O que fazer em Chiang Rai: Templo Branco + roteiro de 1 dia | Em Algum Lugar do Mundo

TAILÂNDIA: CONHEÇA O TEMPLO BRANCO DE CHIANG RAI

Conheça a história por trás do famoso Templo Branco de Chiang Rai e saiba mais sobre essa cidade ao norte da Tailândia.

  • Caio
  • -
  • 1 de abril de 2020
  • 9 Comentários

Quer viajar mais por menos?

Inscreva-se agora e receba no seu e-mail nosso e-book: são 40 dicas já para a sua próxima viagem!

Localizada ao norte da Tailândia, a cidade de Chiang Rai costuma entrar no roteiro dos viajantes por um bom motivo: conhecer o famoso Templo Branco de Chiang Rai. Se você pretende viajar para Chiang Mai e quer colocar o Templo Branco no seu roteiro, saiba que á possível fazer um tour de um dia para Chiang Rai. E o melhor: dá pra conhecer outras atrações que valem a visita. Por isso, mostramos nesse post tudo o que fazer em Chiang Rai.

Templo Branco de Chiang Rai

Esse famoso templo, que na verdade se chama Wat Rong Khun, é a grande atração que leva viajantes a encararem umas 5 horas de viagem de Chiang Mai até lá.

Por isso, vamos explicar tudo que você precisa saber sobre o Templo Branco de Chiang Rai, mas vamos mostrar também um roteiro de um dia em Chiang Rai, com outras atrações que valem uma visita se você estiver pela cidade. Aproveite!

Saiba mais sobre Chiang Rai

A cidade de Chiang Rai foi fundada em 1262 pelo Rei Mangrai, tornando-se a capital da então Dinastia.

Posteriormente, Chiang Rai foi conquistada por Myanmar, que governou Chiang Rai por centenas de anos.

Só depois em 1786, Chiang Rai se tornou subordinada à Chiang Mai. E finalmente, em 1933, foi proclamada uma província da Tailândia.

Um fato curioso sobre Chiang Rai: acredita-se que o Buda de Esmeralda, uma das estátuas mais famosas de Buda na Tailândia, foi encontrada em Chiang Rai em 1432 após um terremoto (ou raio – já ouvimos as duas versões) atingir um templo e acabar revelando a imagem que ficava escondida.

Atualmente a imagem encontra-se no Wat Phra Kaew, um dos principais templos de Bangkok.

O famoso Templo Branco de Chiang Rai

Se você já acha as fotos desse templo lindas, espere para vê-lo de perto. O Templo Branco de Chiang Rai é ainda mais impressionante ao vivo, com aquele exterior pintado de branco e cravejado de pedaços minúsculos de vidro.

O gesso branco simboliza a pureza do Buda, enquanto os pedaços de vidro representam sua sabedoria. Essa combinação faz a luz do sol reluzir que chega a doer a vista. Se puder, aguarde para ver o pôr do sol por ali que vale a pena.

Ainda na parte externa, podemos ver duas esculturas representando o “portão do paraíso”: são estátuas com uma expressão bem forte e realística.

Há uma ponte que liga a área externa ao templo, e ao atravessarmos essa ponte vemos crânios, mãos e figuras de demônios. Tudo isso representa a transição do inferno (o início da ponte) até o Nirvana (no caso, o templo), a partir da existência terrena (a ponte).


O interior do templo é mais, digamos, controverso. Nós vemos figuras do budismo, como era de se esperar. Há inclusive um altar muito bem ornamentado.

Por outro lado, pelas paredes nós encontramos pinturas que representam super-heróis ocidentais, como personagens da Marvel e da Disney. Há também o Keanu Reeves do filme Matrix e Michael Jackson, entre outros que não memorizei.

Como assim né? Segundo o artista Chalermchai Kositpipat, que criou o templo, essas paredes remetem à mente humana e ao quanto ela é “tomada” pela ilusão com relação à realidade.

A mensagem que ele tenta passar é que, por um lado, a vida é permeada por fases, e que a evolução divina se alcança com o tempo. Por outro, ela é tomada pelo apego ao que é terreno e, nesse caso, o fim da vida é tomado pelo mal.

Não sei você, mas pra mim a mensagem passada ficou bem confusa. Não é permitido tirar foto lá dentro e nós respeitamos. Então vai lá, observa e depois me conta o que achou. Mas vamos seguindo em frente.

Já na saída, vemos umas carrancas pregadas às árvores. Aparentemente elas são parecidas, mas, observando direito notamos que elas também representam personagens ocidentais de ficção.

O Templo está aberto das 6h às 17h. Nós passamos por lá por volta de 13h, mas resolvemos voltar mais tarde porque estava lotado. Retornamos próximo do horário de fechar, e ficamos para ver o pôr do sol.

Templo Branco de Chiang Rai

Roteiro de 1 dia em Chiang Rai: mais atrações além do Templo Branco

Aproveite: há mais o que fazer em Chiang Rai além de conhecer o Templo Branco.

Black House

Um lugar que vale a pena conhecer é a Black House, também conhecida como Baan Dam. Lá encontramos um parque com uma coleção curiosa de construções, esculturas e outras obras, tudo construído por um artista tailandês chamado Thawan Duchanee.

Black House Chiang Rai
Black House Chiang Rai

Blue Temple

Aproveite também para visitar o Blue Temple, conhecido como Rong Suea Ten.

É um templo novo, finalizado em 2016, e as cores dele são bem fortes e chamativas.

O Blue Temple foi construído por um estudante, que era aluno de Mr. Chalermchai  Kositpipat, o famoso arquiteto que construiu o Templo Branco.

Blue Temple Chiang Rai
Blue Temple Chiang Rai

Golden Triangle

Além de tudo que já citamos, se você ainda tiver um pouco de disposição e tempo, dá pra encarar cerca de 1 hora e meia de carro e ir até o Golden Triangle, o ponto em que os rios Ruag e Mae Khong convergem.

É nesse exato ponto que o Myanmar, Laos e Tailândia se encontram.

Você pode visitar a imensa estátua dourada do Buda que fica por lá ou fazer um rápido passeio de barco visitando os 3 países.

Mas não espere muito dessa visita, principalmente se for feita naqueles tours clássicos: será apenas aquela rápida parada para fazer você comprar alguma coisa em algum dos mercados.

Night Bazaar

Para finalizar sua lista com o que fazer em Chiang Rai, você poderá visitar o Night Bazaar, um mercado noturno que rola diariamente, daqueles que você encontra de tudo um pouco. Se decidir passar a noite em Chiang Rai, certamente é por lá que você vai passear.

Primeira vez no país? Confira nosso Guia Prático da Tailândia: aqui você encontra todas as informações que precisa para planejar sua viagem

Como ir de Chiang Mai para Chiang Rai

É possível ir de Chiang Mai até Chiang Rai de três formas. Confira:

Alugar um carro

Nós éramos 4 e achamos mais vantagem alugar um carro, o que nos deu mais liberdade com os horários e também pra conhecer as outras atrações.

Nós éramos 4 e achamos mais vantagem alugar um carro, o que nos deu mais liberdade com os horários e também pra conhecer as outras atrações.. Dê uma olhada no Rentcars, um site que compara preços de aluguel e sempre nos mostra os melhores valores.

Fechar um tour de um dia partindo de Chiang Mai

A maioria das pessoas acaba fechando um tour de um dia saindo de Chiang Mai. O tour também inclui outras atrações de Chiang Rai, como a Black House e o Blue Temple.

Observação | Alguns tours incluem a visita a vila das chamadas Long Neck Women, mulheres que utilizam argolas douradas para alongar o pescoço. Essa é uma atração extremamente controversa já que as habitantes na vila foram exiladas no Myanmar, seu país de origem e vivem hoje sendo exploradas como atração turística. Como não gostamos dessa idéia resolvemos não financiar este tipo de atividade.

Ônibus

Ir de ônibus também é uma boa pra quem quer mais liberdade de horários ou mesmo passar uma noite em Chiang Rai. A maioria dos ônibus que partem do terminal de ônibus de Chiang Mai para Chiang Rai fazem uma parada no Templo Branco, é só confirmar.

Para deslocamentos na Tailândia, a dica é consultar o site 12GoAsia: ele lista todas as opções de transporte disponíveis entre os destinos que você selecionar, incluindo preço e duração da viagem Esse site nos ajudou muito na nossa viagem pela Tailândia!

Powered by 12Go Asia system

Onde se hospedar em Chiang Rai

Decidiu passar a noite em Chiang Rai? O centro da cidade é o melhor lugar para se hospedar, principalmente se você tiver pouco tempo para visitar a cidade.

Perto da rodoviária você encontra acomodações que vão bem com todos os tipos de bolso, de hostels a hotéis de luxo. O Grandma Kaew House é uma opção muito honesta, que fica quase do lado do Grand Bazaar e bem pertinho da rodoviária de Chiang Rai.

Caso você queira dicas de hospedagem em Chiang Mai, é só conferir nosso post sobre onde ficar em Chiang Mai, onde mostramos em detalhes as melhores regiões para se hospedar e damos ótimas dicas de hotéis.

Não se esqueça do seguro viagem

Na hora de planejar sua viagem, é super importante fechar um bom seguro antes de ir pra Tailândia. Nós utilizamos algumas vezes enquanto estivemos no país e todas elas foram super tranquilas e sem dores de cabeça.

Por isso, recomendamos que você faça uma boa pesquisa antes de fechar sua compra. Acesse a nossa página de seguros para tirar todas suas dúvidas e encontrar a melhor cotação. E você ainda pode garantir até 10% de desconto usando o nosso código EMALGUMLUGAR5 (5% com o cupom + 5% com pagamento via boleto bancário).

Mais dicas para sua viagem à Tailândia

Mala | Ainda não sabe como fazer sua mala para essa viagem? Dúvidas quanto a mochilão ou mala de rodinhas? Vai pegar algum voo com cia low cost e não sabe o limite de bagagem? Aproveita para dar uma olhada no nosso post sobre o que levar para Tailândia e tirar todas as suas dúvidas.

Dinheiro | Ainda sem ideia sobre o quanto uma viagem para Tailândia vai sair? Confira nosso post sobre quanto custa viajar para Tailândia e faça uma estimativa de seus gastos durante a viagem. Você pode conferir custos detalhados de passagens, hospedagem, passeios e mais.

Chip de internet | Nós já usamos chip internacional (daqueles que você compra ainda no Brasil), mas ele não funcionou bem na Tailândia. Por isso, o ideal é usar um chip local. Existem várias empresas, nós usamos o da AIS e funcionou em todos os destinos. É possível comprar em qualquer loja de conveniência (boa sorte no tailandês e na mímica!) ou comprar com antecedência e retirar seu chip em um stand assim que chegar no aeroporto Suvarnabumi.

Roteiro | Se você pretende combinar Tailândia e outros destinos na mesma viagem, veja nossas sugestões de roteiro para o sudeste asiático: tem várias opções de destinos que cabem em uma viagem de 20 a 30 dias pela região.

Quer mais dicas de destinos na Tailândia? Confira:

Bangkok | Ayutthaya | Chiang Mai | Chiang Rai | Hua Hin | Krabi | Koh Phi Phi | Koh Lanta | Koh Phangan | Koh Tao

Vai visitar o Templo Branco? Aproveite também nossas dicas sobre o que fazer em Chiang Rai e boa viagem!

Esse post pode conter link de afiliados. Isso significa que, ao fazer uma reserva a partir desses links, você ajuda a manter nosso blog e não paga nada a mais por isso. Nós agradecemos seu apoio!

Nós nos esforçamos para manter o blog atualizado, mas alguns detalhes podem sofrer alterações a qualquer momento. Sempre confirme datas, preços e informações.


Quer saber como viajar mais por menos?

Receba agora so seu e-mail nosso guia gratuito: são 40 dicas imperdíveis para colocar em prática já na sua próxima viagem!

Tailândia: explore

9 comentários em “TAILÂNDIA: CONHEÇA O TEMPLO BRANCO DE CHIANG RAI”

  1. Klecia disse:

    A cada foto desse lugar eu fico mais impressionada. Como pode tanto detalhe, tanta precisão… Passa uma paz sem fim. Adorei que vocês deram outras opções em Chiang Rai… Normalmente a gente fica tao impressionado no templo branco que esquece de pensar no que mais fazer 🙂

  2. Joana disse:

    Ola Caio
    Vcs alugaram um carro na hora na agencia msm? Ou reservaram daqui? Lembra qual foi a agencia?
    Obrigada

    1. Caio Farias disse:

      Olá Joana, alugamos em uma loja na rua que percorrer as paredes da parte murada da cidade. Não me lembro o nome. Chegamos no dia, negociamos e pegamos a noite já que sairíamos muito cedo para Chiang Rai. Espero ter ajudado. Abs.

  3. Maisa disse:

    Olá gostaria de mais detalhes, sobre alugar carro em Chiang Mai
    Local onde faz a locação
    Valor que ficou
    Aceitam nossa habilitação

    1. Caio Farias disse:

      Olá Maisa, desculpe a demora na resposta. Não me lembro ao certo onde alugamos o carro mas no entorno do “quadrado”, parte murada da cidade você encontrará várias lojas de locação de carros e scooters. É importante ter a carteira internacional. Policiais hoje em dia fazem blitz e multam pessoas sem esse tipo de habilitação inclusive de scooter. Abs.

  4. Anne Perfeito disse:

    Oie! Tudo bem? Estou indo em Janeiro e tenho várias dúvidas! Vocês dormiram em Chiang Rai? Foi tranquilo dirigir por lá? As atrações são próximas? Que horas vocês saíram de Chiang Mai? As sinalizações de trânsito são OK? Eles pedem a carteira internacional?

    1. Caio Farias disse:

      Anne, não dormimos em Chiang Rai. Fomos de carro de Chiang Mai e Voltamos no mesmo dia. Saímos de Chiang Mai por volta das 5h30, São quase 5h de viagem de carro. Em relação a sinalização, com GPS no celular você chega a todas as atrações sem problema. É importante ter a carteira internacional. Até para andar de scooter em Chiang Mai está sendo pedida. Abs e boa viagem!

  5. Anne Perfeito disse:

    Obrigada pelas dicas! São ótimas! 🙂

    1. Caio Farias disse:

      Que bom que gostou Anne! Boas Viagens, abs.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-nos no Instagram

O carnaval acabou! E agora? Onde você queria estar nesse momento? A gente: Playa Hermosa na Costa Rica!#emalgumlugardomundo #costarica #visitcostarica

Uma nova amizade! Conheçam Zuleide, uma tartaruguinha verde que conheci hoje no mar de Arraial do Cabo! Ficamos ali um tempinho batendo um papo sobre como está o mundo hoje… a maré tá boa por aí?A propósito: o mar de Arraial do Cabo continua assim, lindo!
#dive #emalgumlugardomundo #seasheperd #mergulho

Imagina acampar em um lugar assim? ?️ Pois nós dormimos 3 noites em uma dessas cabanas e foi in-crí-vel!Na verdade não se trata de um camping em si. Essa é um tipo de acomodação mais básica, que encontramos no @selina em La Fortuna, na Costa Rica.
Mas apesar de parecer uma “simples” barraca, ela tinha uma cama super confortável e era tão estilosa por dentro como por fora.
O melhor: o preço era mais baixo do que o de um quarto comum, sem deixar nada a desejar no quesito conforto. E a gente podia usar toda a dependência do hotel, incluindo piscina, cozinha… E vc, passaria uma noite numa cabana dessas?

COSTA RICA NÃO É SÓ PRAIA!
Se vc acha que o país (que por sinal é um dos lugares mais biodiversos do mundo) tem só belas praias a oferecer, dá uma espiada nessa beleza.
Uma das cachoeiras mais bonitas que visitamos na Costa Rica foi a Catarata Rio Fortuna, com nada menos que 75 metros de queda d’água.E para se banhar nessa maravilha, é preciso encarar uns 500 degraus de escadaria. Dica: desça na maior empolgação pra dar um mergulho nessa belezura e deixa pra sofrer na volta ?
Nós fomos não época de chuvas e mesmo assim a água estava linda!
O que pode acontecer nessa época é que, devido ao grande volume de água, o mergulho na piscina principal seja proibido por questões de segurança. Mas dá pra se banhar logo adiante, no rio formado pela cachoeira. Então tá valendo o “esforço” de qualquer jeito!E vc, tb curte uma cachoeira ou prefere mesmo uma praia?#costarica #lafortuna #emalgumlugardomundo #nature #waterfall

? ??Viajar pela Costa Rica de carro foi uma das melhores aventuras que vivemos!
A gente ama a liberdade de dirigir pelo desconhecido, fazer as coisas do nosso jeito, no nosso tempo.
Sabiamos que não iríamos muito longe alugando um carro comum, porque algumas estradas por lá são impraticáveis – então já fechamos num 4×4 da @nomad_america pra não ter erro. E gente, não é em qualquer lugar que a gente pode alugar um carro com barraca de camping e dormir em uma praia deserta, né? ?️?️ E foi assim que cruzamos rios e acampamos em lugares incríveis – tudo isso vivenciando uma conexão incrível com a natureza selvagem desse país que tanto nós surpreendeu ?

X

JÁ BAIXOU NOSSO E-BOOK GRATUITO?

Inscreva-se agora e receba no seu e-mail nosso e-book: são 40 dicas de como viajar mais e melhor por menos!