmo local, dando origem às dunas. 

Viagem para o Jalapão - Serra do Espírito Santo
O cenário espetacular da Serra do Espírito Santo. Foto: Marcelo85photo / CC BY-SA

A trilha que leva até o topo da Serra é uma das mais buscadas do Jalapão, e é recomendado que seja realizada ao fim da madrugada para conseguir observar o nascer do sol. 

Antes de encarar essa aventura, é preciso saber que a trilha não é fácil. É preciso esforço físico e determinação, pois durante o percurso há um paredão íngreme que equivale a aproximadamente 83 andares.  

São cerca de 6 km de trilha, e por isso é importante que você vá preparado, com botas de trilha, lanterna, lanches e muita água.  

Mas acredite: todo o esforço vale a pena. O nascer do sol proporciona um visual incrível da região, um momento perfeito para se desligar do mundo e se conectar com a natureza. 

Morro da Catedral 

Localizado entre São Félix do Tocantins e Novo Acordo, o Morro da Catedral é outro ponto turístico muito conhecido do Jalapão. 

O enorme morro rochoso leva esse nome devido ao formato exato de uma catedral. Em 2010, o Morro da Catedral foi reconhecido pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) como uma Reserva de Patrimônio Natural. 

Viagem para o Jalapão - Morro da Catedral
Morro da Catedral. Foto: Portal de Turismo do Estado do Tocantins

E para se chegar até o ponto mais alto, é preciso encarar três caminhos: uma trilha feita de bicicleta, a segunda até o alto (onde é possível contemplar o pôr do sol e tem vista para o morro), e a trilha holística.  

Não se esqueça de levar bastante água e de usar roupas e calçados confortáveis.  

Serra do Gorgulho 

Também conhecido como Morro Vermelho, a Serra do Gorgulho é um conjunto de formações rochosas de tom avermelhado localizado em Novo Acordo. 

Essas formações inusitadas – algumas parecem enormes chaminés – são resultado da ação do vento e das chuvas ao longo dos anos na região.  

Viagem para o Jalapão - Serra do Gorgulho
As formações rochosas de cor avermelhada do Morro do Gorgulho.

Aproveite para apreciar o pôr do sol sobre as rochas vermelhas em meio à vegetação selvagem. 

A caminhada para chegar ao ponto mais alto é bem tranquila. Há uma parte que requer um pouco mais de cuidado, onde é preciso subir uma parede com a ajuda de uma corda. Mas fique tranquilo(a), porque os locais também fizeram alguns degraus para você colocar os pés enquanto sobe pela corda. Ajuda bastante. 

Cânion do Sussuapara 

Localizado a 12 km de Ponte Alta do Tocantins, o Cânion do Sussuapara é uma parada obrigatória durante a sua aventura pelo Jalapão.  

O cânion é pequeno e fica escondido em meio ao cerrado do Tocantins, coberto de samambaias e musgos. Entre paredões de 12 metros de altura, se formam cortinas de água, proporcionando uma paisagem pra lá de especial. 

Viagem para o Jalapão - Cânion Sussuapara
As cortinas d’água do Cânion Sussuapara.

No fundo do cânion, também há uma pequena cascata de água onde você pode se refrescar. Os moradores dizem que essa é a cascata do segredo, em que você deve revelar um segredo. 

A trilha para se chegar até o cânion é bem simples e leva menos de 15 minutos. A descida é um pouco íngreme, e o ideal é que você vá de calçado fechado. 

Pedra Furada 

A 35 km de Ponte Alta do Tocantins, a Pedra Furada é uma formação rochosa de arenito em pleno cerrado do Jalapão.  

Através de seus buracos – por isso o nome – é possível observar um pôr do sol tão bonito quanto das Dunas do Jalapão, proporcionando um belo visual do entardecer da região. 

Viagem para o Jalapão - Pedra Furada
A Pedra Furada proporciona uma vista incrível!

Diferente das atrações anteriores, o acesso à Pedra Furada é bem simples. Ela fica em uma propriedade particular, mas os proprietários permitem a entrada gratuita dos turistas.  

Os carros podem estacionar bem próximos à entrada, e depois é só caminhar por uma trilha de apenas cinco minutinhos. Como o terreno é instável, use sapatos fechados. 

Rios, praias de água doce e cachoeiras

Além da vegetação do cerrado brasileiro, é possível se encantar com as águas do Jalapão. 

Há diversos rios, cachoeiras e praias de água doce na região, que proporcionam um visual indescritível de águas cristalinas e tons que variam do verde ao azul. Confira os principais rios e cachoeiras do Jalapão: 

Rio Sono | o maior rio do estado do Tocantins. O Rio Sono nasce nas serras de Mateiros e passa pelos municípios de São Félix do Tocantins, Novo Acordo e Ponte Alta do Tocantins. Para os aventureiros, é possível realizar um rafting no rio. 

Prainha do Rio Novo | logo abaixo da Cachoeira da Velha, a prainha do Rio Novo oferece uma piscina natural de águas transparentes e areia branquinha, rodeada pela mata virgem e calmaria da região. Mas é preciso ter cuidado pois o rio tem fortes correntes subaquáticas, procure ficar no rasinho.

Viagem para o Jalapão - Prainha do Rio Novo
A deliciosa Prainha do Rio Novo. Foto: Portal de Turismo do Estado do Tocantins.

Praia do Alecrim | localizada em São Félix do Tocantins, a praia fluvial tem uma grande extensão de areia e possui águas cristalinas. Além disso, a praia é rodeada pela vegetação da região. 

Viagem para o Jalapão - Praia do Alecrim
As águas esverdeadas da Praia do Alecrim. Foto: Portal de Turismo do Estado do Tocantins.

Cachoeira da Fumaça | A 90 km de Ponte Alta, a Cachoeira da Fumaça oferece um visual para nunca ser esquecido: devido às fortes quedas, os respingos das águas parecem formar uma grande fumaça – por isso o  nome. Por motivos de segurança, o banho não é permitido. Mas você pode apreciar a beleza natural do lugar, além de tirar ótimas fotos.  

Viagem para o Jalapão - Cachoeira da Fumaça
Uma vista privilegiada da Cachoeira da Fumaça e do arco íris formado

Cachoeira da Velha | localizada dentro do Parque Estadual do Jalapão, a Cachoeira da Velha é a maior da região, com 100 metros de largura e 15 metros de altura. Não deixe de chegar na plataforma de madeira para assistir o espetáculo que é essa queda d’água. O banho também não é permitido, mas você pode fazer um rafting que chega aos pés da queda da cachoeira. 

Uma das quedas da Cachoeira da Velha. Foto: Amanda Santiago / CC BY-SA

Cachoeira das Araras | uma ótima pedida para quem está em São Félix do Tocantins. As águas da cachoeira possuem uma temperatura perfeita para um banho relaxante. Sua queda d’água é bem tranquila, e vem de um paredão repleto de vegetação verde, onde é possível chegar bem pertinho. 

Cachoeira do Formiga | localizada em Mateiros, a Cachoeira do Formiga é a mais famosa do Jalapão, e essa fama não é à toa: sua pequena queda d’água forma um poço de piscina natural de águas cristalinas de um tom verde esmeralda indescritível, além da temperatura da água ser perfeita para o clima quente da região.  

Viagem para o Jalapão - Cachoeira do Formiga
Olha esse tom das águas da Cachoeira do Formiga, surreal de lindo! Foto: Portal de Turismo do Estado do Tocantins.

Cachoeira do Soninho Grande e Pequena | com uma forte queda de 30 metros de altura, a Cachoeira do Soninho Grande esconde um mistério: as águas da cachoeira que descem do Rio Soninho somem em meio aos buracos, paredões e fendas ao longo da paisagem. Devido à força da água, o banho não é permitido. Mas você pode observar e se encantar com esse mistério das águas. 

Viagem para o Jalapão - Cachoeira Soninho Grande
O mistério das águas da Cachoeira do Soninho Grande. A vista é ainda mais bonita com o arco-íris

Já na Cachoeira do Soninho Pequena onde há um grande platô de pedra que forma um poço bem raso, permitindo um banho relaxante para os turistas. No final da cachoeira, tem uma queda levinha onde é possível receber uma massagem deliciosa das águas caindo sobre seus ombros. 

Viagem para o Jalapão - Cachoeira Soninho Pequena
Depois de apreciar a Cachoeira Soninho Grande, você pode se refrescar na Pequena.

Quer conhecer outras cachoeiras do Tocantins? Então leia o nosso post sobre as cachoeiras de Taquaruçu, uma cidadezinha a apenas 30 km de Palmas que proporciona mais de 82 cachoeiras! 

Fervedouros 

Formando um verdadeiro oásis em meio à vegetação selvagem do Tocantins, os fervedouros do Jalapão são uns dos principais pontos turísticos e atrações da região. 

Os fervedouros são piscinas naturais formadas a partir de nascentes de rios subterrâneos. Suas águas cristalinas possuem um incrível tom de azul ou verde, oferecendo um visual ainda mais bonito junto à vegetação. 

Viagem para o Jalapão - Fervedouro Bela Vista
O cenário paradisíaco do Fervedouro Bela Vista. Foto: Rodrigo José Fernandes

Uma curiosidade dos fervedouros está na pressão da água das nascentes subterrâneas, que te impedem de afundar. Essa pressão proporciona uma experiência inesquecível de ficar flutuando nesse paraíso na terra! 

São mais de 100 fervedouros catalogados, mas apenas 20 estão abertos para a visitação.  

Se você está planejando uma viagem para o Jalapão, os fervedouros são paradas obrigatórias durante a sua estadia por lá!  

Para te ajudar nessa refrescante missão, vamos te dizer quais são os fervedouros mais procurados e conhecidos do Jalapão: 

  • Fervedouro do Ceiça 
  • Fervedouro Bela Vista 
  • Fervedouro dos Buritis 
  • Fervedouro do Buritizinho 
  • Fervedouro Rio Sono 
  • Fervedouro Encontro das Águas 
  • Fervedouro das Macaúbas 
  • Fervedouro Alecrim 
  • Fervedouro da Korubo (exclusivo para quem fechar pacote com a Korubo)

Saiba tudo sobre os fervedouros do Jalapão e conheça as atrações mais lindas do Tocantins!  

Roteiro Jalapão: sugestão para 5 dias 

Montamos um roteiro para 5 dias de viagem pelo Jalapão. Consideramos que o ponto inicial e final dessa viagem é Palmas. E incluímos as principais atrações do Jalapão no roteiro.  

Vale ressaltar: se você for por conta própria, deverá dividir sua estadia no Jalapão entre os municípios de São Felix do Tocantins, Mateiros e Ponte Alta, como indicado a seguir: 

Dia 1 | Palmas – Novo Acordo – São Félix do Tocantins 

  • Saída de Palmas cedinho (ideal às 7h) 
  • Cachoeira das Araras + almoço 
  • Morro da Catedral 
  • Fervedouro do Alecrim 
  • Fervedouro Bela Vista.  
  • Noite em São Félix do Tocantins 

Dia 2 | São Felix – Mateiros 

  • Fervedouro Buritizinho 
  • Fervedouro Macaúbas + almoço 
  • Fervedouro Encontro das Águas 
  • Cachoeira do Formiga 
  • Noite em Mateiros 

Dia 3 | Mateiros  

  • Fervedouro do Ceiça 
  • Fervedouro do Buritis + almoço 
  • Comunidade Mumbuca 
  • Dunas do Jalapão  
  • Noite em Mateiros 

Dia 4 | Mateiros – Ponte Alta 

  • Serra do Espírito Santo (trilha às 4h da manhã para assistir ao nascer do sol, pra quem tem disposição!) 
  • Prainha do Rio Novo 
  • Cachoeira do Lajeado + almoço 
  • Cânion Sussuapara 
  • Noite em Ponte Alta 

Dia 5 | Ponte Alta – Palmas 

  • Lagoa do Japonês 
  • Pedra Furada 
  • chegada em Palmas 

Onde ficar no Jalapão 

Como eu disse acima, o Jalapão é composto por quatro municípios, e todos possuem atrações que merecem ser exploradas e visitadas. 

No entanto, a sua viagem vai se estender um pouco mais pelos municípios de Mateiros e São Félix do Tocantins, cidades que oferecem um número maior de pontos turísticos e os famosos fervedouros. 

Nessas cidades, há mais opções de hospedagem, mas é preciso ressaltar que você não vai encontrar nenhum luxo por lá. É tudo muito simples, bem cidade do interior mesmo, mas oferecem tudo o que você precisa: uma cama confortável para uma boa noite de sono. 

Algumas pousadas também contam com restaurantes, onde você pode almoçar e jantar tranquilamente. 

Opção de hospedagem em Ponte Alta do Tocantins  

  • Pousada Bicudo | a pousada e os quartos são bem simples, mas oferecem ar condicionado e frigobar. O café da manhã está incluso na diária, e você pode usar o estacionamento pagando uma taxa extra. 
Viagem para o Jalapão - Pousada Bicudo
Pousada Bicudo. Foto: divulgação
  • Pousada Águas do Jalapão | é a mais procurada e bem avaliada de Ponte Alta. O ambiente é muito charmoso com sua decoração rústica, os quartos são bem limpos e confortáveis. Há uma piscina, bar e restaurante na propriedade.  
  • Pousada Vereda das Águas | além de quartos confortáveis e com ar condicionado, a pousada também conta com piscina, Wi-fi e estacionamento gratuito para os hóspedes. O café da manhã também está incluso na diária.  

Opções de hospedagem em Mateiros  

  • Pousada de Charme Formiga Ecolodge | uma ótima opção de hospedagem mais sofisticada. Os quartos contam com TV e ar condicionado, além de um ótimo café da manhã. A pousada é próxima do Fervedouro do Buritizinho e do Córrego Formiga. 
Viagem para o Jalapão - Pousada de Charme do Formiga Ecolodge
Pousada de Charme do Formiga Ecolodge. Foto: divulgação
  • Pousada Cristal Dourado | muito procurada em Mateiros, oferece quartos com ar condicionado, TV e frigobar. Também está incluso na diária o café da manhã e a propriedade possui bar, restaurante e estacionamento gratuito para hóspedes.
      
  • Pousada Beira da Mata | famosa entre os turistas, essa pousada oferece quartos em chalés super confortáveis e aconchegantes, com TV, frigobar, ar condicionado  e Wi-fi. Também há café da manhã, almoço e jantar. 
  • Panela de Ferro | outra pousada muito bem avaliada na região, com quartos limpos e confortáveis, que contam com ar condicionado, frigobar, Wi-fi e banheiro. A Panela de Ferro também conta com uma piscina e café da manhã incluso na diária.  

Opções de hospedagem em São Félix do Tocantins

  • Jalapão Ecolodge | com quartos que oferecem vista para o Morro da Catedral, essa pousada é muito buscada pelos turistas e oferece acomodações mais sofisticadas, alguns quartos contam com banheira de hidromassagem. A propriedade ainda conta com bar e restaurante, café da manhã e estacionamento gratuito para hóspedes.  
  • Pousada São Félix do Jalapão | os quartos possuem TV, ar condicionado e guarda-roupa. A pousada também oferece restaurante, bar e wi-fi. O estacionamento possui um custo extra. O café da manhã já vem incluso na diária. 
Viagem para o Jalapão - Pousada São Felix do Jalapão
Pousada São Felix do Jalapão. Foto: divulgação
  • Fervedouro e Pousada Bela Vista | essa pousada é uma ótima escolha para quem deseja acordar com os pés no fervedouro e tomar banhos noturnos. Os quartos são simples, mas bem confortáveis. Há café da manhã, almoço e jantar.  
  • Você também pode ficar no Camping do Sr. Vincente, que é bem recomendado na região. Na Cachoeira do Formiga e no Fervedouro Bela Vista também há áreas para camping.  

Onde comer no Jalapão 

Durante a sua estadia nas cidades de Ponte Alta, Mateiros e São Félix do Tocantins, você não precisa se preocupar tanto sobre onde comer.  

Essas cidades oferecem uma boa quantidade de bares e restaurantes, mas vale ressaltar que os estabelecimentos são bem simples e a comida é caseira, mas não deixa de ser muito gostosa e saborosa. 

A única recomendação é que você não ultrapasse o horário de almoço ou jantar (alguns restaurantes abrem à noite) porque os estabelecimentos não ficam abertos até tarde. Uma dica é você perguntar o horário de funcionamento para não correr o risco de ficar sem ter o que comer. 

Passando por Ponte Alta, o Tamboril tem um cardápio super variado e uma comida muito gostosa.  O Bar e Restaurante Beira Rio funciona na horário do almoço e do jantar, oferecendo uma típica comida caseira do Jalapão. Outra opção de comida caseira é no Restaurante Portal do Jalapão

Em Mateiros você encontra o Restaurante Dona Rosa. A Dona Rosa é super simpática e prepara uma deliciosa comida caseira, e o preço é bem justo. Além de pousada, a Panela de Ferro – já dá pra perceber pelo nome – também conta com restaurante. Outra opção é o Rancho 21, com uma comida caseira muito saborosa, e também fica aberto no período da noite. 

Para comer em São Félix, você encontra o Restaurante Jalapão com bons pratos caseiros, ele também funciona como pousada. Você também pode saborear a comida da Dona Maria e seu Wilson no Restaurante Cerrado. Por lá você também encontra o Cantinho, que é literalmente um cantinho simples e aconchegante, mas com boa comida. Para dar uma diferenciada no cardápio, você pode conhecer os sanduíches e hambúrgueres do Jalapão da Rota 22

Já durante os passeios, não deixe de levar lanches como sanduíches, frutas ou barrinhas de cereais. A água também é indispensável, pois o calor do Jalapão é bem forte e você precisa se manter hidratado para realizar trilhas e caminhadas. 

Também é possível encontrar alguns estabelecimentos e barraquinhas em algumas atrações, como nos fervedouros e na Cachoeira do Formiga que oferecem almoço, lanche e bebidas, mas não deixe de levar os itens que falei acima! 

Caso você esteja viajando com agência, a maioria oferece lanches a bordo, mas ao fechar o pacote, veja se essa opção está inclusa. 

Quanto custa ir para o Jalapão? 

Para levantar os valores, consideramos a opção de fazer a viagem para o Jalapão com uma agência, já que essa é a forma mais comum de se explorar o destino.  

Nesse caso, uma viagem para o Jalapão de 5 dias custa aproximadamente R$2.500. Esse valor inclui: 

  • Traslado de ida e volta de Palmas 
  • Transporte em veículo 4×4 com ar condicionado 
  • 4 noites de hospedagem no Jalapão (Mateiros, São Félix e Ponte Alta) 
  • Guia de viagem 
  • Refeições no Jalapão (café da manhã, almoço, jantar e lanches) 
  • Todas as atividades de acordo com o programa  
  • Seguro viagem 

O que não está incluso nesse valor: 

  • Hospedagem e alimentação em Palmas 
  • Passagens aéreas para o aeroporto de Palmas 

Melhor época para ir ao Jalapão 

Ao planejar sua viagem para o Jalapão, não é preciso se preocupar muito com a temperatura: a média anual é de 30 graus, perfeita para aproveitar os rios, lagos, cachoeiras e fervedouros em qualquer época do ano. 

Na verdade, decidir quando ir ao Jalapão envolve escolher entre o período de seca ou de chuva, cada um com suas características. Veja só: 

Viagem para o Jalapão no período da seca 

O período de seca vai de maio a setembro, sendo os meses de maio a julho considerados os melhores porque a região ainda está verde e com uma boa umidade do ar.  

Nessa época há menos risco de dias chuvosos. Como consequência, as estradas ficam ainda mais fofas, correndo o risco dos carros atolarem (a importância de um 4×4). 

Em julho (férias escolares), espere encontrar fervedouros e outros pontos turísticos lotados, com formação de filas enormes. Os preços também sobem. Como o número de acomodações é limitado, faça sua reserva com bastante antecedência se for nesse período. 

Ou seja, dê preferência pelos meses de maio ou junho. Já no final do período da seca, entre agosto e setembro, a umidade do ar fica mais baixa, o que pode acabar deixando o ambiente mais desconfortável, e o verde da vegetação já não é mais o mesmo. O único diferencial desses meses é o pôr do sol, que consegue ficar ainda mais bonito. 

Viagem para o Jalapão no período da chuva 

A estação chuvosa vai de outubro a abril, sendo dezembro, janeiro e fevereiro os meses mais chuvosos.  

As chuvas podem atrapalhar alguns passeios, mas o calor é quase o mesmo durante o período da seca. Só que devido à umidade alta, o ar fica ainda melhor para respirar.  

Outro ponto positivo são os pontos turísticos mais vazios: mesmo sendo período de férias, fica mais tranquilo que julho. As estradas também ficam mais firmes, mas o veículo 4×4 continua indispensável.  

Mais dicas de viagem para o Jalapão 

Dinheiro e segurança 

De um modo geral, o Jalapão é um lugar bem seguro para os turistas. Mas isso não quer dizer que você não deve tomar alguns cuidados necessários no dia a dia, como não esquecer bolsas, acessórios e, principalmente, dinheiro dentro dos veículos ou nos lugares em que for visitar. 

E falando em dinheiro, são pouquíssimos lugares que aceitam cartão de crédito, e por isso é importante que você leve uma quantia em espécie para ser usada durante a sua viagem para o Jalapão. 

Seguro viagem 

Nós nunca abrimos mão de um seguro viagem – principalmente para uma viagem para o Jalapão que envolve turismo de aventura e ecoturismo.  

Se você viajar com uma agência, verifique se o seguro estará incluído no pacote. Se for por conta própria, recomendamos que você faça uma boa pesquisa antes de fechar seu seguro. Acesse a nossa página de seguros para tirar todas suas dúvidas e encontrar a melhor cotação.  

Ah! E você ainda pode garantir até 10% de desconto usando o nosso código EMALGUMLUGAR5 (5% com o cupom + 5% com pagamento via boleto bancário). 

Esqueça internet! 

Se você está pensando que vai conseguir atualizar as suas redes sociais a todo instante durante sua viagem para o Jalapão, pode esquecer! O sinal de celular por lá é quase inexistente, e não são todas as pousadas que oferecem Wi-Fi. 

Em alguns locais, você até pode conseguir algum pontinho de sinal da operadora Claro, mas não conte muito com isso. Aproveite a vibe e lembre-s que o Jalapão é um lugar para se desligar do mundo e se conectar com a natureza. Aproveite o momento! 

O que levar em uma viagem para o Jalapão

Uma viagem para o Jalapão requer alguns itens indispensáveis para você aproveitar todas as atrações e pontos turísticos da região. 

Você já sabeque o Jalapão e pura aventura em meio à natureza, né? Ou seja, nada de roupa formal ou salto alto na mala. Pode acreditar que você vai ser bem feliz levando apenas o necessário, incluindo alguns itens que podem ser bem úteis para esse tipo de viagem.  

Para facilitar a vida, é só seguir minha listinha: 

  • Roupas de banho  
  • Roupas esportivas (para caminhadas e trilhas) 
  • Um casaco 
  • Toalha 
  • Medicamentos de uso pessoal 
  • Sabonete, shampoo e condicionador  
  • Tênis 
  • Chinelo 
  • Boné ou chapéu 
  • Óculos de sol 
  • Protetor solar 
  • Repelente 
  • Lanterna 
  • Sapatilha para água 
  • Máscara de mergulho 
  • Câmera fotográfica e GoPro (a região é perfeita para fotos subaquáticas) 
  • Carregador portátil 
  • Bolsa e casaco impermeável (para trilhas com contato com a água) 

Dica | Jalapão é um destino que combina mais com mochila do que com malas de rodinha, vai por mim! 

Mapa do Jalapão 

Confira abaixo o mapa do Jalapão, que vai te ajudar (e muito!) durante a sua aventura pela região.  

Com ele, você tem a rota dos principais pontos turísticos do Jalapão, como cachoeiras, rios e os famosos fervedouros de águas cristalinas

Gostou das nossas dicas de viagem para o Jalapão? Agora é só curtir o paraíso!

Se ainda tiver alguma dúvida para planejar sua viagem para o Jalapão, pergunta pra gente nos comentários!

Foto de destaque: Rodrigo José Fernandes / CC BY-SA.

Esse post pode conter link de afiliados. Isso significa que, ao fazer uma reserva a partir desses links, você ajuda a manter nosso blog e não paga nada a mais por isso. Nós agradecemos seu apoio!

Nós nos esforçamos para manter o blog atualizado, mas alguns detalhes podem sofrer alterações a qualquer momento. Sempre confirme datas, preços e informações.


Escrito por Kamilly Doria

Ka é nossa colaboradora de conteúdo no blog. Tem 23 anos, é atriz, jornalista e feliz. Mãe de duas gatas, é apaixonada por animais e amante da arte. Seu sonho é carregar uma mochila repleta de culturas e histórias.

Quer saber como viajar mais por menos?

Receba agora so seu e-mail nosso guia gratuito: são 40 dicas imperdíveis para colocar em prática já na sua próxima viagem!

Brasil: explore

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-nos no Instagram

CONHECE O MIRANTE DA CABOCLA? 📷 Esse é o Mirante da Cabocla, um dos mirantes mais bonitos de Arraial do Cabo. Do alto se vê a Praia do Forno, a Praia dos Anjos e, de longe, a Praia do Farol. 👣 Você acessa o Mirante por uma trilha que começa na Prainha, passa pela Praia da Graçainha, pelo Mirante da Cabocla e termina na Praia do Forno. 👉 Vale lembrar que é extremamente recomendado fazer qualquer trilha da região acompanhados de um guia local.

⛴️ IMAGINA UM BARCO DENTRO DE UMA PISCINA!Foi exatamente o sentimento que  tivemos nesse dia. Mar calmo, quase sem vento e uma água que parecia ter sido tratada que nem a de piscina!Esse talvez tenha sido um dos dias de mar mais bonito que já pegamos em Arraial do Cabo 💙Saudade desses passeios @arraialvipturismo !

SAUDADE DE IR A PRAIA, NÉ MINHA FILHA?Assim que abrirem as praias vamos ficar o dia inteiro com a Sol na água brincando! 🐕Esse é o dog que a gente sequestrou do pai da Dri pra fazer a quarentena ficar mais leve!

NAUFRÁGIO EM ARRAIAL DO CABO? 🚢Com o vai e vem das marés, em algumas épocas do ano é possível ver a embarcação Imbetiba, que naufragou no canto da Praia Grande em 10 de setembro de 1881.O naufrágio passa a maior parte do tempo encoberto. Ele fica ali bem pertinho da areia, do lado esquerdo da praia. E é possível avistá-lo principalmente quando a água está bem clara e com a maré baixa.

FELIZ DIA DOS NAMORADOS!Para ela que é a melhor companhia que eu poderia ter para viver a vida que a gente sonha juntos!Esse é o nosso sexto dia dos namorados juntos. E apesar de tudo que está acontecendo no mundo, eu continuo dizendo que o nosso mundo é o melhor lugar no mundo!
Feliz dia dos namorados a todos os casais que se amam ♥️

X

JÁ BAIXOU NOSSO E-BOOK GRATUITO?

Inscreva-se agora e receba no seu e-mail nosso e-book: são 40 dicas de como viajar mais e melhor por menos!