Dicas de Cafayate, norte da Argentina | Em Algum Lugar do Mundo

CAFAYATE: ENTRE VINHOS E QUEBRADAS NO NORTE DA ARGENTINA

O destino é o segundo maior produtor de vinho do país e tem paisagens lindas para serem exploradas. Confira!

  • Adriana
  • -
  • 21 de março de 2019
  • Nenhum Comentário

Quer viajar mais por menos?

Inscreva-se agora e receba no seu e-mail nosso e-book: são 40 dicas já para a sua próxima viagem!

A pequena Cafayate, parte da província de Salta na Argentina, parece ser apenas mais uma simpática cidade no meio do deserto argentino. Mas a verdade é que há muito o que fazer em Cafayate, principalmente para os amantes de vinho: são inúmeras vinícolas que podem ser visitadas para a degustação de um bom Torrontés, o vinho típico da região. Além disso, Cafayate tem algumas das paisagens mais incríveis e exóticas da América do Sul, como as famosas Quebrada de las Flechas e Quebradas de las Conchas.

O que fazer em Cafayate
Pelas charmosas ruas de Cafayate

Nós passamos um bom tempo viajando pelo norte da Argentina. E entre uma taça de vinho e outra, descobrimos cenários maravilhosos e ainda pouco explorados pelos viajantes brasileiros. Se você pretende explorar essa região, Cafayate deve ser parada obrigatória em seu roteiro. Vem com a gente conferir as dicas e atrações de Cafayate:

Não se esqueça do seguro viagem antes de embarcar para Mendoza. Sugerimos fazer uma busca pela Segurospromo, um site que compara preços e dá uma enorme variedade de opções de seguro. Aproveite para usar nosso código EMALGUMLUGAR5 e ganhar 5% de desconto!

Onde ficar em Cafayate

Apesar de pequena, Cafayate tem uma boa variedade de hotéis, tanto em localização e estilo, quanto em valores. Para quem não pensa em alugar carro, se hospedar no centro é essencial, já que é onde ficam concentrados os restaurantes, lojas e agências de turismo.

Para quem não faz questão de ficar tão perto do centro, há hotéis mais afastados que oferecem mais conforto e privacidade, alguns deles com suas próprias vinícolas ou spas. Dependendo da ocasião, vale a pena pagar um pouco mais pela experiência.

Na linha simples, mas confortável, o Hostal Tierra de Vinos fica a apenas alguns metros da principal praça de Cafayate e tem quartos duplos a partir de R$70. As diárias incluem café-da-manhã, servido na charmosa varanda aberta. Em termos de custo-benefício, é um belo achado. Há também diversas opções de quartos compartilhados saindo a partir de R$ 30.

Também localizado pertinho da praça 20 de Febrero, o Hotel Los Toneles tem desde quartos duplos (a partir de R$150) até quartos quádruplos, ótimo para quem viaja em grupo ou família. O hotel também oferece bicicletas para aluguel e estacionamento para hóspedes.

O que fazer em Cafayate - Los Toneles
Foto Divulgação

Já o La Casa de La Bodega segue o estilo hotel boutique, uma tendência na região. Situado em um charmoso chalé colonial, o hotel oferece sessões de degustação de vinhos para os hóspedes e uma incrível área externa, além de um restaurante próprio. Um pouco fora do centro, é uma boa opção para quem está com carro alugado e prefere uma experiência mais sofisticada. O quarto para casal, com varanda, sai por R$280.

O que fazer em Cafayate - Hotel Bodega
Foto Divulgação

Como chegar e circular em Cafayate

Como chegar em Cafayate

Chegar em Cafayate é menos complicado do que parece. Apesar de não ter aeroporto próprio, o aeroporto de Salta fica bem próximo. Para quem está saindo do Brasil, a Aerolíneas Argentinas e a Copa Airlines fazem voos diretos entre São Paulo e Salta. De outras cidades, é preciso fazer conexão, normalmente em Buenos Aires.

Cerca de 200km separam o aeroporto de Salta de Cafayate. De carro, o trajeto leva cerca de 3h. Outras opções incluem transfers – boa opção para quem está em grupo ou com muitas malas – ou ônibus, pela empresa Flechabus. Os valores variam, mas costumam ficar em A$400 para transfers (cada trecho) e A$600 para as passagens ônibus (Ida e volta).

Para quem vai sair de Salta de carro, o trajeto é feito pela Ruta 68. A estrada é bem cuidada e sinalizada. Dá para ir sem medo, mas vale sempre lembrar de sair com o tanque cheio – postos de gasolina são raros pelo. Mais do que uma estrada, a Ruta 68 é uma atração por si só, já que abriga a Quebrada de Las Conchas.

Outra opção é usar Salta como base e fazer apenas um day tour por Cafayate, que passa pelos principais pontos de interesse da cidade e retorna para Salta ao noitecer. O ideal é passar pelo menos três dias em Cafayate, mas para quem está sem tempo sobrando pode ser uma boa opção.

Como circular por Cafayate

A melhor opção para circular por Cafayate por conta própria é alugando um carro, assim você pode dirigir tranquilamente para as vinícolas e paisagens ao longo da estrada, parando quando quiser. Recomendamos pesquisar aluguel pela Rentcars, onde sempre achamos o melhor preço. Já dá para sair do aeroporto com o carro alugado.

Para quem não quer ou não pode dirigir – afinal, o principal atrativo de Cafayate são suas vinícolas – não há problema. O recomendado, nesse caso, é se hospedar no centro de Cafayate, onde você vai poder circular a pé pelos restaurantes, lojas e agências de turismo, sem depender de ninguém.

O que fazer em Cafayate - Ruas
Um dos melhores programas de Cafayate é caminhar pelas ruas entre bodegas e restaurantes

Para quem prefere adicionar uma dose de aventura à viagem, é possível circular por Cafayate de bicicleta também e tornar o passeio ainda mais especial, já que muitas das vinícolas ficam a apenas alguns quilômetros de distância do centro. Há várias opções de aluguel pela cidade, mas muitas vezes os próprios hotéis costumam disponibilizar bicicletas para os hóspedes.

O que fazer em Cafayate: dicas e principais atrações de Cafayate

Vinícolas em Cafayate

Segundo maior centro de produção de vinhos na Argentina, perdendo apenas para Mendoza, Cafayate tem cerca de 30 vinícolas à sua disposição.

O que fazer em Cafayate - Vinículas
Parreiras da fazenda da Bodega El Porvenir

A mais importante uva da região é a Torrontés, que dá origem à vinhos brancos frutados e cresce com facilidade no clima seco e de altas altitudes de Cafayate – a cidade, inclusive, tem a rota de vinho mais alta do mundo todo. Os velhos conhecidos Malbec, Cabernet e Tannat também marcam presença, mas o Torrontés de fato é a estrela da festa.

O que fazer em CafayateO que fazer em Cafayate - Vinhos
Vinhos de Altitude em Cafayate

A boa notícia é que grande parte das vinícolas ficam bem próximas do centro, a poucos quilômetros de distância. Algumas delas são tão próximas (2 a 5km) que muitos preferem até fazer o trajeto de bike.

Vinícolas próximas do centro | Piatelli, a Bodega El Esteco, Vasija Secreta (a mais antiga da região – dá para fazer degustação grátis de alguns dos rótulos no bar), Cafayate Goats (que também oferece degustação de queijos), Finca Quara e Finca Las Nubes (ótima para ir ao final do dia e aproveitar o pôr-do-sol). Dá para visitar todas elas de bike.

Vinícolas fora do centro | Dos Hermanos, Bodega Nanni (super tradicional, há mais de um século na mesma família), Bodega El Transito e Bodega El Povernir (reserva obrigatória).

Nossa escolha:

Dentre tantas opções, acertamos em cheio ao conhecer a Bodega El Povernir, uma bodega familiar incrível. Fomos muito bem recebidos e apresentados às instalações da bodega, com direito a uma boa aula sobre o processo de fabricação de vinhos. Nós fomos em um tour degustação e provamos 5 vinhos deliciosos, entre eles um Torrontés inesquecível! Há também opção de almoço na bodega, vale conferir.

O que fazer em Cafayate - Porvenir
Bodega El Porvenir tem vinhos maravilhosos

Dica: sempre cheque o horário de funcionamento das vinícolas antes de planejar seu dia – muitas fecham aos finais de semana ou feriados – e tente fazer uma reserva com pelo menos um dia de antecedência.

Quebrada Las Conchas

Grande parte do turismo em Cafayate se dá por conta de suas quebradas, termo que significa basicamente uma depressão formada pela erosão causada pela água.Sim, há milhões de anos atrás a região desértica possuía uma rica vida marinha, daí o nome. No caso de Cafayate, as quebradas são cercadas por cadeias de montanhas e vales, por isso o cenário fica ainda mais incrível.

A Quebrada das Conchas, conhecida também como Quebrada de Cafayate, pode ser alcançada pela Ruta 68, entre Las Dunas e Alemania. O grande atrativo desse cânion são suas formações em diversos tons de vermelho e ocre, que formam um belo contraste com o rio de Las Conchas.

Seguindo pela Ruta 68, há outros dois pontos que merecem uma parada: o primeiro é a La Garganta del Diablo, formação que lembra uma garganta humana. O segundo ponto é o Anfiteatro, uma abertura estreita entre dois penhascos que oferece uma boa acústica – volta e meia tem um músico com seu instrumento por aqui.

O que fazer em Cafayate - Anfiteatro
Quando chegamos no Anfiteatro encontramos um brasileiro que estava tocando violão para os visitantes

Quando estiver na quebrada, você vai perceber que uma das peculiaridades da região são suas rochas com formatos curiosos e engraçados, que lembram animais e outros objetos. Por isso, vale parar nos pontos conhecidos como o Sapo, o Obelisco, La Yesera e o Frade.

O que fazer em Cafayate - La Yesera
La Yesera é mais uma das formações rochosas coloridas do norte da Argentina. Foto: Pablo BDCC BY-SA 2.0

Finalmente, o dia termina com uma parada no alto do Cerro Tres Cruces, um dos melhores locais para observar toda a imensidão do deserto argentino.

Quebrada Las Flechas

Parte da Ruta 40, a Quebrada de Las Flechas fica localizada entre as cidades de Cafayate e Cachi. O nome fica por conta das formações rochosas em formato de flecha, que apontam na direção do céu.

O que fazer em Cafayate - Flechas
Mirante da Quebrada de Las Flechas – Foto: Fercosquin [CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

O principal mirante da quebrada é o Paso del Ventisquero, da onde você tem uma vista 360° incrível das rochas ao seu redor. O ideal é visitar a quebrada no fim da tarde, quando o sol já não está tão forte e você pode observar o contraste das cores das rochas com mais facilidade – é quando as fotos ficam mais bonitas também.

Centro de Cafayate

Apesar de pequeno, o centro de Cafayate tem seu charme, a começar pela arquitetura colonial e os prédios antigos que ainda resistem de pé. O coração da cidade é a Plaza 20 de Febrero, onde fica a Catedral Nuestra Señora del Rosario.

O que fazer em Cafayate - Centro
Plaza 20 de Febrero e a Igreja Nuestra Señora del Rosario

Além de diversas lojas e restaurantes, no entorno da praça você encontra o Mercado Central, destino ideal para conhecer o artesanato local e garimpar presentes para levar para casa. São diversas opções de objetos feitos a mão, além de vinhos caseiros. É também um ótimo lugar para comprar folhas de coca, ideal para combater o mal de altitude (o famoso soroche)

É claro que o passeio em Cafayate não estaria completo sem uma parada no Museo de la Vid y Vino, atração obrigatória para quem quer conhecer mais sobre a bebida. Só a loja do museu já vale a visita – por lá você pode comprar vinhos de praticamente todas as bodegas da região, ótimo opção para quem quer comprar umas garrafas de última hora. O museu abre de terça a domingo e a entrada é paga.

O que fazer em Cafayate
O interativo Museu do Vinho em Cafayate

Não se esqueça do seguro viagem!

Agora que você já conferiu tudo o que fazer em Cafayate, lembre-se que um seguro viagem é indispensável para uma viagem tranquila e sem maiores estresses. Já precisamos de atendimento médico durante nossa viagem pela América do Sul e felizmente tínhamos o seguro para cobrir as despesas.

Por isso, recomendamos fazer uma pesquisa pela Segurospromo, que funciona como um bom comparador de preços, e escolher o seguro que melhor se adequa ao seu estilo de viagem. E usando o nosso código EMALGUMLUGAR5 você ainda ganha 5% de desconto.

Curtiu nossas dicas sobre o que fazer em Cafayate? Tem mais algum lugar que recomenda conhecer nessa região norte da Argentina? Conta pra gente!

Esse post pode conter link de afiliados. Isso significa que, ao fazer uma reserva a partir desses links, você ajuda a manter nosso blog e não paga nada a mais por isso. Nós agradecemos seu apoio!

Nós nos esforçamos para manter o blog atualizado, mas alguns detalhes podem sofrer alterações a qualquer momento. Sempre confirme datas, preços e informações.


Quer saber como viajar mais por menos?

Receba agora so seu e-mail nosso guia gratuito: são 40 dicas imperdíveis para colocar em prática já na sua próxima viagem!

Argentina: explore

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-nos no Instagram

Porque um dia de semana qualquer em Arraial do Cabo com o pessoal da @lagostrilhas sempre rende foto boa!#emalgumlugardomundo #arraialdocabo #destinosimperdiveis #topdestinos #turismobrasil

Essa foto tá pra sair do forno tem tempo, mas a correria do dia a dia tem nós mantido meio distantes daqui.
Daí hoje fizemos uma pausa pra refletir sobre a rotina que “rouba” nosso tempo.
É muito bom estarmos tão envolvidos com o blog e com os projetos que tocamos. E sim, viver do nosso blog de viagem dá muito mais trabalho do que muitos imaginam! Mas é muito bom e só temos a agradecer.Afinal, graças a ele conhecemos tantos lugares maravilhosos. Alguns do outro lado do mundo, outros pertinho do nosso – até então – lar oficial.Um dos últimos destinos que conhecemos foi a Cachoeira do Saco Bravo, em Paraty. Pra chegar nela, encaramos uma trilha de 9km saindo de Ponta Negra, uma vila Caiçara próxima a Trindade e Praia do Sono. Bem cansativa, mas não poderia ter melhor recompensa do que esse visual: uma piscina natural, formada por uma cachoeira na beira do mar!
Por mais viagens assim. E por mais momentos de reflexão e felicidade por nossas escolhas de destinos e de vida!
.
.
.
.
.
#emalgumlugardomundo #paraty #costaverde #destinosimperdiveis #destinosbrasileiros #mtur #qualviagem #embarquenaviagem #errejota #turismobrasil #proximaviagem #achadosdasemana #gostariadeiroficial

😃 Uma praia dessas é mais felicidade que um parque de diversões sem fila!!! É não é que é essa a sensação mesmo? Parando aqui pra pensar e agradecer pelo quanto a gente é sortudo na vida por ter momentos maravilhosos em lugares paradisíacos assim – e vazios na baixa temporada 🙏❤️ A belezura de Trindade nos diazinhos de sossego que passamos na @pousada_cabeca_do_indio e fomos diversas vezes à Praia do Cachadaço. 🏝
Conta pra gente: qual seu destino preferido pra curtir um momento relax?#emalgumlugardomundo #trindade #paraty #mtur #destinosbrasileiros #missaovt #revistaqualviagem #embarquenaviagem #praiasbrasileiras #achadosdasemana #errejota #proximaviagem #viajarfazbem

Ainda sobre Trindade: essa é a piscina natural do Cachadaço (ou Caixa D’Aço). Pude muitas vezes contemplar esse lugar lá de baixo, mas a vista de cima dela é incrível!
O legal daqui é que, mesmo com o mar  bem agitado, as pedras dão a proteção ideal para um mergulho bem tranquilo!#emalgumlugardomundo #paraty #trindade #destinosbrasileiros #mtur #qualviagem #destinosimperdiveis

Tem horas que tudo que a gente quer é brincar. Como é bom voltar a ser criança, mesmo que seja por alguns poucos minutos!#emalgumlugardomundo #paraty #trindade #embarquenaviagem #destinosbrasileiros #mtur #viagemeturismo

X

JÁ BAIXOU NOSSO E-BOOK GRATUITO?

Inscreva-se agora e receba no seu e-mail nosso e-book: são 40 dicas de como viajar mais e melhor por menos!