Rainbow Mountain, a incrível montanha colorida no Peru | Em Algum Lugar do Mundo

RAINBOW MOUNTAIN, A INCRÍVEL MONTANHA COLORIDA NO PERU

Como é o passeio para a Montanha Colorida do Peru

  • Caio
  • -
  • 3 de agosto de 2019
  • 16 Comentários

Quer viajar mais por menos?

Inscreva-se agora e receba no seu e-mail nosso e-book: são 40 dicas já para a sua próxima viagem!

Sabe aqueles lugares que você duvida que é de verdade quando vê uma foto? A Rainbow Mountain no Peru é um exemplo. Quando estávamos planejando nossa viagem para Cusco, já sabíamos que a Montanha Colorida era atração confirmada no nosso roteiro.

Pois eu fui, sobrevivi à subida em altitude e vi de perto essa montanha – e ela é colorida mesmo. Portanto, sugiro que já deixe reservado um dia no seu roteiro de Cusco para conhecer a Rainbow Mountain no Peru. Nesse post eu faço um relato de como é o passeio para a Montanha Colorida e dou dicas para encarar esse desafio passeio. Confira agora tudo que você precisa saber para conhecer (e aproveitar) a Rainbow Mountain no Peru.

Saiba mais sobre a Rainbow Mountain

A Rainbow Mountain é conhecida pelo povo peruano como K’ayrawire Wininkunka ou Vinicunca, nome que em língua qechua que significa “pescoço colorido”. Ela também atende pelos nomes de Cerro Colorado e Montaña de 7 Colores em espanhol. Já em português, pode chamar de Montanha Arco-Íris, Montanha 7 Cores ou Montanha Colorida.

Segundo os moradores da região, a montanha era coberta por gelo e neve de um glacial que derreteu há alguns anos, devido ao aquecimento global. Com isso, acabou revelando a Rainbow Mountain que agora é um dos principais pontos turísticos de Cusco. As cores da Vinicunca são uma reação de vários minerais à água e ao oxigênio, o que não acontecia quando estavam protegidos pelo glacial.

Rainbown Mountain-Montanha Colorida-Peru
Lateral da montanha

O povo da região é bastante pobre e viu uma oportunidade de gerar renda com o aumento do turismo no local. Por isso, eles recebem muito bem a todos que chegam, quase sempre com um sorriso no rosto.

A montanha está em uma área de concessão para mineração e seria explorada em breve. Porém, em meados de junho 2018, a empresa canadense (dona da concessão) cedeu a alguns protestos e emitiu um comunicado oficial. A promessa é de que o irão preservar o local como patrimônio cultural e turístico do Peru.

Além da Rainbow Mountain, existem outras 3 montanhas coloridas pelo mundo. Uma delas fica na China, na província de Gansu. As outras duas ficam na Argentina: uma montanha de 7 cores em Punamarca e  outra montanha de 14 cores próximo a Humahuaca.

Rainbow Mountain-Montanha Colorida-Peru
Foto: samuraisocialista / CC BY-NC-SA 2.0

É inevitável sentir os efeitos da altitude na Rainbow Mountain: aos 5.000 metros, há menos oxigênio e o mal estar pode bater. Portanto, não esqueça de fazer um seguro viagem. Sugerimos uma pesquisa no Segurospromo, um site que dá várias opções e sempre mostra o melhor preço. Aproveite para usar nosso código EMALGUMLUGAR5 e ganhar 5% de desconto!

Como chegar a Rainbow Mountain saindo de Cusco

Existem 2 opções para chegar até a Vinicunca. A primeira e mais comum é um passeio bate e volta saindo de Cusco. A segunda é um trekking com alguns dias de duração. O trekking passa por comunidades locais e pela Ausangate (uma das montanhas sagradas dos andes peruanos), até chegar à Rainbow Montain. Há alguns anos atrás, o trekking era a única opção para se chegar à Vinicunca.

Como é o passeio para a Rainbow Mountain

As agências costumam iniciar seus tours saindo de Cusco entre 4h30 e 5h da manhã e retornarem no final da tarde. Nós reservamos um dia do nosso roteiro em Cusco para visitar a Rainbow Mountain. Como o passeio dura o dia inteiro e não é possível conciliar com nenhuma outra atividade. Até porque no final do dia você está bem cansado e só quer saber de relaxar!

O percurso total até a Rainbow Mountain é de aproximadamente 14,5km, considerando a ida e a volta. A gente inicia a caminhada aos 4.450 de altitude, seguindo por uns 7km até alcançar o topo do mirante, que fica aos 5.100 acima do nível do mar. São apenas 650m de diferença de altitude… parece pouco né? Mas não é não!

Rainbow Mountain-Montanha Colorida-Peru
Mapa da caminhada segundo o Maps.me

Início do tour para a Rainbow Mountain: na estrada

Meu tour me pegou mais cedo, por volta das 3h da madrugada. Algumas agências saem nesse horário para oferecer uma melhor experiência para os visitantes, chegando antes das centenas de pessoas que visitam o lugar todos os dias.

Saindo do meu hotel, pegamos mais umas pessoas e iniciamos viagem. Rodamos por 1h30 até fazer a primeira parada em um restaurante, para tomar um café da manhã simples (triste perder o café do hotel, mas não tem jeito!). Seguimos viagem rumo à base da Rainbow Mountain, o que levou cerca de mais 1h15.

O Início da caminhada até a Rainbow Mountain

Hora de estacionar a van e começar a caminhada. Aqui já é possível sentir um pouco a altitude, afinal o ponto de partida da caminhada é a quase 4.500m acima do nível do mar. Não se esqueça de se prevenir contra o mal de altitude.

Antes de começar, aproveite sua última possibilidade de utilizar o banheiro, mesmo que muito básico. Ao longo do caminho não vai ter nem uma árvore para te esconder, então não desperdice a oportunidade.

Logo ali no início da caminhada já existem opções para aluguel de cavalos, mas somos totalmente contra isso. Assim como no passeio para a Laguna Humantay, não colaborei com o sofrimento dos bichos e segui no meu próprio desafio.

Rainbow Mountain-Montanha Colorida-Peru
Moradores do local aguardam turistas com seus cavalos

Portanto, sugiro que faça uma boa aclimatação e suba com as suas próprias pernas, mesmo que seja sofrido. Os cavalos também não fazem o trajeto inteiro: a parte final é a subida mais íngreme, e você terá que fazer andando de qualquer jeito.

Os primeiros 200m de caminhada já demonstram como será o seu desempenho ao longo da trilha: esse trecho já é de subida, com uma inclinação moderada em alguns pequenos trechos. Eu já me senti um pouco cansado ali. A altitude realmente afeta seu condicionamento (mais uma vez, previna-se contra o soroche!)

A grande parte da caminhada

Após o trecho inicial, da subida para a Rainbow Mountain, os próximos 85% da trilha são de sobes e desces de pouca inclinação. Se não fosse a altitude até que seria uma caminhada tranquila, mas a natureza quis proteger a Vinicunca deixando ela nos 5.000m de altitude… então aguenta!

Rainbow Mountain-Montanha Colorida-Peru
A parte tranquila da caminhada. Ta vendo as duas montanhas bem no meio da foto? Um espaço entre elas? É ali que você precisa chegar!

A subida em si é também um atrativo. Caminhamos por um vale com uma paisagem incrível de montanhas nevadas, que vão nos distraindo do cansaço. Também podemos avistar uma laguna bem bonita (que parece inacessível), cruzar com lhamas e alpacas… e aproveitar o sol que vai espantando um pouco do frio.

Parte final: a mais difícil

Ao chegar na lateral da Montanha Colorida, já avistamos pessoas andando lá no alto, entre duas grandes elevações Essa era a meta: ponto final identificado! Mas esse trecho final é o mais desafiante: com aproximadamente 800m de subida, essa é sem dúvidas a parte mais difícil. Aqueles que subiram de cavalo deixam os animais ness ponto e se juntam aos que chegaram caminhando.

Rainbow Mountain-Montanha Colorida-Peru
Tá vendo onde começa a neve com uns pequenos pontinhos pretos? Então ali é a parte final!

Subimos devagar, em passos curtos. Nesse momento estamos bem próximos dos 5.000m, e nessa altitude só temos 50% do oxigênio que estamos acostumados disponível.

Uma parte desse trecho é de degraus (marcados no solo) e a outra parte é de subida na marra mesmo. Aqui, a cada quase 20 passos eu parava para respirar, pois queria chegar vivo e inteiro no topo.

E conforme subíamos, a face colorida da Rainbow Mountain ia se revelando.

Rainbow Mountain-Montanha Colorida-Peru
Ali, a melhor vista para a Montanha Colorida ou Rainbow Mountain

O espetáculo Rainbow Mountain: a maravilha geológica no Peru

Assim que cheguei aos pés da Rainbow Mountain, sentei pra descansar. Ainda teria mais uma subida até o mirante. Mas daqui a vista já era linda.

Rainbow Mountain-Montanha Colorida-Peru
Lá do alto, O Mirante. Essa pra mim foi a pior parte!

No alto do mirante chegamos ao ponto mais alto: 5.100m. Nessa altitude faz bastante frio, mas é de lá que você aprecia o espetáculo completo da Vinicunca.

Devido aos sedimentos de minérios, as cores variam do marrom, passando pelo turquesa, vermelho e dourado.

Depois de todo o esforço para chegar aqui, posso afirmar: a Rainbow Montain é um espetáculo que precisa ser vivenciado – e não só visto em fotos. E te garanto que, se feito com as próprias pernas, é ainda mais gratificante!

Não importa como se chama: K’ayrawire Wininkunka, Vinicunca, Rainbow Montain, Cerro Colorado, Montanha 7 Cores… esse foi certamente foi um dos lugares mais interessantes que visitamos no Peru!

Dicas para visitar a Rainbow Mountain no Peru

Alimentação e hidratação

  • Leve bastante água. A região é muito seca e a altitude exige uma boa hidratação. Recomendo no mínimo 1 litro por pessoa. Caso acabe, é possível comprar mais água em 2 ou 3 pontos na trilha.
  • Leve snacks, como biscoito, chocolate ou barrinhas de cereal. É sempre bom ter algo pra repor as energias, e isso não vai pesar tanto na sua mochila.

Temperatura e vestuário

  • Não vá se estiver chovendo (a época de chuva em Cusco é de novembro e abril). Pesquise como estará o tempo no dia da sua visita, mesmo na época de seca. A trilha fica molhada e mais difícil, além do templo nublado atrapalhando a vista. E o pior, você fica molhado no frio.
  • Vista-se em camadas. Como estamos em grande altitude, o frio pode ser intenso. Porém, com o esforço da caminhada pode esquentar um pouquinho, por isso é bom poder retirar algumas peças pelo caminho. Vá com roupas bem quentes, principalmente no inverno: não esqueça luvas, gorro e cachecol. Acredite, fez muito mais frio que imaginei no topo.

Aclimatação e o mal de altitude

  • A altitude faz diferença e é um limitador: conheça seus limites, ande devagar, com passos curtos, respire fundo e acredite: você chegará até lá.
  • Pode não parecer, mas o fator psicológico faz diferença. Portanto, esteja positivo e acredite em você. Com esforço e determinação chegamos a qualquer lugar! Mas lembre-se de sempre respeitar seu ritmo.
  • Mais uma vez, faça uma aclimatação. Não vá para a Rainbow Mountain logo nos seus primeiros dias em Cusco. Coloque os trekkings em altitude como Rainbow Mountain e Laguna Humantay no final do seu roteiro.
  • Aclimatação é importante, mas é preciso se informar sobre o mal de altitude. Mesmo com prevenção o mal estar pode bater, mas é possível amenizar os sintomas. Eu fiz grande parte da caminhada para a Rainbow Mountain mascando folha de coca (coloque um bolinho de folhas no canto da boca, vá mascando e deixe elas lá. O gosto é ruim mas ajuda!).
  • Faça um seguro viagem. Nem toda precaução poderá ser suficiente para evitar que você passe mal com a altitude. Eu e a Dri precisamos de atendimento médico por causa do soroche, então seguro viagem é fundamental para viajar tranquilo! Sugerimos fazer uma busca de seguros no site da Segurospromo, que compara preços e sempre mostra as melhores opções. E se você usar o código EMALGUMLUGAR5 ainda garante 5% de desconto!

 Onde ficar em Cusco

Se você está pesquisando sobre a Rainbow Mountain e as demais atrações de Cusco, mas ainda não sabe onde se hospedar, aqui vão algumas sugestões.

Nós ficamos no Casa Andina San Blas, um hotel delicioso que fica em um dos bairros mais legais de Cusco, bem no centro da cidade. Além da localização, o hotel é ótimo, todo novinho e super confortável, além de servir um café da manhã maravilhoso. As diárias são a partir de

Você pode conferir aqui mais opções de hotel em Cusco.

E você, já visitou a Rainbow Mountain em Cusco? Como foi o seu passeio?

Esse post pode conter link de afiliados. Isso significa que, ao fazer uma reserva a partir desses links, você ajuda a manter nosso blog e não paga nada a mais por isso. Nós agradecemos seu apoio!

Nós nos esforçamos para manter o blog atualizado, mas alguns detalhes podem sofrer alterações a qualquer momento. Sempre confirme datas, preços e informações.


Quer saber como viajar mais por menos?

Receba agora so seu e-mail nosso guia gratuito: são 40 dicas imperdíveis para colocar em prática já na sua próxima viagem!

Peru: explore

16 comentários em “RAINBOW MOUNTAIN, A INCRÍVEL MONTANHA COLORIDA NO PERU”

  1. THALITA disse:

    Qual empresas vocês contrataram? Qual foi o valor?

    1. Caio Farias disse:

      Olá Thalita, fomos com a Rainbow Mountain Travels, o valor foi U$35.

  2. Denize disse:

    Oi. Qdo foi a viagem? Não encontrei no texto. Pretendo ir em setembro/19

    1. Caio Farias disse:

      Foi em agosto de 2018, Denize!

  3. Carol disse:

    Oii, muito bons os seus textos!!
    me diz uma coisa, quanto tempo vocês levaram de caminhada na ida e na volta?

    1. Caio Farias disse:

      Obrigado Carol, que bom que gostou!
      Acho que levamos algo próximo de 3h pra subir e 2h20 pra descer, se não me engano.

  4. Luziano disse:

    Olá

    Obrigado por compartilhar suas informações

    Você saberia me dizer mais ou menos que horas chegou em Cusco de volta nesse dia ?

    Obrigado e Boas Trips

    1. Caio Farias disse:

      Olá Luziano, chegamos de volta por volta de 15h, na Plaza de Armas, se não me engano!
      Obrigado e boas trips pra você também!

  5. giselle disse:

    Qual passeio é menos cansativo, as montanhas coloridas ou o lago humantay (partindo de cusco)?

    1. Caio Farias disse:

      Olá Giselle, tudo bem? Difícil responder a essa sua pergunta, os dois são bastante puxados. Na Laguna Humantay sai de cusco as 5h da manhã, a altitude é menor, o caminho é mais curto mas o trecho inclinado mais longo e mais intenso. A Rainbow Mountain sai de cusco 3h45 da manhã, com a empresa que fiz, inicia a caminhada numa altitude bem maior, o caminho é muito longo, mas o trecho de subida é menor, mas alcança os 5.080m acima do nível do mar.

      Eu fiz as duas, mas fiz essa pergunta pra muita gente e todos disseram que a Humantay era um pouco menos puxada, eu achei o contrário, mas como foi só a minha opinião, talvez seja melhor acreditar na maioria, rs!

      Abs e boas viagens!

  6. Valdinho Pellin disse:

    Caio Farias, e na sua opinião qual o mais bonito dos dois passeios ( montanha colorida ou lago humantay). Pergunto porque terei apenas um dia livre e preciso escolher entre um dos dois. Farei a viagem na segunda quinzena de outubro. Obrigado.

    1. Caio disse:

      Valdinho, boa tarde. Sempre me fazem essa pergunta e sempre que respondo fico na dúvida, rs! A Laguna Humantay é incrível, foi um lugar sagrado para os Incas que passavam por ali para ir de Cusco a Machu Picchu, mas não é uma paisagem única. É possível ver lagos como esse em boa parte da Patagônia Chilena e Argentina. A Raibow Mountain é um visual impressionante que é difícil encontrar algo parecido. Vale dizer que é claro se o tempo colaborar. Já vi relatos de pessoas que chegaram até lá e pela névoa, chuva ou até mesmo neve, sim a montanha pode ficar coberta, não viram as cores da montanha. Então eu sempre digo que a Rainbow Mountain vale a pena em caso de um dia apenas. Abs e boa viagem.

  7. Luiz Fernando disse:

    Qual o nome da agência que você fez o tour?

    1. Caio disse:

      Olá, Luiz, fizemos com a Rainbow Mountain Travels!

  8. Guilherme disse:

    olá Caio tudo bem?

    Vocês contrataram os passeios previamente ou compraram na cidade mesmo?
    Estou pensando em ir a macchu picchu, lago humantay e montanha colorida mas não sei se devo contratar os passeios agora ou deixo para comprar na hora!

    1. Caio disse:

      Olá Guilherme, contratamos na cidade mesmo. Na verdade contratei os serviços na internet mas quando eu já estava na cidade.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-nos no Instagram

Ahh Costa Rica! Essa é uma formação natural que parece a cauda de uma baleia –  e o local de chama Parque Nacional Marino Ballena.
Tudo bem, já sabemos que o nome do parque veio desse formato. Mas quem explica a “coincidência” desse local ser o melhor ponto do país para  para o avistamento de baleias? 🤔#emalgumlugardomundo #costarica #visitcostarica #baleiajubarte

Pura Vida!Mal desembarcamos na Costa Rica e já começamos a ouvir a expressão por todos os cantos. Embora não tenha uma tradução exata, essa é uma forma de cumprimentar, de dizer olá, tchau – ou qualquer coisa que tenha uma intenção positiva – dá pra usar de diversas formas!A nossa conclusão é que “Pura Vida” é essa coisa boa que você sente ao chegar por aqui e que te faz ficar sorrindo o tempo todo. É como encostar o carro em uma praia deserta, assistir o por do sol e dormir por ali mesmo, ao som dos macacos, com o barulho das ondas. Bem do jeitinho que a gente fez nesse dia!#emalgumlugardomundo #costarica #puravida #visitcostarica #destinosimperdiveis

O Parque Nacional Corcovado é um dos lugares menos explorados da Costa Rica – e até agora um de nossos destinos preferidos no país!A natureza aqui ainda é selvagem e é possível avistar araras, tucanos, macacos, bichos preguiça, quatis, antas… a lista é extensa!
E como se não bastasse a diversidade animal, tem essa praia de areia escura bem intocada. A constante névoa na praia dá um ar de paraíso perdido nesse lugar.Essa viagem pra Costa Rica tá tendo um cenário mais lindo que o outro! Estamos amando!!! #emalgumlugardomundo #costarica #corcovadonationalpark #visitcostarica

Ainda encantados com o lado do Caribe da Costa Rica!
Sem dúvidas, Punta Uva foi uma das praias mais bonitas das bandas de lá – pelo menos foi a nossa preferida!Agora estamos no lado do Pacífico. Estamos mostrando tudo no stories e já já vamos postar as fotos daqui!

A felicidade de quem estacionou o quarto do hotel e vai dormir em frente a praia no Caribe costa riquenho! Valeu @nomad_america !#emalgumlugardomundo #costarica #puntauva #destinosimperdiveis #visitcostarica

X

JÁ BAIXOU NOSSO E-BOOK GRATUITO?

Inscreva-se agora e receba no seu e-mail nosso e-book: são 40 dicas de como viajar mais e melhor por menos!