Viagem para Costa Rica: 11 dicas + destinos imperdíveis

VIAGEM PARA COSTA RICA: 11 DICAS IMPORTANTES + DESTINOS IMPERDÍVEIS

Aproveite nossas 11 dicas valiosas para quem visita o país pela primeira vez e confira as principais atrações de cada região

  • Adriana
  • -
  • 26 de março de 2020
  • Nenhum Comentário

Quer viajar mais por menos?

Inscreva-se agora e receba no seu e-mail nosso e-book: são 40 dicas já para a sua próxima viagem!

Pra aproveitar o melhor de uma viagem para Costa Rica, é preciso um bom planejamento.

Não que o destino seja complicado: viajar para Costa Rica é até fácil, comparado a outros destinos da América Central e do Sul.

Mas se você quer garantir uma viagem inesquecível e no melhor estilo “Pura Vida”, há algumas questões sobre o país que você deve saber antes de embarcar.

Viagem para a Costa Rica - Corcovado
Parque Nacional Corcovado

Portanto, se você quer organizar uma viagem para Costa Rica perfeita, você está no lugar certo: aproveite todas as nossas dicas e comece a planejar agora mesmo seus dias maravilhosos pelo país.

Antes de definir seu roteiro pela Costa Rica, é importante incluir um bom seguro viagem no seu planejamento. Recomendamos que faça uma pesquisa na nossa página de seguros, que compara os preços e busca as melhores opções entre as seguradoras confiáveis. E aproveite que nós temos um desconto ótimo: basta usar o código EMALGUMLUGAR5 para ganhar até 10% de desconto (5% com o cupom + 5% com pagamento via boleto bancário).

Viagem Costa Rica: tudo que você precisa saber antes de viajar pelo país

Listamos aqui 11 dicas que você deve saber antes de embarcar em sua viagem para Costa Rica. Incluímos aspectos culturais, dinheiro, segurança, alimentação, transporte e muito mais.

Ao final, você confere os principais destinos da Costa Rica separados por cada região.

Você vai ver:

  1. O que é Pura Vida
  2. Dinheiro na Costa Rica (moeda, custo de viagem e dicas para economizar)
  3. Melhor época para viajar para Costa Rica
  4. Como se locomover
  5. Quanto tempo ficar
  6. O que levar na mala
  7. Segurança
  8. Saúde e seguro viagem
  9. Internet
  10. Comida
  11. Natureza e vida selvagem

1. O que é Pura Vida

Ao desembarcar na Costa Rica você já vai começar a ouvir (e ler) “Pura Vida” em todos os cantos. E não poderia haver termo mais apropriado para definir o estilo de vida dos “Ticos”, como são chamados os costa-riquenhos.

Pura Vida é uma forma de cumprimentar, de dizer olá, tchau – ou qualquer coisa que tenha uma intenção positiva – dá pra usar de diversas formas!

Então já sabe: ao começar sua viagem para Costa Rica, coloque um sorriso no rosto e Pura Vida!

Viagem para a Costa Rica - Pura Vida
Relax e PURA VIDA!

2. Dinheiro na Costa Rica

Esse quesito é super importante na hora de planejar sua viagem para Costa Rica. Por isso, vamos dividi-lo em tópicos.

2.1. Qual é a moeda da Costa Rica

A moeda oficial da Costa Rica é o Colon. O nome vem de Cristóvão Colombo (que em espanhol é Cristobal Colon).

Viagem para a Costa Rica - Colones
Os Colones da Costa Rica

Apesar de ter sua própria moeda, no país se usa tanto colon como dólares americanos. Inclusive, é possível sacar dólares em alguns caixas automáticos. Você pode pagar tranquilamente com as duas moedas – o que acontece normalmente é de você pagar em dólar e o troco ser em colon.

Vale ficar atento pois diversos lugares não aceitam notas de U$50 ou U$100. O ideal é andar com notas menores. Verifique também se, ao pagar em colon, você não conseguirá um valor mais baixo.

2.2. Viajar para Costa Rica é caro?

Uma das primeiras coisas que você precisa saber é que viajar para Costa Rica não é uma diversão barata. Não se engane ao pensar que, por estar na América Central, o país terá o custo de vida baixo como de seus vizinhos Panamá e Nicarágua. Na verdade, o turismo na Costa Rica é caro.

O preço das refeições é um pouco salgado (podemos comparar ao custo de alimentação nos Estados Unidos, por exemplo). Se você viajar de carro, espere pagar pelo combustível um valor similar ao do Brasil.

Mas o que mais pesa no bolso são as atividades e os passeios que você irá fazer pelo país. A natureza aqui é farta, mas não é de graça.

Praticamente todos os parques nacionais cobram entrada – que pode variar de 12 a 20 dólares. E sim, os valores são em dólares mesmo.

Há também as atrações naturais que estão em propriedade privada. Nesses casos, os valores podem ir de 15 a 100 dólares.

Por isso, é importante planejar bem e decidir o que vale a pena visitar. Nós escreveremos posts sobre os destinos mostrando as principais atrações, para que você possa escolher o que visitar.

Além disso, há algumas formas de economizar durante a viagem e não sentir tanta dor no bolso.

2.3. Nossas 8 dicas sobre dinheiro e sobre como economizar em uma viagem para Costa Rica

  1. Como na maioria dos lugares, evite ao máximo as casas de câmbio de aeroportos. Se você já chegar no país com dólares, use-os em compras em supermercados (que têm uma boa cotação) e aproveite para ficar com o troco em colones.
  2. Algumas cidades pequenas não possuem caixas automáticos, algumas contam apenas com um caixa apenas. Se você precisar sacar dinheiro durante sua viagem, é bom se planejar e aproveitar as cidades maiores para usar os ATMs.
  3. A prática de dar gorjeta varia de acordo com o país – e saiba que na Costa Rica não é obrigatório. Eles não têm o costume de incluir os % no final da conta, então não se sinta pressionado a acrescentar um valor no pagamento final. Claro que se você quiser dar um adicional ao guia, ao motorista ou a qualquer prestador de serviço, será bem vindo.
  4. Dê preferência aos restaurantes locais para uma refeição boa e barata. Falaremos mais sobre “comida na Costa Rica” ao longo do post
  5. Busque por hotéis/ hostels que tenham cozinha. Nós nos hospedamos no Selina, uma rede de hotéis suuuper legal que está em diversos destinos do país. Um dos (muitos) pontos positivos é a sua cozinha comunitária – nós economizamos muito preparando nossas refeições no hostel a maior parte do tempo.
  6. A água é potável na grande maioria dos destinos turísticos da Costa Rica. Portanto, economize alguns colones enchendo sua garrafinha reutilizável. Na dúvida, sempre se certifique ao chegar no local se a água é mesmo potável – em todos os destinos que visitamos a resposta foi positiva.
  7. Se você for fazer tours/passeios com agência, uma dica: não feche diretamente com a agência diretamente que faz o passeio em si, mas em agências menores e terceirizadas que vendem o passeio (e ganham comissão). É normalmente mais barato.
  8. Economize em tudo, menos no seguro viagem. Felizmente não precisamos usar, mas os riscos por aqui não são tão pequenos: ouvimos história de gente que torceu o pé na trilha, quebrou o braço aprendendo a surfar, ficou desidratado e por aí vai. Então a melhor dica é usar um bom comparador de preços (nós sempre usamos o Seguros Promo) e fechar seu seguro com antecedência. Aproveite que temos um cupom de desconto: é só usar EMALGUMLUGAR5 e garantir 10% de desconto na sua compra 🙂

3. Clima: qual a melhor época para viajar para Costa Rica

A Costa Rica tem um clima tipicamente tropical, mas há alguns microclimas específicos que não nos permitem generalizar as coisas por aqui.

Para começar, o país conta com duas costas: a do Pacífico e a do Caribe – e a estação chuvosa é diferente nas duas.

E apesar do calor constante predominar no país, há alguns destinos que experimentam temperaturas mais amenas – ou até bem baixas!

Monteverde por exemplo é um lugar mais fresco. E nos vulcões faz frio de verdade! Nós passamos um sufoco na nossa visita ao Vulcão Irazu, onde pegamos 11 graus (sendo que estávamos de camiseta pois tínhamos saído da praia!).

Mas de uma forma geral, o período entre final de novembro e começo de dezembro costuma ser a melhor época para o turismo na Costa Rica.

A época chuvosa costuma ir do começo de maio ao final de novembro. Os meses de setembro e outubro são os que mais chove. Já do lado caribenho, a época mais chuvosa é novembro e junho. 

Viagem para a Costa Rica - Chuva
Mesmo fora da época chuvosa espera uma chuvinha no fim de tarde

Porém se você não puder fugir da estação chuvosa, não se preocupe. É justamente nessa época que os preços estão mais baixos e a vida selvagem está no seu auge – as chances de ver animais ficam ainda maiores! Além disso, os dias na temporada chuvosa costumam ter sol durante o dia, com a chuva chegando mais para o final da tarde. Ou seja, dá pra aproveitar mesmo assim!

4. Como se locomover durante sua viagem para Costa Rica

4.1. Carro alugado

A melhor forma de conhecer Costa Rica é sem dúvidas alugando um carro. Sai muito mais barato do que pagar transfer ou voos internos, além de você ter a liberdade para parar onde quiser por quanto tempo quiser, ajustar seu roteiro e etc.

A melhor das recomendações que eu posso dar é pra você conferir o Nomad America: um carro que já vem todo equipado para você acampar.

Viagem para a Costa Rica - Nomad America
Nosso carro pela Costa Rica

Nós viajamos com esse carro/ casa por 2 semanas e posso afirmar: se você quer curtir a Costa Rica no melhor estilo Pura Vida, essa deve ser sua escolha!

Há muitos campings espalhados pelo país, mas o melhor mesmo é rodar de carro durante o dia e parar em uma praia deserta para dormir.

Para alugar um carro normal, a dica é pesquisar com antecedência e usar um comparador de preços. Nós sempre usamos a Rentcars, que permite o pagamento em real (sem IOF!) e em até 12x sem juros. 

E fique de olho, pois para alugar um carro você deverá fechar o “seguro contra terceiros”, que é obrigatório.

Para saber mais, confira nosso post sobre dicas para dirigir e aluguel de carro na Costa Rica.

4.2. Transfers e tours

Se você não curte dirigir e ainda assim quer o mínimo de conforto, a melhor solução é fechar um transfer entre os destinos que você quer visitar e escolher um tour para visitar as atrações. 

Há opções tanto de transfers privados como compartilhados, sendo que a primeira opção é obviamente bem mais cara.

Você pode fechar um transfer entre praticamente todos os destinos da Costa Rica, sendo que muitos deles podem incluir uma parada na capital San Jose ou em outras cidades pelo caminho.

4.3. Avião

Se você está com o tempo de viagem muito apertado e dinheiro não é um problema, pegar um avião será a melhor forma de viajar pela Costa Rica.

Como o país é pequeno, há voos de apenas 30 minutos entre alguns destinos, o que levaria cerca de 4 horas via terrestre. Algumas das cias aéreas locais são: Sansa, Skyway, TAC, Aerobell e Green.

Para pesquisar voos, nós sempre fazemos uma busca no Momondo e no Skyscanner para comparar os valores das passagens aéreas

Os principais aeroportos do país estão em San José e na Liberia, mas várias cidades contam com aeroportos locais.

E vale considerar ainda que os voos na alta temporada (dezembro a abril) são ainda mais caros.

4.4. Transporte público

Se você busca mesmo economizar, sua escolha deverá ser viajar de ônibus. Partindo da capital San Jose, você encontra ônibus para todos os destinos do país.

Infelizmente, essa opção não funciona bem para quem tem pouco tempo disponível para viagem, pois as viagens de ônibus são bem longas – o mesmo trecho pode levar até o dobro do tempo para ser percorrido, se comparado a uma viagem de carro.

E se for viajar na alta temporada, é recomendado comprar sua passagem com antecedência. Você pode dar uma olhada nesse site para mais informações.

5. Quanto tempo ficar na Costa Rica

De uma forma geral, eu diria que você precisa de no mínimo uma semana (no mínimo mesmo tá?) para sentir um gostinho da Costa Rica – e ficar com vontade de querer voltar.

A verdade é que a Costa Rica é um país pequeno, mas não se engane achando que em pouco tempo você conseguirá ver tudo que deseja.

A lista de atrações por aqui é extensa: praias, cachoeiras, parques nacionais, vulcões… não vai te faltar opções do que fazer na Costa Rica.

Ao planejar nossa viagem para Costa Rica, nós pensamos que um mês seria tempo demais – mas foi exatamente o que precisamos para conhecer todos os principais destinos do país.

O ideal é se planejar com antecedência e definir os destinos que você pretende conhecer.

Separe pelo menos 2 a 3 dias para cada cidade, de forma que seu roteiro não fique uma correria enlouquecida e que você consiga aproveitar suas escolhas.

6. O que levar na mala de viagem para Costa Rica

Conforto e simplicidade são as palavras de ordem na hora de fazer as malas para viajar pela Costa Rica.

A grande maioria dos destinos envolve praias, cachoeiras, contato com a natureza. E você definitivamente não precisa de sapato social ou um salto alto para isso!

Prefira roupas leves, de preferência de secagem rápida – o clima é muito úmido por aqui, o que dificulta bastante para secar as coisas.

Para os pés, você precisará de um bom par de chinelos para as praias e um tênis para as caminhadas. Sugiro uma bota impermeável e/ou de fácil limpeza, pois você vai se molhar e sujar o calçado de lama em algum momento!

Apesar de ser quente a maior parte do tempo, um (apenas um!) bom casaco é aconselhável – principalmente se você pretende visitar os vulcões.

E os itens mais importantes: filtro solar e repelente. Use protetor mesmo em dias nublados, a Costa Rica está bem pertinho da linha do Equador. 

E não se esqueça do repelente – eu esqueci um único dia e fui atacada pelos mosquitos.

7. É seguro viajar para Costa Rica?

Podemos afirmar que a Costa Rica é um país seguro. Como curiosidade, a Costa Rica é um dos pouquíssimos países do mundo que não tem força militar. Mas há sim polícia, e por sinal nós cruzamos diversas vezes com ela ao longo da nossa viagem.

Isso não quer dizer que não haja problemas – a maior parte dos casos são relacionados a pequenos roubos e furtos.

Embora tudo tenha rolado super tranquilo com a gente, nós ouvimos recomendações para redobrar atenção na capital San Jose e em Puerto Viejo à noite.

Além disso, vale a atenção de não deixar nada à mostra dentro do carro (se você for alugar um), nem de andar sozinho(a) à noite.

Fique de olho também nas suas coisas deixadas na areia, quando for dar aquele mergulho na água.

Nós não usamos táxi durante essa viagem mas, se você precisar, saiba que aqui eles têm a fama de querer enrolar turistas.

Então fique de olho se o taxímetro está ligado, acompanhe a rota pelo GPS. E, se puder, dê preferência ao Uber (que funciona muito bem em San Jose, embora haja conflito com os taxis).

8. Saúde e seguro viagem para Costa Rica

A Costa Rica conta com um sistema de saúde gratuito, mas ele atende apenas a população local.

Estrangeiros que precisarem de atendimento deverão pagar, e o preço pode ser bem salgado.

Ou seja, para quem viaja a turismo na Costa Rica, a recomendação é fazer um seguro viagem.

Para isso, nossa dica é conferir o site do Seguros Promo, um buscador de seguros onde sempre encontramos o menor preço. Nós ainda temos uma parceria com eles e conseguimos um desconto de 5% na compra: é só usar o código EMALGUMLUGAR5.

9. Como usar internet na sua viagem para Costa Rica

Nós não tivemos dificuldade com internet durante nossa viagem.

Há 4 operadoras no país: Kolbi, Movistar, Claro e Tuyo móvil. Todas elas vendem chip pré pago, com diferentes preços. Você precisa mostrar seu passaporte para comprar.

Nós preferimos já sair do Brasil com um chip de internet garantido. Nós usamos o chip da Viaje Conectado e ele nos atendeu bem. Use o código EMALGUMLUGAR10 para adquirir 10% de desconto na sua compra!

Além disso, todos os hotéis e a maioria dos restaurantes oferecem wifi. Todos os hotéis que ficamos do Selina tinham espaço de cowork e a velocidade tava ótima pra gente trabalhar.

10. Comida na Costa Rica

Prepare-se para comer muito bem na Costa Rica.

Você verá restaurantes de várias especialidades internacionais pelo país, principalmente nas regiões mais turísticas. Porém, é justamente nessas localidades que o preço tende a ser ainda mais elevado.

Para uma refeição típica e mais em conta, vá a uma “soda”: são os restaurantes locais, de estrutura bem simples e que servem os melhores pratos típicos que você irá provar. Em todos os destinos que passamos encontramos sodas, inclusive nas estradas.

Aproveite para experimentar alguns dos pratos tradicionais da Costa Rica:

  • Gallo Pinto | para começar o dia, nada melhor que um bom arroz com feijão de café da manhã. Sim, pode parecer estranho para gente que tá acostumado a comer isso no almoço, mas é uma delícia! A clássica mistura tem um toque de cebola e coentro, podendo vir acompanhado de ovos ou bananas. Ah, e “Gallo Pinto” significa galo manchado, e o nome vem da cor escura da mistura do arroz com feijão.
  • Casado | um prato feito costa-riquenho para chamar de seu. Normalmente acompanhado de arroz, feijão, salada e banana frita – e a carne pode variar. E o nome “casado” vem da junção das comidas em um único prato.
  • Patacones | normalmente servido como lanche, é basicamente uma banana achatada e frita (ela é frita duas vezes). Come-se ela com sal, e pode ser acompanhada de feijão preto batido (tipo um caldinho de feijão encorpado) ou pico de gallo (parecido com um molho vinagrete/ à campanha, podendo ser apimentado)
Viagem para a Costa Rica - Gallo Pinto
Gallo Pinto! O café da manhã da Costa Rica

11. Natureza e vida selvagem na Costa Rica (o melhor tópico!)

Se você já começou a pesquisar sobre o que fazer na Costa Rica, deve ter percebido que tudo aqui envolve atividades na natureza.

E não é para menos: a Costa Rica é um dos países mais biodiversos do mundo.

Pode ter certeza que, em sua viagem para Costa Rica, você irá encontrar diversos animais – e o melhor, soltos na natureza!

Nosso primeiro e grande encontro com os bichos foi no Parque Nacional Corcovado, ao sul do país. Impossível contar quantos animais vimos, mas para nomear alguns: macacos, bichos-preguiça, quatis, cotias, tamanduás, araras, tucanos e trocentas aves diferentes.

Outros destinos que vimos muitos bichos foi em Manuel Antonio e em Puerto Viejo; ambos os destinos contam com áreas de preservação em parques nacionais.

E por falar nisso, um dado curioso e gratificante: cerca de 25% do território da Costa Rica foi revertido em reservas e áreas de proteção.

Vamos aos números: pelo que pesquisamos, há um total de 27 parques nacionais, 58 11 reservas florestais, 8 reservas biológicas, 58 refúgios de vida selvagem… e por aí afora.

Ou seja, se você é contra a exploração de animais e acha que bicho bom é bicho solto – você não pode deixar de viajar para Costa Rica! 

O que ver e fazer na Costa Rica: principais destinos

Com um ambiente tão preservado e biodiverso, você já deve imaginar que por aqui não faltam atrações ligadas à natureza: são praias, cachoeiras, montanhas e diversos cenários de tirar o fôlego.

Nós fizemos um post completo com os principais destinos + sugestões de roteiro para Costa Rica – não deixe de conferir pois ele é essencial para planejar sua viagem!

Mas de uma forma geral, vamos mostrar aqui os lugares mais importantes de cada região, que você deve considerar ao planejar sua viagem para Cosra Rica

1. Vale Central

Principais destinos da Costa Rica – Vale Central:

A região central da Costa Rica será sua porta de entrada no país.

A capital San José, que fica na província de mesmo nome, está cheia de relíquias culturais que podem ser visitadas em uma rápida passagem pela cidade. 

Viagem para a Costa Rica - San Jose
A capital San José
Viagem para a Costa Rica - Irazu
Vulcão Irazu

Outros dois grandes atrativos dessa região são o vulcão Poás e o vulcão Irazu. Saiba que nenhuma viagem para Costa Rica estará completa sem uma visita a um vulcão – você pode escolher ir em um deles, ou fazer como a gente e conhecer os dois!

2. Puntarenas

Principais destinos da Costa Rica – Puntarenas:

Puntarenas é a maior província da Costa Rica e também um dos principais destinos turísticos do país.

É nessa região que você encontra alguns dos mais conhecidos Parques Nacionais, com reservas biológicas, florestas incríveis e mais algumas praias paradisíacas. 

Essa província engloba duas áreas distintas geograficamente: a região da costa do Pacífico, que vai de Monteverde até a fronteira com o Panamá, além de uma parte da Península de Nicoya.

Viagem para a Costa Rica - Monteverde
Pontes suspensas de Monteverde
Viagem para a Costa Rica - Jaco
Jacó
Viagem para a Costa Rica - Manoel Antonio
Manoel Antonio
Viagem para a Costa Rica - Santa Teresa
Pôr do Sol em Santa Teresa

3. Planícies do Norte

Principais destinos da Costa Rica – Planícies do Norte:

Uma região ainda distante da praia, mas com uma riqueza natural incomparável.

As florestas aqui são riquíssimas e sempre verdes. Há também vulcões, rios e diversas cachoeiras para completar o visual. 

La Fortuna é um destino bem conhecido pela combinação de aventura + natureza. Por aqui, você pode ter um pouco de emoção em tirolesas e raftings, além de caminhar próximo ao vulcão. Também dá para relaxar no quentinho das águas termais e se banhar em cachoeiras – não deixe de conhecer a Catarata La Fortuna.

Já a combinação Catarata de Toro + Blue Falls irá render um dos cenários mais deslumbrantes da viagem. São dois destinos de cachoeiras – cada uma com suas características, mas todas simplesmente perfeitas!

Viagem para a Costa Rica - La Fortuna
Vulcão Arenal, La Fortuna
Viagem para a Costa Rica - Blue Falls
Blue Falls

4. Guanacaste

Principais destinos da Costa Rica – Guanacaste:

Um litoral extenso e um pôr do sol inesquecível. A extensa província de Guanacaste é o endereço de algumas das melhores praias da Costa Rica.

Por aqui você curte das praias protegidas às super badaladas, com ótima infraestrutura e uma vasta opção de hotéis de luxo.

Viagem para a Costa Rica - Tamarindo
Tamarindo
Viagem para a Costa Rica - Ostional
Arribada das tartarugas em Ostional

Em Guanacaste há também muitas áreas de proteção ambiental, o que confirmam a biodiversidade local. 

5. Caribe da Costa Rica

Principais destinos da Costa Rica – Caribe:

Costa Rica conta com duas costas: a do Caribe e a do Pacífico, que são bem diferentes.

O lado caribenho tem um clima bem relax, apesar de ser um destino turístico.

Viagem para a Costa Rica - Puerto Viejo
Puerto Viejo

Por aqui você não encontra grandes resorts, mas pode curtir um bom reggae e provar uma culinária diferente do restante do país. 

O Caribe da Costa Rica pode ser dividido em duas partes: Tortuguero, que fica ao norte; e Puerto Viejo de Talamanca, ao sul.

Além das praias incríveis, nessa região você encontra um Parque Nacional com tartarugas e muita vida selvagem.

Curtiu as dicas? Agora é só fazer as malas e viajar para Costa Rica!

Você tem mais alguma dica de viagem para Costa Rica que considere importante? Deixe nos comentários!

Esse post pode conter link de afiliados. Isso significa que, ao fazer uma reserva a partir desses links, você ajuda a manter nosso blog e não paga nada a mais por isso. Nós agradecemos seu apoio!

Nós nos esforçamos para manter o blog atualizado, mas alguns detalhes podem sofrer alterações a qualquer momento. Sempre confirme datas, preços e informações.


Adriana

36 anos. Carioca. Colecionava carimbos no passaporte durante as férias, mas resolveu levar esse hobbie a sério. Jornalista, trabalhou com marketing por um bom tempo, mas deixou o mundo corporativo para viver uma vida com mais significado. Convenceu o Caio a se jogar no mundo e hoje se dá por satisfeita carregando um caderninho, uma câmera e um tapete de yoga.

Quer saber como viajar mais por menos?

Receba agora so seu e-mail nosso guia gratuito: são 40 dicas imperdíveis para colocar em prática já na sua próxima viagem!

Você também pode gostar de ler:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-nos no Instagram

O carnaval acabou! E agora? Onde você queria estar nesse momento? A gente: Playa Hermosa na Costa Rica!#emalgumlugardomundo #costarica #visitcostarica

Uma nova amizade! Conheçam Zuleide, uma tartaruguinha verde que conheci hoje no mar de Arraial do Cabo! Ficamos ali um tempinho batendo um papo sobre como está o mundo hoje… a maré tá boa por aí?A propósito: o mar de Arraial do Cabo continua assim, lindo!
#dive #emalgumlugardomundo #seasheperd #mergulho

Imagina acampar em um lugar assim? ?️ Pois nós dormimos 3 noites em uma dessas cabanas e foi in-crí-vel!Na verdade não se trata de um camping em si. Essa é um tipo de acomodação mais básica, que encontramos no @selina em La Fortuna, na Costa Rica.
Mas apesar de parecer uma “simples” barraca, ela tinha uma cama super confortável e era tão estilosa por dentro como por fora.
O melhor: o preço era mais baixo do que o de um quarto comum, sem deixar nada a desejar no quesito conforto. E a gente podia usar toda a dependência do hotel, incluindo piscina, cozinha… E vc, passaria uma noite numa cabana dessas?

COSTA RICA NÃO É SÓ PRAIA!
Se vc acha que o país (que por sinal é um dos lugares mais biodiversos do mundo) tem só belas praias a oferecer, dá uma espiada nessa beleza.
Uma das cachoeiras mais bonitas que visitamos na Costa Rica foi a Catarata Rio Fortuna, com nada menos que 75 metros de queda d’água.E para se banhar nessa maravilha, é preciso encarar uns 500 degraus de escadaria. Dica: desça na maior empolgação pra dar um mergulho nessa belezura e deixa pra sofrer na volta ?
Nós fomos não época de chuvas e mesmo assim a água estava linda!
O que pode acontecer nessa época é que, devido ao grande volume de água, o mergulho na piscina principal seja proibido por questões de segurança. Mas dá pra se banhar logo adiante, no rio formado pela cachoeira. Então tá valendo o “esforço” de qualquer jeito!E vc, tb curte uma cachoeira ou prefere mesmo uma praia?#costarica #lafortuna #emalgumlugardomundo #nature #waterfall

? ??Viajar pela Costa Rica de carro foi uma das melhores aventuras que vivemos!
A gente ama a liberdade de dirigir pelo desconhecido, fazer as coisas do nosso jeito, no nosso tempo.
Sabiamos que não iríamos muito longe alugando um carro comum, porque algumas estradas por lá são impraticáveis – então já fechamos num 4×4 da @nomad_america pra não ter erro. E gente, não é em qualquer lugar que a gente pode alugar um carro com barraca de camping e dormir em uma praia deserta, né? ?️?️ E foi assim que cruzamos rios e acampamos em lugares incríveis – tudo isso vivenciando uma conexão incrível com a natureza selvagem desse país que tanto nós surpreendeu ?

X

JÁ BAIXOU NOSSO E-BOOK GRATUITO?

Inscreva-se agora e receba no seu e-mail nosso e-book: são 40 dicas de como viajar mais e melhor por menos!