Worldpackers: como funciona, 7 dicas imperdíveis e desconto!

WORLDPACKERS: TIRE TODAS SUAS DÚVIDAS ( E APROVEITE O CUPOM DE DESCONTO!)

Respondemos todas as perguntas e damos dicas imperdíveis para quem quer usar a plataforma

  • Juliana
  • -
  • 1 de novembro de 2019
  • Nenhum Comentário

Quer viajar mais por menos?

Inscreva-se agora e receba no seu e-mail nosso e-book: são 40 dicas já para a sua próxima viagem!

Se você quer viajar e tem o objetivo de economizar, ter uma imersão na cultura local ou desenvolver novas habilidades fazendo um trabalho voluntário, a Worldpackers é definitivamente a melhor solução para você!

A plataforma não para de crescer – e cada vez mais viajantes usam a Worldpackers nas suas férias, para fazer um mochilão ou até para tirar um ano sabático.

Worldpackers - Adriana voluntaria
Dri dando aula de inglês Camboja

Se você quer entender direitinho como a Worldpackers funciona e como ela pode viabilizar a viagem dos seus sonhos, aproveite esse post: nós respondemos todas as perguntas e ainda damos dicas para você ter sucesso usando a plataforma.

Você vai conferir:

E antes de responder a todas as perguntas, vamos logo à boa notícia: nós conseguimos USD 10 de desconto na anuidade da Worldpackers! Para garantir esse desconto, é só usar nosso código EMALGUMLUGARDOMUNDO. Aproveite! Clique aqui!

Worldpackers: O que é?

A Worldpackers é uma plataforma colaborativa que conecta viajantes e anfitriões de todo o mundo, permitindo que o viajante ganhe hospedagem gratuita em troca de trabalho voluntário em hostels, ecovilas, fazendas, escolas de surf e mais vários tipos de lugar.

Worldpacker - banner
Faça sua inscrição aqui!

Seja para economizar na sua viagem, ter uma imersão na cultural local ou desenvolver novas habilidades, você pode utilizar a Worldpackers nas suas férias, fazer um mochilão ou até para tirar um ano sabático.

É uma plataforma bem flexível, que se encaixa também no ritmo de vida de nômades digitais, que cada vez mais procuram a plataforma para encontrar hostels que oferecem estrutura boa para trabalhar remotamente, como lugares silenciosos, mesas e cadeiras confortáveis ou uma boa internet.

Os anfitriões são variados, desde o carro-chefe que são os hostels, passando por campings, pousadas, ONGs, comunidades e projetos ecológicos que você pode ajudar e receber em troca hospedagem gratuita, alimentação e outros benefícios.

Como funciona a Worldpackers?

A troca de trabalho por hospedagem é um acordo mútuo entre anfitrião e voluntário.

O anfitrião oferece o espaço de graça (às vezes até coisas a mais como descontos, drinks, passeios, aulas de yoga, etc).

Em troca disso, o voluntário trabalha ajudando o anfitrião com o que precisar, desde limpeza até fotografia, passando por jardinagem ou até mesmo fazer um site para um hostel que está começando.

Worldpacker - sua ajuda
O que o anfitrião precisa?
Worldpacker - Trabalhando
Voluntária ajudando nas redes sociais

Tudo vai depender das necessidades do anfitrião e da disponibilidade/ aptidão/ experiência do voluntário.

As horas de trabalho são descritas no link da vaga no site, e todos os detalhes precisam ser informados pelo anfitrião antes da viagem começar.

Dica | Os melhores anfitriões são sempre aqueles que têm muitas fotos (preferencialmente bem tiradas – evite lugares que tem foto cortada ou embaçada!), muitos reviews e a vaga descrita no máximo de detalhe.

A quantidade de horas trabalhadas por dia deve ser acordado previamente através da plataforma da Worldpackers. O viajante que combina coisas fora da plataforma, perde o direito ao seguro WP (que vamos falar abaixo).

A acomodação e comida também devem ser negociadas através do chat da Worldpackers. Os anfitriões colocam o que podem oferecer no perfil, mas é sempre bom escrever confirmando pra saber se a pessoa não errou no preenchimento da vaga (isso pode acontecer!).

Worldpackers vale a pena?

Se o seu foco é economizar e ter uma viagem diferente do tradicional, a Worldpackers vale a pena – e muito!

Se você busca experiências mais culturais, de aprendizado com locais e com um estilo de viagem mais lento, tem muitos anfitriões da Worldpackers que oferecem essa experiência.

Você pode ficar em SPAs, em centros holísticos, em centros de Yoga… tem realmente muitas opções!

Se você busca ter experiências para ajudar locais sendo voluntário em escolas, orfanatos ou abrigos de animais, também é possível encontrar esse tipo de vaga na lista de anfitriões da Worldpackers.

Worldpacker - elefantes
Voluntários no Elephant Nature Park em Chiang Mai

E para quem gosta da atmosfera de hostel, a plataforma é perfeita, pois a maioria das vagas oferecidas são em hostels e pousadas.

Worldpackers é de graça?

A busca por anfitriões é de graça, mas para marcar uma viagem você precisa se tornar membro e isso custa USD 49 por ano. O valor já é bom, pois são quantas viagens você quiser fazer em um tempo de 12 meses.

A que tenho direito no acesso gratuito?

Acessando gratuitamente, você tem acesso a todos os projetos e todas as vagas de voluntariado publicadas por anfitriões, que são os estabelecimentos cadastrados e analisados pela equipe da Worldpackers.

Ainda no modo gratuito, você vai conseguir checar as reviews de outros voluntários, ler tudo sobre o hostel e conhecer melhor cada vaga.

Que tal começar agora? Escolha uma região e explore a lista de anfitriões gratuitamente:

Qual a vantagem em se tornar um membro da Worldpackers?

Existem várias coisas que só membros têm acesso, como:

  • Se candidatar em vagas de voluntariado e fechar uma viagem uma viagem pela plataforma;
  • Conversas ilimitadas com todos os anfitriões no chat da plataforma;
  • Confirmação de hospedagem enviado por e-mail (bom para apresentar na imigração, por exemplo);
  • Suporte da Worldpackers antes, durante e depois da viagem;
  • Uma conta verificada que aumenta suas chances de ser aceito pelos anfitriões e te dá mais segurança para viajar.

Para se tornar membro, você só paga uma vez e pode usar a plataforma para fechar quantas viagens quiser em 170 países, por 365 dias a partir do dia que você fez sua inscrição.

Você pode economizar fazendo várias pequenas viagens no ano, pois existem anfitriões que aceitam voluntários por alguns dias ou uma semana. Não necessariamente você precisa passar um mês inteiro ou vários meses trocando trabalho por hospedagem para fazer esse dinheiro valer a pena.

Porém, custos extras como passagem, seguro viagem, visto e outras despesas de documentos não estão incluídas nessa taxa, ok? O viajante é responsável por essa parte, mas o suporte é excelente e tira todas suas dúvidas.

Mas e esse investimento, vale mesmo?

Se você comparar com outros tipos de acomodação, vale muito a pena – tanto pelo preço como pela experiência.

Um hotel econômico cobra por volta de R$160 a R$190 por uma estadia em capitais como São Paulo ou Rio de Janeiro. Já um quarto privado em hostel em São Paulo pode custar na faixa de R$90 a R$150 por noite. Pensando por esse lado, o valor da anuidade da Worldpackers compensa muito.

Isso sem considerar que, dependendo da temporada, os preços de hostels e hotéis podem variar bastante. Por exemplo, pegar um hostel em Berlim em pleno verão europeu vai sair bem mais caro do que reservar o mesmo local numa época menos procurada, como o inverno extremo.

No caso de utilizar a Worldpackers para reserva de hospedagem, o preço não vai mudar por temporada, pois a anuidade é sempre a mesma. 

Sabemos que anuidade em dólar é caro e muita gente não tem quase R$ 200,00 para gastar, mas pense pelo lado de que esse dinheiro renderá um ano de viagens, mesmo que sejam várias viagens curtas.

E com o código promocional Worldpackers EMALGUMLUGARDOMUNDO você ganha um desconto $10 dólares, que faz uma baita diferença no final das contas! Inscreva-se agora mesmo!

E a Worldpackers é confiável?

Muita gente se pergunta se viajar com a Worldpackers é seguro. Sim, a Worldpackers é confiável!

Basta dar uma olhada no site para encontrar reviews de viajantes e anfitriões que usam a plataforma com frequência no mundo inteiro. 

Inclusive, ler os depoimentos é fundamental para entender como funciona a Worldpackers e o local escolhido, pois muitos viajantes gostam de explicar como foi a experiência. 

Além disso, a empresa tem escritório em São Paulo, e inclusive tem uma posição de voluntariado para trabalhar com eles aberta quase de forma permanente. 

Eles disponibilizam suporte, aplicativo e um sistema de avaliações dos anfitriões que ajuda a passar mais confiança e serve como referência.

Worldpackers é remunerado?

Em resumo, não. A ideia da Worldpackers não é ter vagas remuneradas e sim promover a troca entre anfitriões e viajantes.

Apesar disso, existem alguns anfitriões que oferecem pequenas ajudas de custo se a cidade for muito cara, ou se o trabalho for mais pesado que o normal, por exemplo.

Mas, de modo geral, não recomendamos contar com isso. A grande maioria dos hosts não remunera e a ideia da plataforma não é remunerar e, sim, intermediar trocas entre as partes interessadas 😉 

Além de existirem alguns casos de anfitriões que oferecem ajuda de custo, alguns anfitriões fazem o contrário e pedem ajudas de custo para poder oferecer todas as refeições aos voluntários.

Worldpacker - beneficios
Detalhando o que o voluntário receberá

Esses casos são muito comum em ecovilas, fazendas e outros lugares distantes, onde os anfitriões moram muito longe de locais acessíveis para fazer compras.

Acontece também em casos onde os anfitriões produzem a própria comida e precisam aumentar repentinamente sua produção para poder alimentar os voluntários, o que nem sempre é possível. 

Como encontrar vagas de voluntariado na Worldpackers

1. Faça sua inscrição no site

Comece preenchendo seu perfil de voluntário com as habilidades que domina e aquelas que quer aprender. Adicione também suas melhores fotos de viagem.

2. Faça a pesquisa por vagas

Depois de preencher seu perfil, dê uma olhada na lista de anfitriões com hostels, pousadas, ONGs, escolas, fazendas, ecovilas e diversos outros tipos de acomodação.

Para encontrar vagas da Worldpackers, você pode usar filtros que separam as vagas pela sua preferência.

Worldpacker - Lista
Busque pelas opções que mais combinam com você

Você pode selecionar, por exemplo, as habilidades que oferece, assim como o tempo de viagem e o número de refeições que deseja (desde locais que oferecem só café-da-manhã, até locais que oferecem todas as refeições do dia).

Dá também para filtrar por tipo de anfitrião, se é quarto privado ou coletivo, entre outros filtros. 

3. Analise os depoimentos

Quando escolher uma vaga, você poderá ver depoimentos de outros viajantes para sentir mais confiança, ou dar uma chance para um anfitrião com potencial (que são aqueles anfitriões sem experiência, mas que tiveram excelente comunicação com a Worldpackers e tem perfil preenchido corretamente). 

Worldpacker - comentarios
Analise bem os comentários, eles são as referências do local

4. Torne-se membro (e use o cupom de desconto!)

Para marcar efetivamente sua viagem, é preciso se tornar membro. Aproveite os USD10 de desconto na anuidade da Worldpackers usando o nosso código EMALGUMLUGARDOMUNDO.

Com o código, você irá pagar USD 39 no plano individual, ou USD 49 para o plano de casal/dupla de amigos.

Ah! E lembre-se de sempre mandar mensagem para o anfitrião confirmando os dados que estão na descrição da vaga e também confirmando as datas.

Worldpackers ou Workaway, qual é melhor?

As duas plataformas já são tradicionais para quem gosta de work exchange, mas existem diferenças fundamentais entre as duas.

A primeira diferença que você nota quando acessa ambos os sites é que o site da Worldpackers permite que você veja mais detalhes sobre a posição de voluntariado em relação ao site do Workaway. 

No site do Workaway, aparece um perfil para não-membros e outra versão bem mais completa para membros. Isso dificulta a busca de vagas, porque você é obrigado a se tornar membro para conhecer de fato a vaga.

No caso da Worldpackers, todas as informações estão expostas de cara, o que passa um pouco mais de confiança.

Porém, para mandar mensagens para os potenciais anfitriões, ambos os sites exigem que o viajante se torne membro.

O Workaway está custando 42 USD/ano na primeira vez que se faz inscrição, 31 USD/ano quando você renova no ano seguinte, ou 54 USD para duas pessoas (27 USD por pessoa). Então, já deve ter percebido que o preço não é um grande critério de diferença entre as plataformas, pois é bem parecido. 

A anuidade da Worldpackers custa 49 USD/ano no individual e 59 USD no plano de dupla, como já mencionado. Mas você pode pagar só 39 USD/ano no perfil individual ou 49 USD/ano no perfil de dupla, com nosso código promocional Worldpackers EMALGUMLUGARDOMUNDOCadastre-se agora mesmo!

A maior diferença entre Worldpackers e Workaway e, talvez a mais importante, é que a Worldpackers tem o seguro WP e suporte 24 horas, o que a Workaway não tem.

O mais próximo que a Workaway oferece é uma indicação para você usar o seguro viagem do World Nomads, que é um dos mais populares do mundo para viajantes. Não mencionam suporte no site.

Importante | O seguro WP não é um seguro de viagem oficial, é apenas o nome da assistência que a Worldpackers dá ao viajante se acontecer algum imprevisto. Então se você for para um país que exige seguro viagem, como a maioria dos países da Europa, você ainda precisa contratar um seguro viagem.

Como funciona o seguro WP

O seguro WP funciona da seguinte forma: se você estiver viajando e tiver que deixar o hostel por algum motivo, você tem direito a 3 dias de estadia regular (como hóspede, não como voluntário) em um local similar, até encontrar outro anfitrião.

O tipo de problema que pode ser um motivo para querer sair do hostel pode ser desrespeito, assédio, descumprimento com o combinado pela plataforma, horas de trabalho voluntário excessivas e coisas do tipo.

Vale ressaltar que, para garantir o uso desse benefício, a viagem precisa ser feita inteiramente usando a plataforma – e tudo precisa ser explicado em detalhes para o suporte por telefone, e-mail ou whatsapp. 

7 dicas para usar a plataforma Worldpackers da melhor forma possível

1. Faça um perfil bem completo

Na aplicação, o anfitrião tem acesso tanto a sua mensagem, quanto ao seu perfil completo. Ou seja, quanto mais informações você colocar nele, mais o anfitrião vai ter claro se você é a pessoa certa para ajudá-lo.

O tipo de informação que vai no perfil é um texto que você mesmo escreve sobre quem você é, por que gosta de viajar, o que procura com o voluntariado, sua formação e experiência de trabalho e, finalmente, fotos das suas viagens.

2. Escreva a mensagem ao anfitrião com dedicação

Coloque-se no lugar do anfitrião por um minuto e leia essas duas aplicações. Vamos dar um exemplo rápido:

Mensagem do Pedro: “Olá, quero viajar pela worldpackers para economizar e aprender coisas novas. Seu hostel parece um bom lugar, gostaria de ir do dia 07 de julho até 20 de agosto. Obrigada.”

O Pedro não demonstrou que leu o nome do anfitrião, não demonstrou que viu as fotos do hostel. Essa mensagem poderia ser um copia e cola tranquilamente.

Mensagem da Tamires: “Olá Sandra, tudo bem? Meu nome é Tamires, sou de Campinas e essa é minha terceira viagem para fora do meu estado. Gostei do seu hostel porque achei o jardim bacana e os quartos parecem espaçosos, achei bem legal que tem ar-condicionado também. Acredito que posso te ajudar na recepção, cozinha e jardinagem. Sou uma pessoa que se adapta bem a diferentes cenários, gosto de conversar e queria exercitar meu espanhol com hóspedes se surgir a oportunidade. Espero que me aceite como worldpacker e caso tenha alguma pergunta, é só falar. Obrigada.”

Imagine que você é anfitrião e só tem uma vaga. Quem você escolheria? A maioria dos anfitriões escolhe as pessoas que mandam mensagens completas. Deixe transparecer quem você é, seus gostos, por que gosta de viajar, por que escolheu o local e como você pode ajudar seu anfitrião.

3. Se candidate para vários lugares, não conte com um só

Anfitriões nem sempre precisam de voluntários, então às vezes a vaga está criada mas a pessoa não acessou mais o site.

Tem anfitriões que criam vagas na alta temporada e esquecem de deletar na baixa temporada, deixando os voluntários na mão.

Por esse e outros motivos, sempre aplique para várias vagas, assim tem mais chance de ser respondido. A dica da plataforma é manter um número mínimo de 8 lugares, mas não sabemos da onde saiu esse número! hahaha

4. Atenção à taxa de resposta do anfitrião

Observe na plataforma que o perfil dos anfitriões tem a informação de “Taxa de resposta”, ou seja, se essa taxa estiver muito baixa, pode ser que nem te respondam.

Lembre-se também que tem vários jeitos de classificar os anfitriões como esta taxa: as estrelas que são a nota dada pelo voluntário depois que a viagem termina, as avaliações (depoimentos) de viajantes e também o site do hostel fora da plataforma.

5. Vá além na sua pesquisa

Dê uma investigada nas redes sociais, site, enfim, toda a presença online do anfitrião, mesmo que use a plataforma para fechar a viagem para poder usar o seguro WP. Quando o anfitrião é muito bom, sempre vai ter redes sociais bem atualizadas, um site organizado e coisas do tipo. 

Veja bem: não estamos dizendo que a presença online seja um critério eliminatório por si só, já que existem anfitriões que não tem site nem redes sociais, principalmente aqueles anfitriões da modalidade “eco”, ou seja, fazendas, ecovilas e lugares mais alternativos.

Porém quando o viajante se sente inseguro, investigar o anfitrião fora do site da WP ajuda muito.

6. Sempre cumpra com o prometido e não minta

Você vai notar que o site da Worldpackers disponibiliza uma lista de habilidades que são preenchidas quando se cria o perfil na plataforma. 

Mentir dizendo que sabe fazer tudo e mais um pouco pode fazer com que você seja escolhido rápido por um anfitrião, mas a que custo?

De que adianta prometer que vai ajudar com algo que você não sabe fazer? O anfitrião toma tempo para conversar com você, confirmar a viagem, preparar sua estadia, te dar café da manhã, então espera receber ajuda de volta de verdade. 

A proposta da plataforma não é que o voluntário seja profissional em tudo, na realidade podemos dizer que é o contrário: os voluntários são apenas viajantes que fornecem uma mão amiga.

Worldpacker - Jardinagem
Voluntária ajudando com o jardim

Então, se não tiver experiência na sua tarefa, seja honesto e deixe isso claro.

Inclusive, é papel do anfitrião te ensinar com paciência, afinal não está contratando um profissional e sim recebendo ajuda de uma pessoa comum. Se o seu anfitrião exigir que saiba fazendo algo como um profissional, entre em contato com o suporte.

7. Faça tudo através do site

Se for mudar as datas, faça pelo site e não apenas usando uma mensagem simples no chat: quando você muda as datas usando o sistema do site, o anfitrião é notificado. 

Imagine assim: em hostels, a cama que o anfitrião reserva para o voluntário geralmente é a mesma que um hóspede pagante poderia usar. Se você marca uma viagem o anfitrião vai reservar a cama pra você como se fosse um hóspede.

Se você descumpre as datas sem aviso prévio, aquela cama que seria sua vai ficar bloqueada no sistema do anfitrião, ou seja, não é vendida. O anfitrião perde dinheiro e esse não é um bom começo para sua relação de troca de trabalho por hospedagem.

Se não tiver jeito e precisar muito mudar as datas, avise pelo menos uma semana antes e sempre faça dentro do site da Worldpackers para garantir que vai chegar uma notificação para o anfitrião.

Aproveite o nosso cupom promocional da Worldpackers!

Lembre-se que você tem USD 10 de desconto na anuidade da Worldpackers usando o nosso código EMALGUMLUGARDOMUNDO, pagando apenas USD 39 no plano individual, ou USD 49 para o plano de casal/dupla de amigos. Aproveite!

Esse post pode conter link de afiliados. Isso significa que, ao fazer uma reserva a partir desses links, você ajuda a manter nosso blog e não paga nada a mais por isso. Nós agradecemos seu apoio!

Nós nos esforçamos para manter o blog atualizado, mas alguns detalhes podem sofrer alterações a qualquer momento. Sempre confirme datas, preços e informações.


Quer saber como viajar mais por menos?

Receba agora so seu e-mail nosso guia gratuito: são 40 dicas imperdíveis para colocar em prática já na sua próxima viagem!

Você também pode gostar de ler:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-nos no Instagram

Ainda impressionados com a natureza na Costa Rica. Essa é a Punta Catedral no Parque Nacional Manuel Antônio na costa do Pacífico. Incrível não acham?#costarica #manuelantonio #visitcostarica

E tem forma melhor de terminar o dia?Um por do sol mais lindo que o outro na Costa Rica ❤️☀️ Se por aqui tem vida noturna, a gente desconhece. Estamos despencando da cama cedo todos os dias pra aproveitar cada raio de sol, cada grão de areia, cada gota de chuva (sim, continua chovendo todo dia! Mas passa rápido) e cada segundo pura vida que estamos tendo nesse país incrível!
E eu (Dri) que não curto acordar muito cedo, tenho levantado com sorrisão na cara todo dia. Delícia de lugar!!

Costa Rica é daqueles destinos que faz você se sentir uma grãozinho no universo – e essa sensação é gigante de boa!!!
⠀
As raízes dessas árvores parecem medir uns 2 metros, e parece que elas formam um labirinto no solo. É difícil descrever, mas é muito fácil se conectar com a natureza nesse lugar. Que paz! 🍃 🙏

Ahh Costa Rica! Essa é uma formação natural que parece a cauda de uma baleia –  e o local de chama Parque Nacional Marino Ballena.
Tudo bem, já sabemos que o nome do parque veio desse formato. Mas quem explica a “coincidência” desse local ser o melhor ponto do país para  para o avistamento de baleias? 🤔#emalgumlugardomundo #costarica #visitcostarica #baleiajubarte

Pura Vida!Mal desembarcamos na Costa Rica e já começamos a ouvir a expressão por todos os cantos. Embora não tenha uma tradução exata, essa é uma forma de cumprimentar, de dizer olá, tchau – ou qualquer coisa que tenha uma intenção positiva – dá pra usar de diversas formas!A nossa conclusão é que “Pura Vida” é essa coisa boa que você sente ao chegar por aqui e que te faz ficar sorrindo o tempo todo. É como encostar o carro em uma praia deserta, assistir o por do sol e dormir por ali mesmo, ao som dos macacos, com o barulho das ondas. Bem do jeitinho que a gente fez nesse dia!#emalgumlugardomundo #costarica #puravida #visitcostarica #destinosimperdiveis

X

JÁ BAIXOU NOSSO E-BOOK GRATUITO?

Inscreva-se agora e receba no seu e-mail nosso e-book: são 40 dicas de como viajar mais e melhor por menos!