O QUE FAZER EM CHILLÁN: TERMAS DE CHILLÁN E NEVE

Dicas e atrações desse destino delicioso no Chile

  • Adriana
  • -
  • 19 de fevereiro de 2019
  • Nenhum Comentário

Quer viajar mais por menos?

Inscreva-se agora e baixe nosso e-book: são 40 dicas já para a sua próxima viagem!

Não é novidade que a América do Sul está cheia de destinos interessantes para quem curte neve: lugares como Bariloche (na Argentina) e Valle Nevado (no Chile) já estão no radar dos brasileiros há muitos anos. Mas nós descobrimos outro destino de inverno que vale muito incluir no roteiro: Termas de Chillán, no Chile.

Chillán é uma opção tanto para quem está começando no esporte como para quem já tem mais experiência. Quem chega aqui encontra a maior pista de esqui da América do Sul e, de brinde, presencia um cenário deslumbrante em meio aos bosques nevados e vulcões da região. Para completar o passeio, nada melhor que um momento relaxante nas águas quentes das termas de Chillán.

Nesse post damos todas as informações para quem quer curtir o melhor de Termas de Chillán. Aproveite nossas dicas e planeje sua viagem para esse cantinho delicioso do Chile!

O que fazer em Chillán Neve Termas de Chillán - Onai 4
Lua nascendo as 22h da janela do Onai Hostel

[vc_message message_box_color=”grey” icon_fontawesome=”fa fa-stethoscope”]Não se esqueça do seguro viagem antes de embarcar para Santiago. Sugerimos fazer uma busca pela Segurospromo, um site que compara preços e dá uma enorme variedade de opções de seguro. Aproveite para usar nosso código EMALGUMLUGAR5 e ganhar 5% de desconto![/vc_message]

Explicando: é Chillán ou Termas de Chillán?

O nome da cidade é Chillán. Em Chillán encontramos, entre outras atrações, uma estação de ski e um complexo de piscinas de água termal, que fica ao lado da estação de ski.

O nome “Termas de Chillán”, como muitas vezes o lugar é chamado, é na verdade o nome de um tradicional hotel, o Gran Hotel Termas de Chillán. No passado, esse hotel tinha a concessão das pistas de ski e das piscinas termais, sendo responsável pela administração de todo o complexo.

Atualmente, tanto a estação de ski como as piscinas termais são administradas por outro grupo hoteleiro, o Nevados de Chillán. Isso significa que as piscinas termais pertencem ao Hotel Nevados de Chillán. Tanto as piscinas termais quanto a estação de ski podem ser usadas pelo público em geral, não apenas hóspedes.

E no final das contas, o hotel Termas de Chillán não tem mais as piscinas termais, e sim uma piscina normal aquecida – que é exclusiva para hóspedes.

Onde ficar em Chillán

Em Chillán, você tem basicamente duas opções na hora de escolher onde se hospedar.

A primeira opção é se hospedar em Las Trancas, um típico vilarejo de esqui que reúne diferentes hospedagens. Las Trancas fica a apenas 8km da entrada da estação de esqui e oferece uma variedade de pubs, mercados, restaurantes, cafés e lojas de equipamento.

Em Las Trancas nós ficamos em um lugar maravilhoso chamado Onai Hostal, que entrou no topo da nossa lista de “lugares em que ficaríamos por mais de um mês”. O Onai Hostal é um charme, a vista para as montanhas é algo de outro mundo, a decoração do lugar é incrível. Tudo em madeira, num clima super intimista e aconchegante.

Nós ficamos em um quarto duplo, mas há opções de quartos coletivos. Não há café incluso, mas há uma cozinha tão limpa e organizada que dá até gosto fazer as refeições ali. E para quebrar de vez o conceito de hostel, é solicitado manter o silêncio à noite para garantir o descanso dos hóspedes. A gente se apaixonou por esse lugar!

Nós ficamos em um quarto duplo, mas há opções de quartos coletivos. Não há café incluso, mas há uma cozinha tão limpa e organizada que dá até gosto fazer as refeições ali. E para quebrar de vez o conceito de hostel, é solicitado manter o silêncio à noite para garantir o descanso dos hóspedes. A gente se apaixonou por esse lugar!

A segunda opção é reservar um dos hotéis que funcionam no esquema ski-in/ski-out. Indicado para quem quer gastar mais, e opta por praticidade e conforto. Esses hotéis oferecem uma infraestrutura completa, com spa próprio, restaurantes, translado para o aeroporto e outros serviços.

Hotel Nevados de Chillán é uma ótima opção para quem viaja com grupos grandes ou em família, já que eles oferecem apartamentos inteiros para aluguel, onde cabem cinco ou seis pessoas confortavelmente. Os preços também saem mais em conta e você encontra diárias a partir de R$ 400 (o apartamento).

A escolha mais premium por aqui é o Hotel Alto Nevados, que vale cada centavo investido – afinal, ele fica bem na base da estação de esqui. É uma das construções mais modernas da região e o projeto foi todo pensado para ser o mais sustentável possível – as próprias aguas termais são usadas para calefação, por exemplo. As diárias ficam a partir de R$ 750.

O que fazer em Chillán Neve Termas de Chillán - Alto
Foto Divulgação

Outra opção é o Gran Hotel Termas de Chillán, um hotel super tradicional que também fica ali pertinho da base da estação de esqui. Os hóspedes têm à sua disposição desde aulas de yoga e academia completa até duas piscinas, uma externa e uma interna, abertas todos os dias. Além disso, um dos melhores restaurantes de Chillán, o Shangri-la, funciona dentro do Gran Hotel. O quarto duplo com vista para a montanha sai a partir de R$675.

Como chegar e circular em Chillán

Como chegar em Chillán

Avião

A cidade de Chillán fica a 470km da capital do Chile, Santiago. O aeroporto mais próximo é o fica na cidade de Concepción, que fica a 180km de Chillán, mais ou menos 2h30 de carro.

A empresa low-cost chilena Sky Airlines realiza o trajeto Santiago – Concepción em um voo com apenas 1h de duração. Muitos hotéis oferecem translado entre o aeroporto de Concepción e Chillán, mas você também pode ir de ônibus pela empresa Turbus.

Os ônibus saem do Terminal Collao e as passagens custam a partir de 2.000 pesos. Só não esqueça que você ainda vai precisar fazer o trajeto entre o aeroporto e o terminal, que fica a 15 minutos de taxi, então programe bem seus horários.

Carro

Também é possível fazer o trajeto entre Santiago e Chillán de carro, pela Ruta 5. São apenas 5h de estrada, mas vale ter atenção redobrada durante o inverno, quando a pista pode ficar mais escorregadia. Não esqueça de levar dinheiro em espécie para pagar os pedágios até lá – o valor total fica em torno de uns 15.000 pesos.

Ônibus

A empresa Turbus faz o trajeto Santiago – Chillán. A viagem dura cerca de 6h e o preço de cada trecho varia dependendo do tipo de ônibus e do horário escolhido. Para quem vai ficar hospedado em Las Trancas, uma boa opção é a cia Nilahue, que leva direto de Santiago a Las Trancas.

Trem

Outra opção para chegar até Chillán é de trem. A viagem leva cerca de meia hora a menos do que o ônibus e costuma ser mais confortável, além de passar por paisagens bem bonitas. O trem parte da estação Alameda, em Santiago, e é operado pela Tren Central.

Como circular em Chillán

Como as Termas de Chillán e a estação de esqui ficam a 84km do centro de Chillán, o mais indicado para quem quer curtir a região é ficar hospedado em Las Trancas, uma região cheia de hotéis e bem mais próxima das atrações de Chillán.

Se você chegar em Chillán e não conseguir um translado do centro de Chillán até Las Trancas pelo próprio hotel, o jeito mais prático é ir de ônibus. A empresa REM faz o trajeto por 3.000 o trecho e você pode consultar os horários no site.

Quando já estiver em Las Trancas, você também poderá pegar um ônibus da empresa REM para fazer o trajeto de Las Trancas até a estação – são 8km de distância e o custo é de 2.000 pesos por trecho.

O que fazer: dicas e principais atrações em Termas de Chillán

Esquiar

O centro de ski de Chillán, chamado Complexo Nevados de Chillán, conta com 35km de pistas de ski, com diferentes níveis de dificuldade. Dentre essas pistas está a mais longa da América do Sul, a Tres Marias, com 13km de extensão. A pista mais baixa fica a 1.500m de altitude, enquanto a mais alta, a 2.400m.

O que fazer em Chillán Neve Termas de Chillán - Neve 1
Foto Divulgação Hotel Alto Nevados
O que fazer em Chillán Neve Termas de Chillán - Neve 2
Foto Divulgação Hotel Alto Nevados

A estrutura das estações de esqui é simples se comparada a de outras estações vizinhas, como Bariloche. Mas Chillán tem seu charme – e nada compensa a experiência de esquiar no meio de bosques.

Para adultos (a partir de 12 anos), o valor do ingresso por dia é de 48.000 pesos na alta temporada e 38.000 pesos na baixa temporada. Comprando um ingresso válido por 4 dias, você paga 170.000 no total, na alta temporada, e 131.000 na baixa temporada. Para quem preferir comprar um ingresso que dá direito a esquiar durante toda a temporada, o valor é 650.000.

Piscinas termais (as deliciosas termas de Chillán)

Tão famoso quanto sua estação de ski, as termas de Chillán atraem muitos visitantes em busca de um momento relax nas águas quentinhas. Bem ao lado do Hotel Alto Nevados fica localizado o Parque de Aguas de Chillán, um spa termal com quatro piscinas de diferentes tamanhos e temperaturas – a média é de 37ºC.

O que fazer em Chillán Neve Termas de Chillán - Termas 1
Termas no Verão
O que fazer em Chillán Neve Termas de Chillán - Termas 2
Termas no Inverno. Foto Divulgação

Há desde piscinas com bar, onde você pode se esquentar enquanto curte um drink, até piscinas mais reservadas, para relaxamento. Durante a baixa temporada, adultos pagam 11.000 para ter acesso às três piscinas abertas ou 16.000 para ter acesso também à piscina fechada. O serviço de SPA é pago a parte – 30 minutos de massagem relaxante custam 20.000.

Outras atrações em Chillán

Para quem quer fugir da neve um pouco, Chillán oferece outras atrações que podem ser aproveitadas inclusive no verão. Há uma boa variedade de caminhadas ao ar livre para nenhum amante de trekking botar defeito.

Nós fizemos uma caminhada de quase 2 horas (leve e deliciosa) que nosso anfitrião do Onai Hostal nos indicou, começando a partir do Ecoparque Shangri La.

O que fazer em Chillán Neve Termas de Chillán - Trekking 1
Caminho próximo ao abrigo Shangrilá
O que fazer em Chillán Neve Termas de Chillán - Trekking 2
Trekking ao pé do vulcão

Outras atividades também são oferecidas no Mountain Park, que faz parte do Gran Hotel Termas de Chillán: além de trekking, dá para fazer canoagem, arvorismo e paintball, entre outros.

Onde comer em Chillán

Grande parte dos restaurantes de Chillán tem como especialidades frutos do mar típicos do Chile, como caranguejos, polvo e mexilhões. Outro foco, é claro, é a cozinha tradicional andina, sempre acompanhada de um belo vinho chileno. Uma opção mais arrumadinha é o Shangri-la, que fica no Hotel Gran Termas de Chillán.

Existem também várias opções de pubs por Las Trancas, como o Snow Pub e o Las Cabras, que oferecem um menu variado. Já o Chil’in Pizzeria, em Las Trancas, tem como especialidade massas e pizzas, todas com preço bem justo.

Onde alugar equipamentos em Chillán

Em Las Trancas, a loja mais popular para alugar equipamento é a El Francés, que tem muita variedade tanto para quem quer apenas alugar quanto para quem prefere comprar seu próprio equipamento. Outra opção é a Entrerocas, também em Las Trancas, que costuma oferecer preços ainda mais em conta.

Você também consegue alugar equipamentos diretamente na estação de Nevados de Chillán, mas por lá você vai encontrar menos variedade e preços um pouco mais salgados. Se você tiver seu próprio equipamento e ele precisar de algum tipo de manutenção, há uma oficina na própria estação.

Quando visitar Termas de Chillán

A melhor época para curtir a estação de ski e as termas de Chillán é mesmo durante o inverno, quando começa a temporada e a neve fica mais abundante. O período entre junho e outubro é o melhor.

A boa notícia é que o destino continua sendo interessante e cheio de atividades ao longo do ano. Nós já estivemos lá em pleno novembro. Não havia mais neve na estação, mas nós adoramos Chillán e curtimos muito mesmo assim. E claro, queremos voltar para ver neve!

Não esqueça o seguro viagem!

Agora que você já conferiu tudo o que fazer em Chillán, vale o lembrete: um seguro viagem é indispensável para uma viagem tranquila e sem maiores estresses. Já precisamos de atendimento médico durante nossa viagem pela América do Sul e felizmente tínhamos o seguro para cobrir as despesas.

Sugerimos fazer uma busca pela Segurospromo, um site que compara preços e dá uma enorme variedade de opções de seguro. Pra melhorar, é só usar nosso código EMALGUMLUGAR5 para ganhar 5% de desconto!

Uma viagem para Chillán combina com:

Pucón | Para quem quer curtir neve, vale incluir Pucón no roteiro de viagem do Chile. Além de garantir diversão e aventura em sua estação de ski, Pucón conta com uma vista espetacular do vulcão Villarica, que pode ser apreciado de diferentes pontos da cidade.

Santiago | Uma viagem ao Chile não está completa sem conhecer Santiago, a capital com ar europeu e sangue latino. Construções da época colonial se misturam a um clima cosmopolita, sendo um convite para explorar a cidade e aprender mais sobre a história do país.

Atacama | Um destino dos sonhos no Chile: o Deserto do Atacama está cheio de paisagens incríveis. São várias opções de passeios, incluindo vales rochosos, montanhas coloridas, banhos termais, lagunas salgadas e muito mais. Você jamais esquecerá o Atacama!

Espero que esse post com dicas sobre o que fazer em Chillán tenha te inspirado para sua próxima viagem!

Esse post pode conter link de afiliados. Isso significa que, ao fazer uma reserva a partir desses links, você ajuda a manter nosso blog e não paga nada a mais por isso. Nós agradecemos seu apoio!

Nós nos esforçamos para manter o blog atualizado, mas alguns detalhes podem sofrer alterações a qualquer momento. Sempre confirme datas, preços e informações.


Quer saber como viajar mais por menos?

Baixe agora nosso guia gratuito: são 40 dicas imperdíveis para colocar em prática já na sua próxima viagem!

Explore o/a Chile

Fazer Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-Nos No Instagram @emalgumlugardomundo