Praia do Sono: dicas de como chegar, trilhas, passeios próximos e mais | Em Algum Lugar do Mundo

PRAIA DO SONO: DICAS IMPORTANTES E LUGARES IMPERDÍVEIS (ALÉM DA PRAIA)

Tudo o que você precisa saber para planejar a viagem perfeita para um dos destinos mais incríveis do Rio de Janeiro

  • Adriana
  • -
  • 19 de julho de 2019
  • Nenhum Comentário

Quer viajar mais por menos?

Inscreva-se agora e receba no seu e-mail nosso e-book: são 40 dicas já para a sua próxima viagem!

A Praia do Sono é o nosso paraíso preferido na Costa Verde do Rio de Janeiro. Próxima de Paraty e Trindade, a Praia do Sono tem apenas 1km de extensão e conta com uma estrutura limitada, mas a natureza aqui é um espetáculo de abundância. E se você considerar um passeio pelas praias vizinhas de Antigos, Antiguinhos e Ponta Negra, sua viagem para a Praia do Sono fica completa!

A Praia do Sono é cercada de morros que têm a mata atlântica preservada, parecendo que a natureza está “abraçando” o mar com a floresta.
Aliás, reza a lenda que o nome Praia do Sono é por causa das montanhas que a cercam: todas as manhãs o sol demora um pouco mais a aparecer, oferecendo a quem está por lá um sono maior.

Além de uma estadia relaxante na Praia do Sono, seu dia pode ficar ainda melhor com visita às praias, cachoeiras e trilhas de acesso relativamente fácil.

Praia do Sono - Drone lado direito
Foto com um drone da vista que se tem ao chegar na Praia do Sono.

Quer saber mais sobre essa praia incrível? Então aproveite e confira nesse post o que fazer na Praia do Sono, quais são as praias e cachoeiras próximas, como chegar, como é a trilha, dicas de onde comer, hospedagem e camping na Praia do Sono e muito mais. Ou seja, tudo que você precisa saber para aproveitar o melhor desse destino!

Confira: o que fazer em Paraty

Como chegar na Praia do Sono RJ

A Praia do Sono está localizada na Costa Verde do Rio de Janeiro, tendo as cidades de Paraty e Trindade como os principais pontos de partida. Chegar aqui envolve uma combinação de rotas que pode parecer complicado a princípio, mas na verdade é simples. Confira:

1. Do Rio de Janeiro a Paraty

São cerca de 240km da cidade do Rio de Janeiro até Paraty. A empresa Costa Verde realiza esse trajeto de ônibus, que dura cerca de 5h. Para quem vem de carro, é possível fazer o trajeto em 4h (sem trânsito) pela BR-101.

2. De Paraty até Vila Oratório/ Condomínio Laranjeiras

A Vila Oratório é uma pequena comunidade caiçara e o povoamento urbano mais próximo da Praia do Sono. É nessa região que fica o Condomínio Laranjeiras, um dos mais luxuosos do Brasil.

Da rodoviária de Paraty, saem com frequência ônibus para Laranjeiras: a linha é a 1040 e o trajeto dura 45 minutos. Você vai desembarcar bem no centro da vila.

Para quem vem de carro, siga pela BR 101 sentido São Paulo. Depois de uns 18 km, pegue a rotatória sentido Trindade, já que é a mesma entrada para a Praia do Sono. Depois de mais uns 2 km, a estrada se bifurca. À direita, você segue para Trindade. À esquerda, serão mais 7 km até chegar em Laranjeiras/Vila Oratório.

Você vai passar por uma cancela no caminho, um controle de acesso do Condomínio Laranjeiras. Passando pela catraca, siga em frente para atravessar a portaria do condomínio. Um pouco mais à frente você vai começar a ver alguns estacionamentos privados, que cobram de R$30,00 a R$40,00 para deixar o carro por dia.

3. De Laranjeiras até a Praia do Sono (barco ou trilha)

Chegando em Laranjeiras, você pode pegar o barco até a Praia do Sono, ou seguir pela trilha de 3 km até chegar lá. 

3.1 De barco para a Praia do Sono

A opção mais rápida e confortável. Se estiver viajando com peso, é a melhor pedida.

Existe uma van que te leva da portaria do condomínio (ou do estacionamento) até o atracadouro do barco. Em dias muito lotados, essa fila da van pode significar horas de espera. O trajeto de van por dentro do condomínio dura cerca de 5 minutos, é bem rapidinho e você não paga nada por isso.

A travessia de barco custa em média R$35,00 por pessoa e cada um tem direito a levar uma mochila. O trecho de barco dura cerca de 10 minutos e se você já souber onde vai acampar – ou a casa que alugou – é só pedir para o barqueiro te deixar perto do local.

3.2 Como é a trilha para a Praia do Sono

Essa é a opção favorita de quem visita a Praia do Sono. É um esforço que vale a pena. O trajeto de 3 km pode ser feito em uma hora, mas em época de chuva a trilha fica bastante escorregadia, o que atrasa um pouco.

A trilha para a Praia do Sono tem dificuldade leve a moderada, com umas boas subidas. Mas a construção de degraus e corrimões facilitou bastante o acesso. 

Próximo ao ponto de ônibus em Laranjeiras há placas que indicam o começo da trilha. O trajeto é fácil e é praticamente impossível se perder se você se mantiver no caminho demarcado. Uma pequena cachoeira marca exatamente a metade da trilha.

Em alguns minutos você chegará ao ponto mais alto da trilha, de onde terá a primeira vista da Praia do Sono. Daqui, só descer a última escada e aproveitar esse paraíso!

Praia do Sono e arredores: o que conhecer

A Praia do Sono é um destino que por si só vale a pena. Mas sua viagem pode ficar ainda mais linda se você incluir alguns paraísos vizinhos no roteiro.

A partir da trilha da Praia do Sono, você tem acesso a algumas trilhas para outras praias, cachoeiras e piscinas naturais em meio à mata da Costa Verde. Confira tudo o que fazer na Praia do Sono e seus arredores:

1. Praia do Sono

A Praia do Sono tem uma faixa de areia larga que é ótima para uma caminhada. A praia está repleta de amendoeiras que fazem aquela sombrinha deliciosa – e que garantem uma proteção extra caso você vá acampar por aqui.

Ao lado dos campings fica uma pequena área comercial com restaurantes, barracas de açaí e até pequenas mercearias que atendem com o básico. Em outras palavras: viajar para Praia do Sono não é sinônimo de perrengue! Não espere luxo, mas pode vir sem medo que essa praia vai te surpreender.

Praia do Sono - barqueiros esperando a hora de entrar
Dependendo da condição do mar é preciso esperar as ondas para entrar com o barco

2. Praias Antigos e Antiguinhos

A trilha mais famosa saindo da Praia do Sono leva às praias de Antigos e Antiguinhos, que entraram juntas na lista das melhores praias do Brasil pelo Guia Quatro Rodas em 2009. A trilha tem pouco mais de 1 km de extensão.

Vale ressaltar que no há nenhuma estrutura ou comércio nas praias de Antigos e Antiguinhos. Portanto, leve sua água ou comida se quiser se estender por mais tempo.

Praia do Sono - Praia de Antigos
Praia de Antigos
Praia do Sono - Praia de Antiguinhos
Praia de Antiguinhos

Como chegar | Chegando no final da Praia do Sono, você encontrará o Rio do Sono, que deságua no mar, com água limpa e refrescante, e uma placa indicando o início da trilha para a praia dos Antigos.

A trilha começa no canto esquerdo da praia, com uma subida íngreme de uns 20 minutos. Depois, tudo fica mais fácil, em um trecho com sombras e uma descida tranquila. É só seguir o caminho que você chegará à Praia de Antigos.

Depois de curtir por um tempo a belíssima praia de Antigos, você pode seguir por mais 10 minutos de caminhada até chegar na Praia de Antiguinhos. A trilha fica no final da praia, virando à esquerda. 

A caminhada de Antigos para Antiguinhos é curtíssima e numa bifurcação, portanto siga o riacho de água doce para chegar à praia sem problemas. O outro caminho leva para a praia de Ponta Negra (mais 1 hora de caminhada).

3. Praia de Ponta Negra

A praia de Ponta Negra foi uma das melhores surpresas que tivemos – nós gostamos tanto que ficamos hospedados por lá. Vale ressaltar que o mar na praia de Ponta Negra pode ficar bravo, nós não chegamos a entrar na água – mas ainda assim valeu muito a pena!

Como a praia é isolada e tudo vem de barco, os preços são mais altos que em outros locais, então lembre-se de levar algumas bebidas e comidas para evitar sustos. 

Praia do Sono - Ponta Negra
A vila caiçara de Ponta Negra

Como chegar | O acesso até a Praia de Ponta Negra pode ser feito de barco saindo o Condomínio Laranjeiras, ou seguindo pela trilha de praia de Antigos e Antiguinhos.

Se você for caminhando vai encontrar uma trilha de 3.8km, quase sempre bem demarcada e em bom estado de conservação. Há quem faça a travessia em menos de uma hora, mas nós levamos uma eternidade, porque paramos em Antigos/ Antiguinhos e fizemos várias paradas pra fotos e pra curtir a natureza.

Se for de barco, pergunte aos barqueiros ou verifique as condições do mar. A travessia é feita em mar aberto e os barcos são pequenos. Nós decidimos ir para Ponta Negra pela trilha e voltar de barco – e pegamos uma tempestade memorável no trajeto que não dura nem meia hora. É bom verificar a previsão do tempo!

4. Cachoeira das Galhetas

A Cachoeira das Galhetas parece que está emoldurada pela mata, ao fundo de uma agradável piscina natural e com uma grande pedra que forma duas quedas d’água super relaxantes. Nada mal deixar a água salgada para curtir um momento refrescante por aqui.

Praia do Sono - Galhetas
A cachoeira deságua no mar

Como chegar | Em alguns minutos de caminhada pela trilha que começa do lado esquerdo da praia de Antiguinhos, você chegará no rio e logo na Cachoeira das Galhetas. O acesso até a cachoeira conta com barrancos inclinados, raízes e pedras soltas. Prepare-se para um pouquinho mais de esforço!

5. Cachoeira do Jacaré

A Cachoeira do Jacaré é a mais próxima da Praia do Sono e a partir dela se formou o Poço do Jacaré, uma piscina funda com água gelada e refrescante. A cachoeira é bem pequena, mas vale o mergulho.

Como chegar | A trilha que leva ao Poço do Jacaré tem início mais ou menos no meio da Praia do Sono, próximo à Igreja, seguindo por entre os campings. Com algum tempo de caminhada já aparece uma placa indicando o caminho, que é bem tranquilo e demarcado, não exigindo grande condicionamento físico.

6. Cachoeira do Saco Bravo

A Cachoeira do Saco Bravo não é uma cachoeira qualquer: ela é uma cachoeira que forma uma piscina natural de frente para o mar. Chegar aqui é um desafio, mas dos mais recompensadores: nós curtimos um dos cenários mais incríveis que já vimos!

Não vamos enganar: a trilha é relativamente pesada, durando cerca de 2 horas com muitas subidas e descidas íngremes (nós levamos 2h30 para ir e 2h15 para voltar).

É extremamente aconselhável ir com guia, pois já teve gente se perdendo por lá e tendo que ser resgatado. É importante também se ligar na maré: se estiver alta, ficar na piscina se torna perigoso, pois as ondas do mar invadem a área. O pessoal da Vila do Teteco Ecopousada tem um guia ótimo para indicar.

Praia do Sono - Saco Bravo
Um dos lugares mais incríveis que já visitamos

A maior parte da trilha é pela mata mesmo. Apenas no pedacinho final, para chegar na piscina natural, é preciso descer pelas pedras – o que seria um total desafio se não tivéssemos com o guia nos orientando.

7. Trindade 

Muita gente combina Praia do Sono e Trindade na mesma viagem. Nós fizemos isso e recomendamos!

A Vila de Trindade fica 24 km ao sul da cidade de Paraty. Até então uma simples vila de pescadores, Trindade agora conta com uma boa quantidade de pousadas para atender os muitos visitantes que chegam aqui para curtir suas praias maravilhosas.

Praia do Sono - Trindade
Praia do Meio em Trindade

Em breve nós publicaremos um post com tudo o que fazer em Trindade, então confira e aproveite para planejar sua viagem pela região!

Onde ficar na Praia do Sono

Camping na Praia do Sono

São várias opções de campings espalhados ao longo da Praia do Sono e a experiência de dormir e acordar ali é única: você dorme com milhões de estrelas e acorda com um mar azul que contrasta perfeitamente com as amendoeiras na beira da praia.

O final da praia é o melhor lugar para acampar na Praia do Sono, pois é bem mais vazio, tem espaço para colocar a barraca mais próximo do mar e você fica mais afastado dos barzinhos que ficam até tarde com música alta (dependendo da época).

Praia do Sono - Camping
A tranquilidade do camping na Praia do Sono

Recomendo buscar o Camping Canto da Paz, que ainda por cima serve a comida mais deliciosa da Praia do Sono!

Casas, chalés e pousadas na Praia do Sono

Para quem não quer acampar, há outras opções de onde ficar na raia do Sono: é possível fechar pousadas e casas de temporada. A melhor forma de reservar sua acomodação na Praia do Sono é pelo Airbnb, foi onde encontramos as melhores opções. E se você for novo no Airbnb, pode se cadastrar agora e garantir R$180 de desconto na primeira reserva!

Algumas casas têm capacidade para até 8 pessoas, enquanto outras são perfeitas para casais. Só reserve com antecedência se você for viajar na alta temporada, pois elas tendem a ser ocupadas bem rápido!

Hospedagem em Ponta Negra

Como já disse, nós curtimos tanto o clima de Ponta Negra que resolvemos nos hospedar por lá também. Encontramos a Vila do Teteco Ecopousada e acabamos estendendo a estadia de tanto que gostamos!

O vilarejo em Ponta Negra é extremamente simples e as opções de hospedagem são limitadas. Nós sinceramente não esperávamos encontrar um lugar tão delicioso por lá assim. Ah, e o café da manhã era super caprichado.

Dica | se você quiser fazer a trilha até a Cachoeira do Saco Bravo, precisará dormir em Ponta Negra, já que é recomendável começar essa trilha cedo (para aproveitar mais o lugar e evitar multidão na alta temporada).

Onde comer na Praia do Sono

A praia tem uma boa estrutura, com alguns restaurantes de comida caseira. Há também alguns mercadinhos bem simples, que vendem coisas básicas como ovos, macarrão, água, refrigerante, pão, etc.

Pega a dica: a comida mais maravilhosa que provamos nessa viagem foi a Lula à Moda da Casa, que vem com purê de banana da terra com farofa de cenoura. Provamos essa delícia no Camping Casa da Paz e descobrimos que havia o mesmo prato na Praia de Ponta Negra, no Restaurante do Teteco. Comemos também peixe grelhado e à dorê, tudo delicioso. O prato era enorme e quase não demos conta de terminá-lo!

Praia do Sono - refeição
Lula à Moda da Casa. Que prato!

Lembrando que alguns estabelecimentos aceitam cartão, mas tudo depende do sinal. Então leve dinheiro para garantir.

Quanto tempo ficar na Praia do Sono

Você pode fazer uma bate-e-volta à praia do Sono a partir de Paraty ou Trindade, mas definitivamente recomendamos ficar mais tempo.

Passar a noite aqui, como já dissemos, é uma experiência mágica. Além disso, a praia do Sono é a base para várias trilhas interessantes nos arredores.

Tente ficar ao menos 4 dias para você ter pelo menos dois dias inteiros para aproveitar e captar bem a energia dessa praia isolada. Lembrando que vale acrescentar um dia no roteiro para curtir a Praia de Ponta Negra (se quiser se aventurar até a cachoeira do Saco Bravo, é preciso dormir em Ponta Negra par começar a trilha cedo).

Quando ir

As temporadas mais amenas – outono e primavera – são os melhores meses para ir. Pouca chuva e calor menos intenso! No verão chove bastante e no inverno o mar fica gelado e nem todo mundo consegue encarar a praia.

Nos meses de férias de final de ano até carnaval, a região vive a alta temporada. De novembro até fevereiro, os preços sobem e a procura por hospedagem e passeios aumenta.

Além disso, a praia do Sono acabou se transformando num destino super procurado no Revéillon, o que gera até transtornos. Então se você quer curtir a praia com menos gente, melhor evitar essa época.

Curtiu nossas dicas da Praia do Sono? Que outros lugares que indicamos você pretende conhecer?

Esse post pode conter link de afiliados. Isso significa que, ao fazer uma reserva a partir desses links, você ajuda a manter nosso blog e não paga nada a mais por isso. Nós agradecemos seu apoio!

Nós nos esforçamos para manter o blog atualizado, mas alguns detalhes podem sofrer alterações a qualquer momento. Sempre confirme datas, preços e informações.


Quer saber como viajar mais por menos?

Receba agora so seu e-mail nosso guia gratuito: são 40 dicas imperdíveis para colocar em prática já na sua próxima viagem!

Brasil: explore

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-nos no Instagram

X

JÁ BAIXOU NOSSO E-BOOK GRATUITO?

Inscreva-se agora e receba no seu e-mail nosso e-book: são 40 dicas de como viajar mais e melhor por menos!