Circuito da Janela do Céu em Ibitipoca: tudo sobre a trilha | Em Algum Lugar do Mundo

CIRCUITO DA JANELA DO CÉU EM IBITIPOCA MG: TUDO SOBRE A TRILHA

  • Caio
  • -
  • 12 de setembro de 2019
  • Nenhum Comentário

Quer viajar mais por menos?

Inscreva-se agora e receba no seu e-mail nosso e-book: são 40 dicas já para a sua próxima viagem!

Um dos principais atrativos para quem visita Ibitipoca em MG é o Circuito da Janela do Céu, que fica no Parque Estadual do Ibitipoca. Esse é o mais conhecido e procurado circuito de trilhas possíveis por lá, seguido dos outros dois: Circuito das Águas e o Circuito do Pico do Pião. Nós fomos até lá conferir por que andam falando tanto da Janela do Céu em Ibitipoca – e mostramos tudo aqui!

Se você quer programar sua viagem, não deixe de conferir o post completo que escrevemos com tudo o que fazer em Ibitipoca. Agora vamos contar tudo sobre como é a trilha no Circuito da Janela do Céu em Ibitipoca. Tome fôlego, respire fundo e venha com a gente!

Janela do Céu Ibitipoca MG - Início da Trilha
Janela do Céu em Ibitipoca

Circuito Janela do Céu em Ibitipoca MG

Assim que decidimos conhecer as maravilhas naturais do Parque do Ibtipoca, o Circuito Janela do Céu entrou diretamente no topo da nossa lista. Mas para encarar o passeio, é preciso estar bem informado.

Janela do Céu Ibitipoca MG - Mapa do Parque
Mapa do Parque Nacional de Ibitipoca

A primeira coisa que você precisa saber sobre o Circuito da Janela do Céu em Ibitipoca é que a trilha de ida e volta tem aproximadamente 16km. Sim, é muito longo! E cansativo, principalmente pros sedentários. Leve em consideração que os primeiros 4km são apenas de subida, então esteja preparado.

Mas nada de desanimar. Vamos aos detalhes:

Parque Estadual de Ibitipoca: informações úteis

  • O horário de funcionamento do Parque Estadual do Ibitipoca é de 7h às 18h;
  • O limite máximo de visitantes atualmente é de 600 pessoas por dia;
    Tanto a entrada para o parque como o estacionamento são pagos (confira);
  • Você assinará um termo de responsabilidade já que a área é de risco para febre amarela. Para evitar grandes problemas, esteja vacinado.

O que levar para o Circuito Janela do Céu

  • Garrafa de 1,5l de água por pessoa
  • Snacks diversos (barras de cereal, biscoitos, lanchinhos)
  • Protetor solar (nos dias de sol)
  • Lanterna (algumas grutas só são acessíveis com lanterna)
  • Bom tênis de caminhada
  • Roupas Leves
  • BÔNUS: Casaco corta-vento (especialmente no inverno, faz frio)

Como é o Circuito Janela do Céu em Ibitipoca

Chegando no Parque Estadual de Ibitipoca

Após a portaria do Parque você vai passar pelo centro de informações a visitantes. Ali você pode parar seu carro durante no máximo 20min. Um funcionário irá perguntar qual é o seu planejamento e irá apresentar todos os pontos de interesse durante o seu trajeto em uma maquete do parque. Ele também irá entregar um mapa do Parque Estadual com as principais atrações dos circuitos.

Depois disso, caso esteja de carro, pare no estacionamento que fica a uns 800m do centro de informações, bem ao lado da área de camping.Quer mais dicas de viagem? Curta nossa página no Facebook!

Iniciando o Trajeto da Janela do Céu

O acesso ao Circuito da Janela do Céu fica antes do estacionamento e do Centro de Informações. Ou seja, você deverá “andar para trás”caso tenha estacionado o carro dentro do Parque. Passe pelo Centro de Informações e ande por mais uns 400m. Você verá uma placa de indicando o início da trilha para a Janela do Céu.

Neste ponto inicial, a placa indicará 6.550m de distância até a Janela do Céu.

Janela do Céu Ibitipoca MG - Ponto inicial
Marco ZERO, 6.550m até a Janela do Céu

Circuito Janela do Céu: etapas do trajeto

Como eu já disse, os 4km iniciais da trilha são de subida, então prepare-se! Se você não pratica atividade física com frequência, será puxado. Mas não desanime, pois vale muito a pena. A Janela do Céu não virou um lugar famoso à toa: sua beleza faz jus à fama, acredite!

1. Subida até o Cruzeiro

No início, a trilha passará por algumas árvores pequenas. Só que quanto mais subir, mais a vegetação vai ficando rasteira. Isso significa que não haverá muita proteção e você deve estar preparado para o sol – ou para o frio, como foi nosso caso!

O primeiro ponto que você vai encontrar é a Gruta do Cruzeiro e o Cruzeiro. O Cruzeiro é uma cruz que virou símbolo do trajeto, de onde é possível se ter uma bonita vista do parque. Se você der mais sorte que a gente será um ponto muito legal para tirar umas fotos.

Circuito Janela do Céu em Ibitipoca - Cruzeiro
Foto: Alexandre Magno Teles Zimerer / CC BY-SA 3.0

Alerta de perrengue | No dia que fomos a névoa era tanta e tão espessa que sequer conseguimos achar a cruz. Ou seja, dê uma olhada na previsão do dia, veja como estará o tempo. Nós pensamos em desistir algumas vezes já no meio da trilha, mas persistimos e seguimos em frente! Fazia muito frio e ventava muito, mas nós conseguimos curtir mesmo assim!

Circuito Janela do Céu em Ibitipoca - Névoa
A névoa

2. Pico da Lombada: o ponto mais alto

Do Cruzeiro até o próximo ponto são 1.590m. O segundo ponto é o Pico da Lombada, o ponto mais alto do Circuito da Janela do Céu: são 1.784m acima do nível do mar. O Pico da Lombada também oferece um visual inigualável (não considerando a névoa que pegamos, obviamente). Aqui é lugar de parar pras fotos e recuperar um pouco do fôlego.

Janela do Céu Ibitipoca MG - Lombada
Pico da Lombada, o ponto masi alto do parque

3. Gruta dos Três Arcos e Gruta dos Moreiras

Do Pico da Lombada até a Janela do Céu são apenas 2.855m. Seguindo em frente, o trajeto começa a ser de descida. Após alguns metros, você chegará em uma bifurcação que dará acesso à Gruta dos Três Arcos e à Gruta dos Moreiras.

Circuito Janela do Céu em Ibitipoca - Gruta dos Três Acos
Uma das entradas da Gruta dos Três Arcos

Nós optamos por fazer a Gruta dos Três Arcos. Você passará por uma primeira gruta com pouca luz natural, onde verá a saída do outro lado. Passando pela primeira gruta, 80m depois chegará a uma gruta com três entradas – por isso chamada de Três Arcos.

4. Janela do Céu

Voltamos até a bifurcação e seguimos finalmente para a Janela do Céu. O trecho ainda é de descida e, após alguns minutos, você encontra a tão esperada placa: Janela do Céu – 393m.

Pouco antes do rio que origina a tão famosa queda d’água, você descerá uma escada de madeira. Não há muito espaço para ficar por ali, caso você não queira entrar na água. Se você for no verão a água realmente é convidativa, mas no inverno a coisa é um pouco mais complicada!

Janela do Céu Ibitipoca MG - janela do Céu
A tão esperada Janela do Céu

Alerta de perrengue | a temperatura da água devia bater algo próximo dos 12 graus. Considerando o vento gelado que batia, isso é um frio beeem considerável! Durante os fins de semana, feriados e férias já escutamos relatos de espera de 2h – 3h para tirar a tal foto. Por isso, se possível, visite o parque durante a semana pois ele estará mais vazio. No dia que fomos, apenas 5 corajosos pessoas fizeram esse percurso.

5. Cachoeirinha

Após a Janela do Céu, que é o ponto mais bonito e conhecido do parque, ainda tem mais atração imperdível: a Cachoeirinha. Ela fica em um trecho menos visitado da trilha, já que algumas pessoas acabam não passando por lá. Se você sair da Janela do Céu e retornar ao estacionamento pelo mesmo caminho que chegou, vai perder a Cachoeirinha. Sugerimos não fazer isso!

Janela do Céu Ibitipoca MG - cachoeirinha
Amor pela Cachoeirinha

A Cachoeirinha fica a 410m da bifurcação para a Janela do Céu. E é linda desse jeito. Ou seja, não dá para fazer o Circuito da Janela do Céu e pular a Cachoeirinha!

6. Gruta do Monjolinho e Lago dos Espelhos (reta final)

Saindo da Cachoeirinha, o guia havia nos informado que a maior parte do trecho seria de descida, exceto uns 300m de subida íngreme logo após a Cachoeirinha. Não se engane: ainda terão mais algumas subidas durante os quase 6km de volta, mas nada comparado ao trajeto de ida. Só o cansaço que pesa um pouco.

Aproveite que a vista é espetacular. E ainda tem três nascentes no trajeto, onde é possível pegar água para consumo.

Ainda tem mais um ponto para parar na volta: a Gruta do Monjolinho. Foi com muito pesar que, devido ao cansaço, pulamos e seguimos direto para o carro.

E quase no final, ainda é possível passar pelo Lago dos Espelhos. Nós já havíamos visitado esse ponto no dia anterior, quando fizemos o Circuito das Águas. Caso não faça esse circuito, dê uma parada pra conhecer o Lago dos Espelhos, que é bem lindo também.

Janela do Céu Ibitipoca MG - Lago do Espelho
Lindo, muito gelado e só pra gente

Circuito Janela do Céu: tempo total de Caminhada

Segundo o guia do parque, o trajeto inteiro, ida e volta, leva normalmente entre 6 e 8h, num ritmo lento com paradas para fotos. Nós levamos 7 horas e, mesmo assim, pulamos alguns pontos.

O tempo não nos ajudou, o que nos desanimou em alguns momentos e isso provavelmente nos atrasou um pouco também. Acredito que com tempo bom e fazendo todas as paradas, a trilha deve levar facilmente as 8h previstas.

Onde se hospedar em Ibitipoca

Quem deseja conhecer a Janela do Céu e as outras atrações de Ibitipoca, terá basicamente duas opções de lugar para se hospedar: mais para o centro da vila de Conceição de Ibitipoca ou mais próximo à entrada do Parque Estadual.

Algumas das opções recomendadas são: o Sítio das Hortênsias(onde nós ficamos, curtimos muito!), a Pousada Meu Recanto e o Quinta do Barão.

Leve em consideração que Ibitipoca é relativamente pequeno e o local da sua acomodação não fará tanta diferença, principalmente se estiver de carro.

Circuito Janela do Céu Ibitipoca: vale a pena?

Sim! Vale muito a pena fazer o circuito! Se você tá num ritmo sedentário que nem a gente estava, esteja preparado para suar! Mas valeu cada quilômetro percorrido e cada dor na perna que sentimos depois. Foram 16km bem longos e bem lindos. O Parque Estadual é lindo e o Circuito da Janela do Céu em Ibitipoca é mesmo imperdível.

E para planejar sua viagem, não deixe de conferir nosso post com todas as dicas e atrações de Ibitipoca.

Foto de Destaque: Daniel Baldin Machado / CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

Esse post pode conter link de afiliados. Isso significa que, ao fazer uma reserva a partir desses links, você ajuda a manter nosso blog e não paga nada a mais por isso. Nós agradecemos seu apoio!

Nós nos esforçamos para manter o blog atualizado, mas alguns detalhes podem sofrer alterações a qualquer momento. Sempre confirme datas, preços e informações.


Quer saber como viajar mais por menos?

Receba agora so seu e-mail nosso guia gratuito: são 40 dicas imperdíveis para colocar em prática já na sua próxima viagem!

Brasil: explore

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-nos no Instagram

Porque um dia de semana qualquer em Arraial do Cabo com o pessoal da @lagostrilhas sempre rende foto boa!#emalgumlugardomundo #arraialdocabo #destinosimperdiveis #topdestinos #turismobrasil

Essa foto tá pra sair do forno tem tempo, mas a correria do dia a dia tem nós mantido meio distantes daqui.
Daí hoje fizemos uma pausa pra refletir sobre a rotina que “rouba” nosso tempo.
É muito bom estarmos tão envolvidos com o blog e com os projetos que tocamos. E sim, viver do nosso blog de viagem dá muito mais trabalho do que muitos imaginam! Mas é muito bom e só temos a agradecer.Afinal, graças a ele conhecemos tantos lugares maravilhosos. Alguns do outro lado do mundo, outros pertinho do nosso – até então – lar oficial.Um dos últimos destinos que conhecemos foi a Cachoeira do Saco Bravo, em Paraty. Pra chegar nela, encaramos uma trilha de 9km saindo de Ponta Negra, uma vila Caiçara próxima a Trindade e Praia do Sono. Bem cansativa, mas não poderia ter melhor recompensa do que esse visual: uma piscina natural, formada por uma cachoeira na beira do mar!
Por mais viagens assim. E por mais momentos de reflexão e felicidade por nossas escolhas de destinos e de vida!
.
.
.
.
.
#emalgumlugardomundo #paraty #costaverde #destinosimperdiveis #destinosbrasileiros #mtur #qualviagem #embarquenaviagem #errejota #turismobrasil #proximaviagem #achadosdasemana #gostariadeiroficial

😃 Uma praia dessas é mais felicidade que um parque de diversões sem fila!!! É não é que é essa a sensação mesmo? Parando aqui pra pensar e agradecer pelo quanto a gente é sortudo na vida por ter momentos maravilhosos em lugares paradisíacos assim – e vazios na baixa temporada 🙏❤️ A belezura de Trindade nos diazinhos de sossego que passamos na @pousada_cabeca_do_indio e fomos diversas vezes à Praia do Cachadaço. 🏝
Conta pra gente: qual seu destino preferido pra curtir um momento relax?#emalgumlugardomundo #trindade #paraty #mtur #destinosbrasileiros #missaovt #revistaqualviagem #embarquenaviagem #praiasbrasileiras #achadosdasemana #errejota #proximaviagem #viajarfazbem

Ainda sobre Trindade: essa é a piscina natural do Cachadaço (ou Caixa D’Aço). Pude muitas vezes contemplar esse lugar lá de baixo, mas a vista de cima dela é incrível!
O legal daqui é que, mesmo com o mar  bem agitado, as pedras dão a proteção ideal para um mergulho bem tranquilo!#emalgumlugardomundo #paraty #trindade #destinosbrasileiros #mtur #qualviagem #destinosimperdiveis

Tem horas que tudo que a gente quer é brincar. Como é bom voltar a ser criança, mesmo que seja por alguns poucos minutos!#emalgumlugardomundo #paraty #trindade #embarquenaviagem #destinosbrasileiros #mtur #viagemeturismo

X

JÁ BAIXOU NOSSO E-BOOK GRATUITO?

Inscreva-se agora e receba no seu e-mail nosso e-book: são 40 dicas de como viajar mais e melhor por menos!