Saiba tudo sobre o Parque Nacional Corcovado na Costa Rica | Em Algum Lugar do Mundo

TUDO SOBRE O PARQUE NACIONAL CORCOVADO, NA COSTA RICA

Dicas e informações para planejar sua visita a um dos parques mais lindos do país

  • Adriana
  • -
  • 18 de janeiro de 2020
  • Nenhum Comentário

Quer viajar mais por menos?

Inscreva-se agora e receba no seu e-mail nosso e-book: são 40 dicas já para a sua próxima viagem!

Ao planejar nossa viagem pela Costa Rica, ficamos muito na dúvida se colocaríamos o Parque Nacional Corcovado no roteiro. Apesar de sabermos que se trata de um dos lugares mais biodiversos do mundo, pensamos que poderia ser “mais do mesmo” – afinal, já tínhamos visto muita coisa linda pelo país.

Consideramos também a distância que teríamos que percorrer, pois o Corcovado está localizado na Península de Osa, um destino bem ao sul do país e mais distante das outras cidades que já iríamos conhecer.

Resolvemos ir mesmo assim. E como estávamos enganados!

Corcovado foi um dos nossos destinos preferidos na Costa Rica. Um clima totalmente selvagem, de natureza intocada, onde vimos centenas de animais soltos na natureza, em meio a uma paisagem das mais deslumbrantes.

Parque Nacional Corcovado na Costa Rica - Arara
Araras selvagens no parque. Sempre em dupla, apesar da segunda estar um pouco escondida

Ou seja, se você tem alguma dúvida sobre visitar o Corcovado National Park, nós resolvemos seu problema. Vamos te dar motivos de sobra para colocar esse Parque Nacional na sua lista – e com direito a todas as dicas para planejar sua viagem.

Vai viajar para Costa Rica? Confira as dicas para os principais destinos:

O que fazer e ver no Parque Nacional Corcovado na Costa Rica

O Parque Nacional Corcovado abrange uma área de nada menos que 424 km², sendo a maior floresta da costa do Pacífico. A área é preservada desde 1975, quando o então presidente estabeleceu a Reserva e extinguiu a atividade de mineração.

Conhecer o Parque envolve muita caminhada, que pode ser feita em um dia inteiro ou ser dividida em 2, 3 e até 4 dias. Embora muito longas, a maioria das trilhas são leves e planas.

E o que você vai encontrar por lá é vida selvagem em tanta abundância que é difícil de descrever.

Para citar alguns bichos que vimos: macacos (de 4 espécies diferentes), bichos-preguiça, araras, tucanos, corujas, tamanduás, quatis, antas… Ainda é possível ver jaguatiricas e pumas, dependendo da região do parque.

Parque Nacional Corcovado na Costa Rica - Tamanduá Mirim
Um lindo tamanduá mirim
Parque Nacional Corcovado na Costa Rica - macaco Aranha
Um barrigudo macaco aranha
Parque Nacional Corcovado na Costa Rica - Quati
Quati

Além disso, o cenário é muito encantador. Nós revezamos a caminhada entre a floresta densa e a praia, que tem um ar super enigmático com areias escuras e uma névoa permanente.

Quando visitar o Parque Nacional Corcovado na Costa Rica

A melhor época para visitar Corcovado na Costa Rica é durante a estação chuvosa, que vai de dezembro a abril.

Em maio começa a estação chuvosa, que se estende até o comecinho de dezembro.

Os meses mais chuvosos são entre setembro e outubro. Nessa época não é muito recomendado a visita: o acesso fica bem complicado devido ao grande volume de águas nos rios, que precisamos cortar para chegar até o parque. Alguns hotéis inclusive ficam fechados.

O que você precisa saber para visitar o Corcovado

Há 3 informações importantes que você deve saber para planejar sua visita ao Parque Nacional Corcovado.

1. É obrigatório fazer a trilha com um guia certificado

Antes de mais nada é importante ressaltar que, para visitar o Corcovado, você precisará ir com um guia certificado. Não é mais permitido visitar o parque por conta própria.

Antigamente era possível visitar por conta própria, mas depois de algumas pessoas se perderem, passou a ser obrigatório fazer com guia.

Mas isso não é uma má notícia! Com suas lunetas e conhecimento sobre o parque são capazes de mostrar animais onde você jamais poderia encontrar!

2. Há opções de passeio de um dia ou 2 dias/1 noite

Para conhecer o Parque Nacional Corcovado, você deverá escolher entre fazer o passeio de um dia, ou o passeio de 2 dias/ 1 noite, pernoitando no parque.

Os passeios de um dia são os mais buscados – e foi o que nós fizemos. Se você tem pouco tempo de viagem, pode escolher essa opção que não vai se arrepender.

Mas se você for um louco por natureza e quer ter a chance de ver pumas e jaguatiricas, é preciso passar a noite no parque.

3. Há 4 estações florestais no Corcovado

Existem diferentes trilhas dentro do Corcovado, e você deve escolher antecipadamente qual(is) você quer conhecer. Há no total 4 estações de guarda florestal dentro do parque, por onde as trilhas passam.

Há também uma trilha adicional chamada El Tigre, que não passa por nenhuma estação florestal.

Todas as 4 estações do Corcovado têm instalações básicas, que permitem o pernoite dentro do parque.

Vamos falar sobre todas as estações e, no tópico seguinte, mostramos como chegar em cada uma delas.

3.1. Estação La Leona

A estação La Leona é a que fica mais ao sul do parque e uma das mais indicadas para quem quer fazer o passeio com duração de 1 dia. Foi essa que fizemos e recomendamos muito, pois a riqueza de vida animal que vimos foi impressionante!

Parque Nacional Corcovado na Costa Rica - Macaco Capuchinho
Macaco-prego-de-cara-branca, Capuchinho ou Cariblanco

3.2. Estação Sirena

A estação Sirena é totalmente rodeada pela floresta. A vida selvagem é bem abundante e a paisagem é espetacular.

Essa estação é a que apresenta as melhores condições para estadia no parque. Ela tem acomodações básicas, incluindo mosqueteiro e roupa de cama e um restaurante com preços bem salgados (as outras estações são mais básicas, onde é preciso acampar e preparar comida).

3.3. Estação San Pedrillo

A estação San Pedrillo é mais indicada para quem prefere flora à fauna. Por aqui você não verá tantos animais como na estação Sirena, apesar de ser uma das melhores regiões para avistar o puma. E a vegetação aqui é ainda mais abundante, com muitas árvores centenárias e plantas das mais variadas.

3.4. Estação Los Patos

A estação Los Patos é a que fica mais no meio da floresta, por isso ela só pode ser visitada em um passeio que inclua pernoite no parque. São cerca de 8 horas de caminhada para chegar em Los Patos, partindo da estação Sirena. Devido a sua localização, é uma das melhores regiões do parque para avistamento de animais selvagens.

3.5. Trilha El Tigre

A trilha El Tigre não passa por nenhuma estação florestal. Ela começa em uma cidade chamada Dos Brazos de Rio Tigre, e inclui uma subida íngreme inicial de cerca de 1 hora. São no total 8km que costumam ser percorridos em 8 horas.

A diversidade animal aqui também não é tão extensa, mas é possível ver bastantes insetos, cobras, sapos e alguns mamíferos.

Como chegar no Parque Nacional Corcovado

Para chegar ao Parque Nacional Corcovado, você precisará escolher entre dois pontos de partida: Puerto Jimenez ou Drake Bay.

Saindo de Puerto Jimenez

A pequena cidade de Puerto Jimenez é um dos principais pontos de partida para quem quer visitar o Parque Nacional Corcovado.

Partindo daqui, você poderá visitar as estações Sirena e La Leona.

O trajeto é o seguinte: saindo de Puerto Jimenez, você segue em um carro 4×4 até Carate, que é uma “porta de entrada” para o parque. Esse trajeto é feito em cerca de 1h30, passando por estrada de chão e cruzando alguns rios.

Daqui, você seguirá pela trilha rumo à estação La Leona. Uma parte da trilha é feita pela praia mesmo, mas a maioria do tempo você caminha pela floresta.

Quem escolher o passeio de 1 dia, irá caminhar um pouco mais adiante e já irá retornar para Carate, para pegar o carro e voltar para Puerto Jimenez. Serão no total uns 16km de caminhada.

Parque Nacional Corcovado na Costa Rica - Nomad América
Nosso camping em Puerto Jimenez

Quem quiser passar a noite, irá seguir da estação La Leona até a estação Sirena, onde irá dormir na acomodação. No dia seguinte, irá fazer o mesmo caminho de volta.

Quem escolher um passeio mais longo, poderá seguir de Sirena até a estação Los Patos, porém esse passeio leva 4 dias/3 noites.

Saindo de Drake Bay

Outra opção para visitar o Corcovado é a partir de Drake Bay. Daqui é possível visitar as estações Sirena e San Pedrillo.

Todos os tours partem de manhã bem cedo, em um trajeto de barco de Drake Bay até Sirena (em 30 minutos) ou San Pedrillo (em 1h30).

Quem escolher fazer o passeio de um dia, irá pegar o barco de volta e chegar em Drake Bay por volta das 17h. Quem escolher pernoitar no parque, irá dormir na estação escolhida e retornar a Drake Bay no final do dia seguinte.

Onde se hospedar para visitar o Parque Nacional Corcovado

Como você pôde ver, é preciso usar Puerto Jimenez ou Drake Bay como ponto de partida para visitar o parque. Portanto, é preciso passar a noite anterior do passeio em uma das duas cidades.

Nós recomendamos passar também a noite seguinte do passeio, pois no final do dia você estará bem cansado para encarar um deslocamento para outro destino.

Há bastantes opções de hospedagem nos dois lugares, incluindo acomodações simples até hotéis eco-boutique com uma pegada mais de luxo.

Em Puerto Jimenez, a indicação é o Las Islas Lodge, que tem piscina e fica bem no meio da natureza a apenas 1km do centrinho.

Os quartos têm ar condicionado, mas eles não servem café da manhã (o que não faz diferença, já que os passeios para o Corcovado saem bem cedo, antes do horário normal de café da manhã).

Se quiser ficar em Drake Bay, duas boas recomendações são o Casa Horizontes Corcovado e o mais simples Casa Gitana Corcovado.

O que levar para o Parque Nacional Corcovado

Passeio de um dia

Não é preciso levar muita coisa se você for visitar o parque em apenas um dia.

O mais importante é levar uma garrafa de água de pelo menos 1 litro – é possível abastecê-la no caminho. Ao fechar seu passeio, certifique-se se eles oferecem comida. É uma boa levar lanchinhos, biscoitos, sanduíches, pois não há nenhum lugar para comprar nada durante esse passeio.

Vale também estar preparado para ficar molhado. Seja pelo suor ou pela chuva, é impossível se manter seco no parque. O ideal é ir com roupa bem leve e um tênis confortável.

Parque Nacional Corcovado na Costa Rica - caio e dri
Nós

Além disso, é imprescindível a dupla repelente e protetor solar. E claro, sua câmera para registrar tudo que ver pela frente 🙂

Para dormir no parque

Se você optar por passar uma ou duas noites no parque, acrescente mais algumas coisas na sua mochila.

É preciso levar roupa extra para trocar. Uma calça e uma blusa de manga longa de tecido leve podem ser bem úteis à noite, pois a temperatura cai um pouquinho e os insetos perturbam.

Além disso, leve também uma toalha de secagem rápida, um carregador portátil para seu celular (a energia é limitada), uma bateria extra para a câmera e uma lanterna.

Dicas de segurança no Parque Nacional Corcovado

Como já dissemos, o passeio para o Corcovado deve ser guiado.

Portanto, se você seguir as instruções e se mantiver perto do guia e de seu grupo, não haverá riscos. Além disso, os guias são certificados, conhecem bem a área e têm olho clínico para avistar animais bem de longe.

Apesar de ser seguro, é recomendável fazer um bom seguro viagem. Em caso de acidente ou imprevisto, você já estará prevenido. Nós sempre fazemos a cotação de seguro no site da Seguros Promo, um site comparador de preços que busca as melhores opções entre as seguradoras confiáveis. E ainda dá para conseguir um desconto: é só usar nosso código EMALGUMLUGAR5 para conseguir 5% de desconto na sua compra!

Depois das nossas dicas, vai colocar o Parque Nacional Corcovado no seu roteiro pela Costa Rica? Conta pra gente!

Esse post pode conter link de afiliados. Isso significa que, ao fazer uma reserva a partir desses links, você ajuda a manter nosso blog e não paga nada a mais por isso. Nós agradecemos seu apoio!

Nós nos esforçamos para manter o blog atualizado, mas alguns detalhes podem sofrer alterações a qualquer momento. Sempre confirme datas, preços e informações.


Quer saber como viajar mais por menos?

Receba agora so seu e-mail nosso guia gratuito: são 40 dicas imperdíveis para colocar em prática já na sua próxima viagem!

Você também pode gostar de ler:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-nos no Instagram

COSTA RICA NÃO É SÓ PRAIA! 
Se vc acha que o país (que por sinal é um dos lugares mais biodiversos do mundo) tem só belas praias a oferecer, dá uma espiada nessa beleza. 
Uma das cachoeiras mais bonitas que visitamos na Costa Rica foi a Catarata Rio Fortuna, com nada menos que 75 metros de queda d’água.

E para se banhar nessa maravilha, é preciso encarar uns 500 degraus de escadaria. Dica: desça na maior empolgação pra dar um mergulho nessa belezura e deixa pra sofrer na volta 😅 
Nós fomos não época de chuvas e mesmo assim a água estava linda! 
O que pode acontecer nessa época é que, devido ao grande volume de água, o mergulho na piscina principal seja proibido por questões de segurança. Mas dá pra se banhar logo adiante, no rio formado pela cachoeira. Então tá valendo o “esforço” de qualquer jeito!

E vc, tb curte uma cachoeira ou prefere mesmo uma praia?

#costarica #lafortuna #emalgumlugardomundo #nature #waterfall

🚙 🇨🇷Viajar pela Costa Rica de carro foi uma das melhores aventuras que vivemos! 
A gente ama a liberdade de dirigir pelo desconhecido, fazer as coisas do nosso jeito, no nosso tempo. 
Sabiamos que não iríamos muito longe alugando um carro comum, porque algumas estradas por lá são impraticáveis – então já fechamos num 4×4 da @nomad_america pra não ter erro. E gente, não é em qualquer lugar que a gente pode alugar um carro com barraca de camping e dormir em uma praia deserta, né? 🏕️🏖️ E foi assim que cruzamos rios e acampamos em lugares incríveis – tudo isso vivenciando uma conexão incrível com a natureza selvagem desse país que tanto nós surpreendeu 😍

🇨🇷 Dois ícones da Costa Rica: surf e por do sol ☀️ 🏄‍♀️ Como o país é estreito e comprido , quase todas as praias do lado do Pacífico têm espetáculo do pôr do sol garantido (isso quando as chuvas tropicais não atrapalham). Fora a água naquela temperatura gostosa e um tanto de ondas tranquilas, ótimo pra quem quer aprender a surfar. A gente até se animou fazendo umas aulinhas, mas precisava de mais uma temporada por lá pra se manter na prancha por mais tempo. Alguém aqui pensando em voltar? 😬😛

Saindo da rota: todo destino tem aqueles cantinhos escondidos, que não estão em nenhum guia de viagem ou que você nunca ouviu falar antes, por mais que tenha pesquisado tudo sobre o lugar. ⠀
“E se a gente virar aqui, onde que vai dar?”
⠀
Eu não sei vocês, mas pra gente uma das melhores partes da viagem é poder andar pelo desconhecido. É esticar a caminhada ou virar à esquerda no atalho, e chegar ali só pra ver o que que tem.
⠀
É verdade que você pode chegar numa rua sem saída (e obviamente não é em todo destino que dá pra fazer isso). Mas é numa dessas que você descobre um lugar especial, que já faz valer a viagem todinha – que até vale cortar atração do roteiro só pra aproveitar mais aquela descoberta. ⠀
O desconhecido definitivamente faz nossos olhos brilharem! E para você, qual o grande momento em uma viagem?⠀ ⠀
____________________________
⠀

🇨🇷 Na Costa Rica você passa o dia inteiro babando pelo azul, pra chegar no fim de tarde e ficar embasbacado com esse rosa. 😍😱 É um pôr do sol mais lindo que o outro por aqui! ☀️

X

JÁ BAIXOU NOSSO E-BOOK GRATUITO?

Inscreva-se agora e receba no seu e-mail nosso e-book: são 40 dicas de como viajar mais e melhor por menos!