Onde ficar em Mendoza: dicas de hotéis no centro e nas vinícolas | Em Algum Lugar do Mundo

ONDE FICAR EM MENDOZA: DICAS DE HOTÉIS NO CENTRO E NAS VINÍCOLAS

Confira uma seleção de hotéis em Mendoza e escolha onde se hospedar durante sua viagem

  • Adriana
  • -
  • 16 de abril de 2019
  • Nenhum Comentário

Quer viajar mais por menos?

Inscreva-se agora e receba no seu e-mail nosso e-book: são 40 dicas já para a sua próxima viagem!

Se a ideia de passar dias saboreando os mais diversos tipos de vinho em meio à natureza chama sua atenção, talvez seja a hora de considerar Mendoza o seu próximo destino. A cidade argentina não desaponta: afinal, não tem como se arrepender da experiência de conhecer de perto algumas das vinícolas mais importantes do mundo. E a escolha de onde ficar em Mendoza será essencial para sua viagem ser de fato inesquecível.

onde ficar em mendoza_casa de uco
Casa de Uco. Hospedar-se em uma vinícola é uma experiência diferente em Mendoza. Foto: divulgação

Onde ficar em Mendoza: informações importantes

Basicamente, há duas opções de hospedagem em Mendoza. A primeira são os hotéis e albergues na parte central da cidade, que já é o segundo maior polo turístico da Argentina depois de Buenos Aires.

A segunda opção são as acomodações das próprias vinícolas, que oferecem uma experiência ainda mais imersiva e especial de Mendoza.

Uma boa notícia é que o preço dos hotéis em Mendoza – com exceção das acomodações dentro das vinícolas – costuma ser bem convidativo: dá até para se hospedar em hotéis cinco estrelas pagando bem menos do que em outras capitais sul-americanas.

Independente da sua escolha, vale ressaltar que não dá para contar com transporte público na cidade.

As opções são basicamente se locomover de carro alugado, contratar um remis (taxis com preço fixo) ou fazer seus passeios com alguma agência. Leve isso em conta ao escolher sua acomodação, seja ela nas vinícolas (ou bodegas, como são por lá) ou no centro.

Confira | O que fazer em Mendoza na Argentina

Onde ficar em Mendoza: hospedagem no Centro

Ao se hospedar no centro de Mendoza, você estará a poucos passos de diversas opções de comércio e agências de turismo. A área está sempre movimentada, e o que não falta nas redondezas são bons restaurantes para experimentar.

É a área ideal se você não quiser ficar dependendo muito de carro para se locomover – o que, convenhamos, quase ninguém quer quando o foco da viagem é degustar vinhos.

Na busca por um hotel em Mendoza, o ideal é sempre escolher a opção mais próxima possível da Plaza Independencia, o coração da cidade.

Para quem procura uma opção bem barata e não faz questão de ficar grudado no centro (mas ainda assim quer ficar a uma distância razoável), vale a pena dar uma olhada no Tanino Guest House. A 2km da Plaza Independencia, o hotel oferece quartos privados a partir de R$90. A guest house tem uma atmosfera única, cercada de plantas, luz natural e até uma piscina para hóspedes.

onde ficar em mendoza_tanino
Tanino Guest House. Foto: divulgação

Já o Hostel Lagares, apesar de ser um hostel, oferece tanto quartos coletivos, saindo a partir de R$60 por pessoa, quanto quartos duplos, a partir de R$230. As diárias incluem café da manhã e os hóspedes podem usar a cozinha para preparar outras refeições, o que ajuda a economizar na viagem. A Plaza da Independencia fica a apenas 1km do hostel.

onde ficar em mendoza_lagares
Hostel Lagares. Foto: divulgação

Ainda mais em conta, o Alamo Hostel & Suites é um dos mais procurados em Mendoza. Isso porque além da localização incrível – a menos de cinco minutos da Plaza Independencia – oferece quartos duplos a partir de R$120. Além dos bons preços, o hotel tem um simpático jardim e uma piscina, que apesar de pequena, faz uma boa diferença nos dias mais quentes.

onde ficar em mendoza_alamo
Alamo Hostel & Suites. Foto: divulgação

Seguindo o estilo flat – sem nenhum tipo de serviço de quarto ou café-da-manhã – o Apartamentos Mendoza é uma ótima opção para quem não abre mão de um quarto bem confortável, mas não faz questão de ficar em um hotel tradicional. Apesar de pequenos, os flats são equipados com tudo que você pode precisar e uma cozinha para preparar refeições básicas. A diária fica em R$300 para quartos com cama de casal.

onde ficar em mendoza_apartamentos mendoza
Apartamentos Mendoza. Foto: divulgação

Onde ficar em Mendoza: hospedagem nas vinícolas

A vantagem aqui é bem clara: nada melhor do que ir dormir e já acordar preparado para mais um dia de visita às vinícolas. Além de salvar bastante tempo, essa opção costuma ser ideal para quem está em Mendoza de carro, já que permite que você vá e volte e do centro a hora que precisar.

Isso sem falar do conforto e da experiência de estar bem no meio das incríveis vinícolas argentinas. Não é à toa que essa opção acaba sendo a escolhida por muitos casais.

Ainda assim, nem tudo é perfeito: a experiência não é exatamente barata, e você vai gastar cerca de R$400 por noite ou bem mais dependendo do hotel. Outra desvantagem é quanto ao deslocamento. Se você não estiver de carro, pode não valer a pena, já que você vai acabar dependendo de remis/ taxi o tempo inteiro.

Acomodação em vinícolas: em qual região se hospedar?

Na hora de escolher sua acomodação, vale saber que existem três regiões vinícolas em Mendoza:

  • Luján de Cuyo, a 40 minutos do centro, conhecida como a casa do Malbec;
  • Maipú, a menor de todas, famosa também pela produção de azeite de oliva;
  • Valle de Uco, a mais distante, porém uma das regiões mais respeitadas internacionalmente.

Luján de Cuyo

Em Luján de Cuyo, o Villa Mansa oferece quartos charmosos e uma atmosfera de paz completa. O melhor de tudo é que por ter poucos quartos, quase todos contam com sua própria varanda com vista para a cordilheira dos Andes. De bônus, o hotel fica a apenas 12km do centro, então você estará a poucos minutos de tudo que a área oferece.

onde ficar em mendoza_villa mansa
Villa Mansa. Foto: divulgação

Maipú

Se você decidir se hospedar na região de Maipú, o Posada Cavieres Wine Farm é uma boa escolha em termos de custo-benefício para quem não faz questão de muito luxo. Com seu próprio olival e vinhedo, o hotel oferece diversas oportunidades para os hóspedes provarem os sabores de Mendoza. Não tem como ser mais prático do que isso.

onde ficar em mendoza_cavieres
Posada Cavieres Wine Farm. Foto: divulgação

Valle do Uco

Já no Valle do Uco, não deixe de conferir o resort Casa de Uco Wine. Com uma arquitetura moderna – com destaque para a piscina, que parece até parte da paisagem – e uma vista incrível para as vinícolas, o resort é o lugar perfeito para relaxar.

Como se não fosse o bastante, o café da manhã é um dos mais completo da região e o hotel tem seu próprio bar de vinhos, o que sempre é uma boa pedida.

onde ficar em mendoza_casa de uco
Casa de Uco Wine. Foto: divulgação

Curtiu nossas dicas de onde ficar em Mendoza? Tem alguma sugestão? Manda pra gente!

Destaque: Villa Mansa. Foto: divulgação

Esse post pode conter link de afiliados. Isso significa que, ao fazer uma reserva a partir desses links, você ajuda a manter nosso blog e não paga nada a mais por isso. Nós agradecemos seu apoio!

Nós nos esforçamos para manter o blog atualizado, mas alguns detalhes podem sofrer alterações a qualquer momento. Sempre confirme datas, preços e informações.


Quer saber como viajar mais por menos?

Receba agora so seu e-mail nosso guia gratuito: são 40 dicas imperdíveis para colocar em prática já na sua próxima viagem!

Argentina: explore

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-nos no Instagram

E tem forma melhor de terminar o dia?Um por do sol mais lindo que o outro na Costa Rica ❤️☀️ Se por aqui tem vida noturna, a gente desconhece. Estamos despencando da cama cedo todos os dias pra aproveitar cada raio de sol, cada grão de areia, cada gota de chuva (sim, continua chovendo todo dia! Mas passa rápido) e cada segundo pura vida que estamos tendo nesse país incrível!
E eu (Dri) que não curto acordar muito cedo, tenho levantado com sorrisão na cara todo dia. Delícia de lugar!!

Costa Rica é daqueles destinos que faz você se sentir uma grãozinho no universo – e essa sensação é gigante de boa!!!
⠀
As raízes dessas árvores parecem medir uns 2 metros, e parece que elas formam um labirinto no solo. É difícil descrever, mas é muito fácil se conectar com a natureza nesse lugar. Que paz! 🍃 🙏

Ahh Costa Rica! Essa é uma formação natural que parece a cauda de uma baleia –  e o local de chama Parque Nacional Marino Ballena.
Tudo bem, já sabemos que o nome do parque veio desse formato. Mas quem explica a “coincidência” desse local ser o melhor ponto do país para  para o avistamento de baleias? 🤔#emalgumlugardomundo #costarica #visitcostarica #baleiajubarte

Pura Vida!Mal desembarcamos na Costa Rica e já começamos a ouvir a expressão por todos os cantos. Embora não tenha uma tradução exata, essa é uma forma de cumprimentar, de dizer olá, tchau – ou qualquer coisa que tenha uma intenção positiva – dá pra usar de diversas formas!A nossa conclusão é que “Pura Vida” é essa coisa boa que você sente ao chegar por aqui e que te faz ficar sorrindo o tempo todo. É como encostar o carro em uma praia deserta, assistir o por do sol e dormir por ali mesmo, ao som dos macacos, com o barulho das ondas. Bem do jeitinho que a gente fez nesse dia!#emalgumlugardomundo #costarica #puravida #visitcostarica #destinosimperdiveis

O Parque Nacional Corcovado é um dos lugares menos explorados da Costa Rica – e até agora um de nossos destinos preferidos no país!A natureza aqui ainda é selvagem e é possível avistar araras, tucanos, macacos, bichos preguiça, quatis, antas… a lista é extensa!
E como se não bastasse a diversidade animal, tem essa praia de areia escura bem intocada. A constante névoa na praia dá um ar de paraíso perdido nesse lugar.Essa viagem pra Costa Rica tá tendo um cenário mais lindo que o outro! Estamos amando!!! #emalgumlugardomundo #costarica #corcovadonationalpark #visitcostarica

X

JÁ BAIXOU NOSSO E-BOOK GRATUITO?

Inscreva-se agora e receba no seu e-mail nosso e-book: são 40 dicas de como viajar mais e melhor por menos!